Tiago Machado foi o terceiro com mais dias de competição em 2015

Tiago Machado (na imagem)

O português Tiago Machado disse esta sexta-feira adeus a uma época com incontáveis quilómetros, que o levou a ser o terceiro ciclista com mais dias de prova, ao cortar a meta do Gran Piemonte, a sua última prova de 2015.
Quem consultar o site especializado "CQ Ranking" encontrará Tiago Machado no terceiro lugar da lista de ciclistas com mais dias de competição (90), atrás apenas do holandês Martijn Keizer , que lidera com 94, e do francês Pierre Rolland , segundo com 93. 
No entanto, ninguém melhor do que o próprio para dizer quantos dias tem nas pernas. "Pelas minhas contas são 92", corrigiu em conversa com a "Agência Lusa".
O ciclista da Katusha perdeu a conta aos quilómetros que fez desde o já remoto Tour Down Under, que começou a 20 de Janeiro, e o Gran Piemonte, que esta sexta-feira encerrou a sua temporada, na qual se inclui ainda a presença na Volta a França e na Volta a Espanha, esta última completamente inesperada - foi chamado na véspera para substituir colegas em apuros.
"Houve situações que não foram fáceis de contornar e, por isso, tive tantos dias de competição. A sensação é a mesma de sempre, fiz o meu melhor e agora descanso de consciência tranquila", assumiu à "Lusa".
O corredor de Famalicão, que a 18 de Outubro cumpre 30 anos, não tem memória, nos seus seis anos como estrangeiro, de uma época com tantos dias de competição e, ainda assim, recusa-se a apontar momentos maus.
"Os momentos mais duros são sempre aqueles em que queremos estar melhor e as pernas não respondem. Todos os dias são felizes, faço o que mais adoro que é andar de bicicleta", disse Machado, que foi terceiro na Volta ao Algarve, segundo na Volta à Baviera, medalha de prata no contrarrelógio e de bronze na prova de fundo dos Nacionais de ciclismo de estrada.
No adeus a 2015, pelo menos competitivamente, Tiago reconheceu à "Lusa" que as dores nas pernas são "mesmo muitas" e o cansaço também, mas que, cortada a linha de meta, o mais importante é a sensação do dever cumprido
 

Também pode interessar:

jdragon cycling team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário