Tour 2015 - Análise 4ª etapa

Tony Martin chega finalmente à tão desejada camisola amarela, depois de já ter estado muito perto de a envergar nesta edição. Desta vez na etapa de pavé, o alemão atacou nos últimos 3 quilómetros e obteve a sua quinta vitória da carreira no Tour.
Tony Martin - Vencedor da 4ª etapa e novo lider do Tour 
Mal começou a a etapa e um grupo de quatro ciclistas foge ao pelotão, Lieuwe Westra (Astana), Thomas De Gendt (Lotto-Soudal), Perrig Quémeneur (Europcar) e Frédéric Brun (Bretagne-Séché). O pelotão ía nas calmas, resguardando-se para o que iriam apanhar mais lá para a frente. 
A fuga chegou a ter cerca de nove minutos de avanço, porém a Giant-Alpecin e LottoNL-Jumbo começaram a perseguir e a diferença começou a baixar drasticamente.
O primeiro sector (7º) de pavé chegou e alguns decidiram trocar de bicicleta já a pensar no que vinha pela frente. O quarteto da frente viu a diferença baixar para um minuto, mas o pelotão voltou a relaxar e a diferença voltou a subir.

Até ao segundo sector (6º) nada de relevante aconteceu, apenas a queda de Dan Martin é digno de registo, o irlandês nunca mais recuperou. Ao entrar neste troço Nibali e Froome estavam muito bem colocados, Alberto Contador e Nairo Quintana estavam um pouco mais para trás. A Astana acelerou, entretanto caíam algumas gotas de chuva, no entanto este sector foi ultrapassado sem grandes problemas.
O quarteto da frente acabaria por ser apanhado. O grupo principal esteve sempre em constante mutação, com muitos cortes ao longo dos sectores, mas na parte asfaltada a diferença não era relevante e voltavam a reagrupar. Alguns grupos já não conseguiram recolar à frente, entre eles o grupo de Pierre Rolland, onde se encontrava Tiago Machado.
Mas o azarado do dia foi Thibaut Pinot, já nos últimos sectores, o francês tem problemas mecânicos não uma, mas duas vezes, que o afundou ainda mais na classificação geral. 

Em relação a Rui Costa, esteve várias vezes nos cortes, mas com a ajuda de Nélson Oliveira, que fez um trabalho fantástico, conseguiu sempre recolar, até ao último sector, no qual ficou para trás definitivamente. Acabou a 51 segundos de Tony Martin, amenizando as perdas. O mais surpreendente é a falta de apoio da equipa onde andava o Pipo Pozzato? Um especialista neste terreno, que bem cedo ficou no grupo de Rolland. A Lampre-Merida tem estado um desastre, é um facto, ainda vamos na quarta etapa, espera-se que a equipa italiana apoie melhor o ciclista português.

No último sector, além de Rui Costa ter descolado definitivamente, Contador e Quintana entram no sector mal colocados. O grupo fracciona-se, porém, a distância não é grande, Sagan vai para a frente do segundo grupo e lidera a perseguição, enquanto isso Froome e Geraint Thomas tentam aproveitar a situação de corrida, mas rapidamente a Tinkoff-Saxo fecha o espaço.

Antes dos dois quilómetros finais, Tony Martin lança o ataque, a Sky deixa o trabalho para outras equipas, a Giant-Alpecin reage tarde, quando pegam no grupo, o alemão já ía disparado para a vitória. Tony Martin, tinha furado uns quilómetros antes, conseguiu recuperar e foi vencer a etapa, mais que merecida esta vitória e o sonho da amarela, virou realidade para o Panzerwagon.

Os mais do dia: Tony Martin, Nairo Quintana, Warren Barguil
Os menos do dia: os azares de Alexander Kristoff, Sep Vanmarcke e Thibaut Pinot.

Classificação da 4ª etapa:
1 Tony Martin (Ger) Etixx - Quick-Step 5:28:58
2 John Degenkolb (Ger) Team Giant-Alpecin 0:00:03
3 Peter Sagan (Svk) Tinkoff-Saxo
4 Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing Team
5 Edvald Boasson Hagen (Nor) MTN - Qhubeka
6 Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis, Solutions Credits
7 Jacopo Guarnieri (Ita) Team Katusha
8 Tony Gallopin (Fra) Lotto Soudal
9 Zdenek Stybar (Cze) Etixx - Quick-Step
10 Bryan Coquard (Fra) Team Europcar
...
38 Rui Costa 0:00:51
45 Nelson Oliveira 0:01:55
56 Tiago Machado 0:03:23
110 Armindo Fonseca 0:05:37
148 José Mendes 0:15:43

Classificação Geral após a 4ª etapa:
1 Tony Martin (Ger) Etixx - Quick-Step 12:40:26
2 Christopher Froome (GBr) Team Sky 0:00:12
3 Tejay Van Garderen (USA) BMC Racing Team 0:00:25
4 Tony Gallopin (Fra) Lotto Soudal 0:00:38
5 Peter Sagan (Svk) Tinkoff-Saxo 0:00:39
6 Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing Team 0:00:40
7 Rigoberto Uran (Col) Etixx - Quick-Step 0:00:46
8 Alberto Contador (Spa) Tinkoff-Saxo 0:00:48
9 Geraint Thomas (GBr) Team Sky 0:01:15
10 Zdenek Stybar (Cze) Etixx - Quick-Step 0:01:16
...
25 Rui Costa 0:04:10
48 Tiago Machado 0:10:13
51 Nelson Oliveira 0:10:17
87 Armindo Fonseca 0:13:56
175 José Mendes 0:32:22


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário