Vuelta a España 2019 - Antevisão 11ª etapa

Após a Vuelta andar por Andorra e França, a Vuelta regressa a casa, com um final na província da Navarra.
A etapa de hoje engana, não é tão fácil quanto parece, tem mais de 3000 metros de subida acumulada.

Mapa
Perfil
Etapa com 180 Km com alguma dureza. A partida é em Saint-Palais e seguem para sudeste, os primeiros 70 Km são relativamente tranquilos, com algum sobe e desce, ideal para a formação de uma fuga. A primeira subida categorizada é o Col d'Osquich (4,9 Km a 6,1) %), de 3ª categoria, tem o topo a pouco mais de 100 Km da meta.
O terreno apenas volta a empinar por volta dos 116 Km, com a ascensão ao Col d'Ispéguy (7,2 Km a 7,1%) e o Col de Otxondo (7,6 km a 4,7%) logo a seguir, com uma descida pelo meio. Os últimos 30 Km, são relativamente planos, onde muita gente que ficou para trás na última subida, poderá recuperar.

Sprint intermédio:
Km 171.9

Subidas categorizadas: Km 77.2 - Col d'Osquich (3ª Cat., 5.1 Km a 5.5%)
Km 123.2 - Col d'Ispéguy (2ª Cat., 8.1 Km a 6.3%)
Km 142.8 - Col de Otxondo (3ª Cat., 7.6 Km a 4.2%)

Local de partida: Saint-Palais
Saint-Palais
Saint-Palais é uma localidade francesa na região administrativa da Nouvelle-Aquitaine, no departamento dos Pirenéus Atlânticos.
Saint-Palais pertence ao País Basco Francês mas partilha a sua tradição cultural com Euskadi-O País Basco. Um exemplo disso é o Festival de la Force Basque, um campeonato de desportos rurais bascos realizado em agosto que fornece imagens icônicas como cortadores de madeira ('aizkolariak') e um evento chamado 'soka-tira' (cabo de guerra).

Local de chegada: Urdax-Dantxarinea
Urdax-Urdazubi
Urdax-Urdazubi é um município espanhol de Navarra, localizado na comunidade de Pamplona.
Está localizada num ambiente privilegiado, a cidade de Urdax-Urdazubi é o complemento ideal para as florestas e montanhas circundantes, a combinação única de seus lugares e seu povo, um lugar onde mistura história, natureza, tradição, gastronomia e desporto.
Entre as maiores atracções da cidade, destaca-se o antigo mosteiro de San Salvador datado do século IX, magníficas grutas Ikaburu, exposições de arte e um turismo rural e cultural de qualidade.
Urdax, tem uma das áreas comerciais de referência na região, Dantxarinea, onde se pode encontrar de tudo um pouco: alimentos, vinhos e bebidas espirituosas, talhos, peixarias, bazar, moda, tecnologia, etc. Possui ainda vários restaurantes onde pode experimentar a gastronomia local.

Condições meteorológicas

Probabilidade baixa de chuva.
Temperatura a rondar os 23ºC.
Vento moderado de Noroeste.

Favoritos

Dia de fuga
Mais um dia para uma fuga ter sucesso. Dos sprinters, apenas vemos Luka Mezgec a sobreviver e este terreno, nem Sam Bennett ou Fernando Gavíria mostraram nesta Vuelta serem capazes de sobreviver a este terreno.
A Mitchelton-Scott não tem uma equipa forte para controlar um pelotão e a Jumbo-Visma não vai estar a desgastar-se a perseguir uma fuga que não ponha em causa a liderança de Roglic. Também não é descabido o próprio Mezgec estar envolvido na fuga.
A lista de nomes que podem estar envolvidos na fuga do dia é muito grande e está nas 3 estrelas.


⭐⭐⭐ Nikias Arndt, Thomas de Gendt, Philippe Gilbert, Alexa Aranburu, Zdenek Stybar, Remi Cavagna, Boasson Hagen, Patrick Bevin, Ruben Guerreiro, Mark Padun, Dylan Teuns, Tosh Van der Sande, Jesus Herrada, Jose Herrada
⭐⭐ Luka Mezgec
⭐ Sam Bennett, Fernando Gaviria, Jon Aberasturi

A nossa aposta: Alex Aranburu
Já esteve bem perto de ganhar uma etapa, na altura também através de uma fuga, onde foi batido ao sprint por Nikias Arndt. Este é também um dia que lhe assenta muito bem e será muito provável que esteja no movimento certo.
O sprint que possui é uma arma em grupos reduzidos.

Joker: Luka Mezgec
Não é de espantar se conseguir entrar na fuga, mas estando é um alvo a abater e é previsível que as subidas sejam abordadas de forma mais ofensiva pela sua presença.
Se o pelotão discutir a vitória de etapa, é o sprinter que dá mais garantias de sobreviver às subidas. 

Seguir em directo: #LV2019 #laVuelta #Vuelta2019 #laVuelta2019
(a partir das 14:00, hora de Portugal Continental)


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário