Tour 2015 - Antevisão 20ª etapa

E chegou a última etapa de montanha da edição de 2015 do Tour de France. O Tour despede-se dos Alpes com uma chegada a Alpe d'Huez. Irá Froome aguentar a pressão dos seus mais directos adversários e manter a camisola amarela?

Perfil 20ª etapa

Cidade de partida: Modane

Cidade de Modane
A cidade de Modane tem uma localização privilegiada entre a França e a Itália, algo que marca a história a sua história.
Esta é apenas a segunda vez que a cidade é palco de uma etapa do Tour. A primeira, decorria o ano de 2011, e tal como este ano, o pelotão partiu de Modane para o Alpe d'Huez. A vitória foi para o francês Pierre Rolland.

Cidade de chegada: Alpe d'Huez

Uma das curva de Alpe d'Huez
A subida do Alpe d'Huez deve ser a mais mítica do Tour. O primeiro a vencer neste palco foi Fausto Coppi em 1952. Depois disso já foi palco de de etapas do tour por mais 31 vezes. A última vez foi em 2013, e o vencedor da etapa foi o francês Chistophe Riblon.
Joaquim Agostinho venceu no Alpe d'Huez em 1979 e na curva 14 da subida, podemos ver um busto em bronze do ciclista. A estátua é comemorativa pela sua vitória na etapa, no ano em que foi 3º classificado da geral pela segunda vez. 


A etapa de hoje é curta, são "apenas" 110,5 quilómetros. Mas pelo meio estão duas contagens de montanha de categoria especial. Por isso, apesar de curta, é uma etapa bastante dura. 

La Croix de Fer já teve o seu destaque na etapa de ontem. Mas hoje os ciclistas vão voltar a subir, agora por outro lado, mais extenso mas com uma pendente média um pouco mais baixa. 

O Alpe d'Huez nem precisa de apresentação, é a mais mítica subida do Tour. Uma das grandes dificuldades desta subida, e talvez o que faz dela ainda mais interessante, é a quantidade de curvas., 21 no total. Vai ser curioso ver como os ciclistas abordam a subida, com o cansaço geral que se faz notar. 
Para nós portugueses, Alpe d'Huez traz-nos boas recordações, Joaquim Agostinho venceu ali uma etapa.

Resumo das subidas do dia:
Km 56 – Col de la Croix de Fer (2 067 m) 29 km a 5,2% – categoria HC
Km 110,5 – ALPE D’HUEZ 13,8 km a 8,1% – categoria HC

Perfil da subida a Col de la Croix de Fer

Perfil da subida de Alpe d'Huez

Favoritos

Espera-se um grande Nairo Quintana para ainda tentar chegar ao primeiro lugar do pódio, será o duelo pelo título. Mas conseguirá Quintana recuperar todo o tempo necessário? Ontem deu provas de estar com boas pernas, mas a diferença de tempo é bastante avultada. Com certeza será um Quintana ao ataque, nesta que é a sua última oportunidade.
Quanto a Froome, tem uma boa vantagem para gerir. Mas ontem mostrou-se um pouco fragilizado, tal como a sua equipa. Quando o ritmo aumentou, Froome ficou sozinho, a ter de responder aos ataques que lhe eram impostos. Quintana foi mais forte e conseguiu recuperar alguns preciosos segundos. Vamos ver como responde Froome e a Sky aos ataques de hoje.
Vincenzo Nibali está numa forma física muito melhor do que a do início do Tour. Ontem teve um desempenho perfeito o que lhe garantiu a vitória na etapa e consequentemente, a subida para o 4º lugar da classificação geral. Hoje esperamos novamente um Nibali ao ataque. O "tubarão", como é conhecido, vai com certeza tentar chegar ao pódio.

***** Nairo Quintana
**** Vincenzo Nibali, Chris Froome
*** Romain Bardet, Alberto Contador
** Thibaut Pinot, Pierre Rolland, Alejandro Valverde
* Fuga

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário