Volta à França 2019 - Antevisão 21ª Etapa

Habitualmente não decide nada para as diversas classificações mas, a chegada a Paris e o percorrer o circuito perante um mar de gente é um dos momentos mais marcantes da temporada ciclista.
A cereja no topo do bolo é a grandiosa festa final, que faz jus ao evento desportivo que é o Tour. É todo um acontecimento este dia, que faz parar Paris.

Mapa
Perfil
Antes da chegada a Paris, é tempo para os vencedores beberem Champanhe e festejarem um pouco em cima da bicicleta.
O circuito final estará apinhado de gente a assistir, a um dos espectáculos desportivos mais populares do mundo.

Circuito final em Paris

Cidade de partida: Rambouillet
Château de Rambouillet
A cidade real de Rambouillet, uma cidade denominada de arte e história, aconchegada na extremidade da magnífica floresta Rambouillet, tem uma rica herança.
O principal monumento da cidade, o Château de Rambouillet (ver imagem), do século XIV, costumava ser a residência de prazeres do rei Luís XVI no século XVIII. Este castelo fortificado foi a residência oficial de verão do presidente francês em 1896 e já hospedou chefes de estado que visitaram o país. Os destaques da visita ao seu interior incluem o magnífico Marble Hall, os soberbos painéis de carvalho e os elementos decorativos Rococó e Neo-Pompeiano.
No exterior encontra-se um magnífico parque com canais e jardins.

Cidade de chegada: Paris

Arc de Triomphe - Paris
Paris - a Cidade Luz. 
Muitos são os locais e monumentos de paragem obrigatória em Paris. Quando se fala da cidade pensa-se na Torre Eiffel, mas Paris tem muito mais. De Notre Dame ao Sacré Coeur, a Opera de Paris, o Panteão, o Museu Louvre, um passeio por Montmartre. Mas no dia de hoje, o local mais marcante é sem dúvida os Champs-Élysées com o Arco do Triunfo ao fundo. É um dia especial para todos os ciclistas e para os fãs em geral. A cidade transforma-se e pára para ver o pelotão passar.

Condições meteorológicas

Condições instáveis, há possibilidade de chuva para o inicio da tarde. Temperatura a rondar os 21ºC e o vento vai soprar moderado a forte de Oeste.

Favoritos

⭐⭐⭐
Dylan Groenewegen
Começou o Tour como o sprinter a bater, venceu uma etapa mas ao longo da prova foi ultrapassado por Caleb Ewan, que foi o mais consistente. O posicionamento continua a ser o seu problema.
Venceu em Paris na edição de 2017.

Caleb Ewan
Primeira participação no Tour e vai sair com nota máxima. Para já venceu duas etapas e em Paris é candidato a adicionar mais uma.
O australiano tem ao seu dispor um bom comboio.
⭐⭐
Elia Viviani
Venceu uma etapa, que salva um pouco o Tour do italiano, mas está longe de ser uma boa prova. Tem o comboio mais poderoso à disposição e não o sabe aproveitar.


Alexander Kristoff
Dos sprinters é aquele que melhor reage a três semanas de prova. Sabe o que é vencer em Paris, fez-lo no ano passado e tem um histórico que impressiona pela regularidade nos Campos Elísios: 6º, 2º, 3º, 3º, 5º e 1º.

Peter Sagan
Atualmente não é o mais rápido, mas a sua capacidade de estar sempre na discussão é indiscutível. Nunca venceu nos Campos Elísios e este ano a tarefa não é menos complicada, antes pelo contrário.
Mas uma coisa é certa, em condições normais ele estará entre os primeiros.

A nossa aposta: Caleb Ewan
Joker: Alexander Kristoff

A camisola amarela que o vencedor irá usar homenageia o Arco do Triunfo que domina dos Campos Elísios, local de chegada do Tour desde 1975.

Seguir em directo: #tdf2019, #letour, #tourdefrance, #tdf
TV: Eurosport 1 (a partir das 17:00)  RTP 2 (a partir das 17:00)

Horário Portugal continental

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário