Volta à França 2020 - Antevisão 1ª Etapa

A maior e mais prestigiante prova de ciclismo começa hoje e só isso já é um feito enorme, depois de tudo o que o mundo está a passar. A partida será dada em Nice, uma região que neste momento está sob alerta vermelha das autoridades francesas.
3,2,1... Que comece o espectáculo!

 Nice - Nice, 156 Km
Mapa
Perfil
Últimos 5 Km
Nice é o local de parida e de chegada da 1ª etapa. Um dia que está longe de ser plano, mas que também não exige muito dos ciclistas. A etapa começa com a subida não categorizada ao Côte d'Aspremont (6,7 Km @ 3,2%), servirá para a formação da fuga.
Aos 48 Km está a 1ª subida categorizada, Côte de Rimiez, seguido novamente da Côte d'Aspremont, isto repete-se por volta dos 100 Km. Os últimos 30 Km são planos, sem dificuldades, onde as equipas dos sprinters irão controlar a corrida. Dia para os velocistas.
Os homens da geral têm de estar atentos, os primeiros dias do Tour são marcados pelo nervosismo e as quedas são uma constante.

Sprints intermédios:
Km 88 - Nice

Subida categorizada:
Km 48,5 - Côte de Rimiez (3C - 5,8 km @ 5,1%)
Km 97 - Côte de Rimiez (3C - 5,8 km @ 5,1%)

Condições meteorológicas

Dia nublado no sul de França, mas sem chuva. O vento vai soprar de fraco (com rajadas moderadas) de sul e sudeste. As temperaturas vão rondar os 25ºC, é um dia perfeito para a prática da modalidade.

Favoritos

⭐⭐⭐ Caleb Ewan
⭐⭐ Peter Sagan, Sam Bennet, Giacomo Nizzolo
⭐ Alexander Kristoff, Cees Bol, Elia Viviani

Fuga?
Não, é um dia para os velocistas e as suas equipas irão controlar a corrida.

Os comboios deverão entrar em ação nos últimos Km da etapa, os mais fortes são: Lotto-Soudal e Deceuninck-Quick Step. Estas 2 equipas irão definir o lançamento do sprint.
Irão haver 2 passagens pela meta antes do final, por isso, as equipas sabem o que devem fazer no lançamento.

A nossa aposta: Caleb Ewan
Tem sido o sprinters mais consistente neste último ano. Em 2019 foi o melhor velocista em prova e este ano tenta repetir a façanha.
No entanto, não é um ciclista dominador, estamos a viver um período que existem muitos sprinters que podem ganhar, o equilíbrio é a nota dominante dos últimos 12 meses.

Joker: Peter Sagan
Não fez praticamente nada em 2020, mas no Tour, o eslovaco não costuma vacilar. Estará na disputa dos sprinters, assim como lutará pela camisola verde, classificação que tem dominado por completo na última década.
A chegada é demasiado plana para Sagan, mas...


Seguir em directo: #tdf2020, #letour, #tourdefrance, #tdf

 (a partir das 13:00)

(a partir das 15:00)

Horário Portugal continental




Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Publicar um comentário