Vuelta a España 2019 - Antevisão 12ª etapa

A Vuelta entra em território basco e os temíveis muros tão típicos da Itzulia estarão presentes no final da etapa, com muito público à mistura.

Mapa
Perfil
Etapa que pode ser dividida em duas partes, a primeira os primeiros 130 Km, onde o terreno é suave com apenas uma subida categorizada. 
O Alto de Urrutzimendi é a primeira da sequência, com 2 Km a mais de 10%, os primeiros 300 metros são em falsa subida e os restantes 1700 metros são uma parede autêntica, 18% é a rampa com inclinação máxima. Segue-se o El Vivero, a mais longa das três, com quase 4.1 Km a 7.4%, ascensão irregular, com a parte inicial mais fácil, a parte intermédia é a mais dura com rampas acima dos 10% e o último Km, ronda os 7%. A última é o Arraiz, a mais brutal de todas, são 2000 metros a 12.6%,  sempre acima dos 11%, com a pendente máxima, mesmo a meio da subida. 
Todos têm em comum as estradas estreitas, típicas subidas basca, curtas e com inclinações absurdas, se estiver a chover a tracção torna-se num problema nestes gradientes.
Os últimos 7.6 Km são em descida até à maior cidade basca, Bilbao.

Sprint intermédio:
Km 161.6

Subidas categorizadas:
Km 42.2 - Alto de Azazéta (3ª Cat., 883 m, 5.4 Km a 3.7%)
Km 134.7 - Alto de Urrutzimendi (3ª Cat., 203 m, 1.9 Km a 10.8%)
                                                                                                                                           @mycols
Km 144.8 - Alto El Vivero (3ª Cat., 369 m, 4.1 Km a 7.4%)
@laflammerouge

Km 163.8 - Alto de Arraiz (3ª Cat., 252 m, 2.0 Km a 12.6%)
                                   @gregariosdelujo

Local de partida: Circuito de Navarra

O circuito de Navarra é um circuito de velocidade, localizado nas proximidades de Los Arcos (Navarra). Abriu a 19 de Junho de 2010 com a apresentação do MotoGP Inmotec GPI 10 e seu primeiro teste nacional foi realizado no dia 31 de Julho. O primeiro teste internacional em 2010, foi a celebração da Fórmula Superleague e do Campeonato Mundial GT1 em 23 e 24 de Outubro. O Circuito de Navarra é uma infra-estrutura única. Os seus 3.933 metros formam um layout atraente e muito técnico. Com capacidade para hospedar a prática de Fórmula 1, o circuito está preparado para juntar-se a uma lista selecta de circuitos como Jarana, Jerez ou Assen.

Local de chegada: Bilbao
Museu Guggenheim de Bilbao
Bilbao é um município e cidade da comunidade autónoma do País Basco, Espanha, capital da província e território histórico da Biscaia. O município tem 41,3 km² de área e em 2013 tinha 349 356 habitantes (densidade: 8 459 hab./km²). A conurbação onde se insere, na área metropolitana de Bilbao, que se estende ao longo da ria de Bilbao e do rio Nervión, tinha 910 298 habitantes em 2009, ou seja, pouco menos que 80% de toda a população da Biscaia e quase metade do País Basco espanhol.
O principal núcleo urbano de Bilbao é rodeado por duas cadeias montanhosas cuja altitude média não ultrapassa os 400 m e que em parte marcam os limites naturais do município
Em 2010 Bilbao recebeu o prémio Lee Kuan Yew World City Prize (Prémio Mundial das Cidades), concedido pelo estado de Singapura, que premeia a qualidade do urbanismo.

Condições meteorológicas

Probabilidade elevada de chuva.
Temperatura a rondar os 20ºC.
Vento moderado de Norte.

Favoritos

Mais um dia de fuga?
A grande questão é saber se a Movistar está disposta a endurecer a corrida neste dia, à procura da vitória de etapa e de ganhar tempo a Roglic. 
A Jumbo-Visma não vai querer desgastar-se muito, por isso, para eles, uma fuga com gente longe na geral é o cenário ideal. A Astana por sua vez, tem equipa para endurecer a corrida, o problema é que Miguel Angel Lopez não é um ciclista forte neste tipo de subidas, curtas e explosivas.
É uma daquelas etapas 50/50 tanto pode dar para uma fuga ou para um grupo selecto dos homens da geral.
De qualquer forma, damos 3 estrelas para a fuga e 2 e 1 para os homens da geral.

⭐⭐⭐ Dylan Teuns, Ruben Guerreiro, Zdenek Stybar, Sergio Higuita, Esteban Chaves, Jesus Herrada, Jakob Fuglsang, Pierre Latour, Alex Aranburu, Óscar Rodriguez
⭐⭐ Alejandro Valverde, Nairo Quintana, Primoz Roglic
⭐ Miguel Angel Lopez, Rafal Majka, Mikel Nieve, Tadej Pogacar

A nossa aposta: Pierre Latour
Este é o território do francês, subidas curtas e explosivas. Está longe na geral, o que lhe permite ter liberdade para entrar em fuga.

Joker: Alejandro Valverde
Caso a vitória da etapa seja entre os homens da geral, Valverde tem de ser o favorito maior, já que tem a melhor ponta final de todos. No entanto, não é de estranhar se a Movistar der ordem para Quintana atacar na última subida e isso poderá mudar toda a dinâmica dos últimos Km.


Seguir em directo: #LV2019 #laVuelta #Vuelta2019 #laVuelta2019
(a partir das 14:00, hora de Portugal Continental)


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário