Volta à França 2020 - Antevisão 17ª Etapa

Dia para os homens da alta-montanha, com 2 contagens de categoria especial acima dos 2000 metros da altitude. O Tour está na fase decisiva e este é um dos últimos dias para os trepadores fazerem diferenças.

 Grenoble - Col de la Loze, 170 Km

Perfil
Mapa
A etapa pode ser dividida em 2 partes, a 1ª são os primeiros 88 Km, com poucas dificuldades, onde o ponto mais importante é mais uma vez o sprint intermédio, a luta pela camisola verde tem novo capitulo. Há uma subida de cerca de 7/8 Km, pouco dura antes do sprint, a Bora-Hansgrohe tentará descarregar Sam Bennett nesse ponto.
A 2ª parte começa na vila de La Chambre, onde os ciclistas começarão a subir o Col de la Madeleine, com os seus 17 Km a 8,4%. Os primeiros 4 Km de subida são os mais duros, quase sempre asimca dos 9%, depois a subida ameniza um pouco, mas não muito, é uma ascensão muito constante apenas entre os 10 e 11 Km da subida a percentagem desce abaixo dos 6%. Segue-se uma longa e sinuosa descida de 25 Km, mais 15 Km planos até Brides-les-Bains, onde inicia a última subida do dia.
O Col de la Loze é uma ascensão muito longa, são 21,5 Km a 7,8%, destaca-se sobretudo pelos 5 Km finais, sempre acima dos 9%.
Para se fazer diferenças a sério, os ataques terão de surgir cedo na última subida, os ciclistas não poderão esperar pelo último Km como tem acontecido. Não acreditamos que hajam ataques dos favoritos no Col de la Madeleine.

Sprints intermédios:
45,5 Km - La Rochette

Subida categorizada: 
107,5 Km – Col de la Madeleine (HC - 17,1 Km @ 8,4 %)
META – Col de la Loze (HC - 21,5 Km @ 7,8 %)


Condições meteorológicas

Muitas nuvens durante a tarde, possibilidade de chuva.
Temperatura vai a rondar os 13ºC no topo das montanhas e 18ºC nos vales.
O vento vai soprar fraco.

Favoritos

Fuga?
Em principio a Jumbo-Visma não tem interesse levar a corrida para ser decidida pelos homens da geral, já que corre o risco de Pogacar bonificar e encurtar a diferença para Roglic. No entanto, pode também acontecer precisamente o contrário, a equipa holandesa e Roglic podem querer arrumar com a luta pela camisola amarela.
A UAE não tem capacidade para controlar a etapa, por isso, o sucesso da fuga estará dependente da vontade dos holandeses.

⭐⭐⭐ Tadej Pogacar, Primoz Roglic, Pello Bilbao, Daniel Martinez, Richard Carapaz
⭐⭐ Emanuel Buchmann,, Thibaut Pinot, Warren Barguil, Michal Kwiatkowski
⭐ Marc Hirschi, Hugh Carthy, Marc Soler, Pierre Rolland, Tiesj Benoot, Pavel Sivakov

A nossa aposta: Richard Carapaz
Tentou na etapa anterior, onde apenas foi batido por Lennard Kamna. Voltará a tentar, porque é das poucas hipóteses da Ineos ganhar uma etapa. Está no seu terreno, acima dos 2000 metros de altitude é onde o equatoriano se sente em casa.

Joker: Michal Kwiatkowski
O polaco é outra das opções mais fiáveis dos britânicos para sacar uma etapa. O terreno é muito duro para ele, mas o polaco é muito versátil e com liberdade pode brilhar.


Seguir em directo: #tdf2020, #letour, #tourdefrance, #tdf

 (a partir das 11:10)

(a partir das 14:20)

Horário Portugal continental


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Publicar um comentário