Vuelta a España 2019 - Antevisão 1ª etapa

Um contrarrelógio coletivo abre a edição deste ano da Vuelta. São apenas 13,4 Km de esforço coletivo em que as diferenças não devem ser muito grandes, mas que serve para determinar o primeiro líder.

Mapa

Perfil

São 13400 metros com pouca dificuldade, onde o único factor externo que poderá influenciar a performance das equipas são as condições meteorológicas. Não é um percurso demasiado técnico, tem algumas viragens mas a dificuldade das mesma não é elevado.
Vai ser um contrarrelógio fast and furious.

Local de partida e chegada: Torrevieja
Vista sobre a zona do porto de Torrevieja
Localizada na província de Alicante, na Comunidade Valenciana, Torrevieja, destaca-se por ser uma zona balnear.
Economicamente é marcada pelo Turismo e pelos serviços, antigamente a pesca e a indústria do Sal dominavam a actividade económica de Torrevieja.
A indústria do Sal ainda tem uma importância grande na região, a lagoa de sal de Torrevieja é das mais importantes do país vizinho.

Condições meteorológicas

Tempo seco e temperatura perto dos 30ºC. O vento vai soprar moderado de este, o que significa que será lateral grande parte do percurso.

Favoritos

A Jumbo-Visma é naturalmente a grande favorita, esmagou nesta disciplina no Tour e apesar de não apresentar o mesmo conjunto, tem Tony Martin, Steven Kruijswijk e Primoz Roglic. 
A EF Education First tem sido das melhores nesta disciplina este ano. Com um conjunto que conta com van Garderen, Uran e Craddock, têm obrigação de ficar nos primeiros lugares.
Deceuninck-Quick Step é sempre uma das equipas mais fortes na especialidade, se há equipa que poderá surpreender a Jumbo-Visma, é esta. Apresenta um lote de roladores que impressiona.
Numa terceira linha aparece a Ineos, que na nossa opinião tem um conjunto bastante longe do que podia apresentar. No mesmo patamar está a Movistar, que vai tentar limitar as perdas, Nélson Oliveira é uma arma importante para este primeiro dia e este conjunto parece ser melhor para esta especialidade do que aquele que esteve no Tour.
A Bora-Hansgrohe evoluiu bastante no último ano em todos os parâmetros e o contrarrelógio coletivo não é excepção. Tem uma equipa que no papel não parece ser muito forte, mas para esta distância homens como Archbold, Drucker e Muhlberger podem ser bastante importantes.
A ultima equipa que merece uma menção é a Sunweb, equipa que costuma ser bastante forte no crono coletivo. Tem um bom conjunto de roladores, no entanto, não deve chegar para ameaçar a vitória.

⭐⭐⭐ Jumbo-Visma
⭐⭐ EF Education-First, Deceuninck-Quick Step
⭐ Ineos, Movistar, Bora-Hansgrohe, Sunweb

A nossa aposta: Jumbo-Visma
Joker: Movistar

Seguir em directo: #LV2019 #laVuelta #Vuelta2019 #laVuelta2019
(a partir das 17:50, hora de Portugal Continental)


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário