Volta à França 2019 - Antevisão 2ª Etapa

O Tour continua por Bruxelas, desta vez com um contrarrelógio coletivo, que prometo fazer diferenças importantes entre alguns favoritos.



Contrarrelógio de 27 Km, ao redor da capital belga. Não é um percurso completamente plano, tem algum sobe e desce, que vai marcar diferenças importantes entre as melhores equipas e as mais fracas na especialidade. 
As melhores equipas irão conservar 6 ou 7 elementos até bem perto da meta.

Cidade de partida e chegada: Bruxelas

Grand Place
Apelidada de Capital da Europa, Bruxelas é a segunda cidade mais cosmopolitana do mundo, com 179 nacionalidades diferentes e mais de 100 línguas faladas. É a única região bilíngue na Bélgica.
Um dos locais mais visitados da cidade é a Grand Place. Reconhecida pela sua riqueza ornamental, é ladeada pela Câmara Municipal e a Casa do Rei (Broodhuis em holandês). É considerada, especialmente por Victor Hugo, como uma das praças mais bonitas do mundo. Em Agosto de 1695, a maioria das casas foram destruída durante o bombardeio da cidade pelas tropas francesas do Marechal Villeroy. Apenas a fachada e a torre da Câmara Municipal, que serviam de alvo para os artilheiros, e algumas muralhas resistiram.
Frequentemente são realizados eventos festivos ou culturais na Grand Places, incluindo em meados do mês de Agosto, um enorme tapete de flores composto por mais de 500.000 begônias.

Condições meteorológicas

Dia com algumas nuvens mas sem chuva durante a etapa.
Temperatura irá rondar os 20ºC.
O vento irá soprar fraco a moderado de norte.

Favoritos

Horário de saída das equipas (hora PT):
1 Team Ineos 13:30:00
2 Team Arkea-Samsic 13:35:00
3 Astana Pro Team 13:40:00
4 Groupama-FDJ 13:45:00
5 AG2R La Mondiale 13:50:00
6 Movistar Team 13:55:00
7 Total Direct Energie 14:00:00
8 CCC Team 14:05:00
9 UAE Emirates 14:10:00
10 Trek-Segafredo 14:15:00
11 Katusha-Alpecin 14:20:00
12 Cofidis Solutions 14:25:00
13 Dimension Data 14:30:00
14 Team Sunweb 14:35:00
15 Bora-Hansgrohe 14:40:00
16 Lotto Soudal 14:45:00
17 Mitchelton-Scott 14:50:00
18 Bahrain-Merida 14:55:00
19 EF Education First 15:00:00
20 Deceuninck-QS 15:05:00
21 Wanty-Gobert 15:10:00
22 Team Jumbo-Visma 15:15:00

Ineos
É uma equipa forte nesta especialidade, não é novidade. Têm tudo bem trabalhado e oleado, no entanto em relação à Jumbo, falta-lhe um motor como Van Aert. Geraint Thomas poderia ser esse elemento, mas este ano mostrou muito pouco. Castroviejo e Kwiatkowski serão essenciais.
Têm a desvantagem de saírem primeiro,

Deceuninck-QuickStep
Mais uma das grandes equipas na especialidade. Lampaert transformou-se num dos principais  contrarrelogistas da atualidade.
São a antepenúltima equipa a sair.

Mitchelton-Scott
Uma equipa com Durbridge e Hepburn pode sonhar com um bom tempo num contrarrelógio destes. Os manos Yates também evoluiram na disciplina.

Sunweb
Sem Dumoulin, a equipa perde o líder e aquele que eleva para outro patamar a Sunweb. No entanto, o conjunto alemão continua forte com: Andersen, Kelderman, Matthews, Haga e Kämna. Todos eles excelentes roladores.

EF Education First
Evoluíram muito na disciplina este ano e até venceram o contrarrelógio coletivo na Colômbia 2.1. Se estiverem entre os primeiros lugares não será supresa.

Bahrain-Merida
Só estão referenciados por causa de Rohan Dennis. É verdade que o australiano este ano não tem realizado contrarrelógios tão fortes, mas uma equipa que o tenha, tem de ser mencionada na disciplina.

⭐⭐⭐ Jumbo-Visma
⭐⭐ Ineos, Deceuninck-QuickStep, Mitchelton-Scott
⭐ Sunweb, EF Education First, Bahrain-Merida

A nossa aposta: Jumbo-Visma
A equipa holandesa tem evoluido tremendamente na disciplina e este ano conta com dois elementos que fazem a diferença. Tony Martin, um dos melhores contrarrelogista da história e Wout Van Aert que cilindrou toda a gente no contrarrelógio da Volta à Suiça e no campeonato belga, incluindo o recordista da hora. O nível que apresentou Van Aert foi surreal e com uma equipa bem oleada, com bons roladores, têm de ser considerados a equipa favorita.

A camisola amarela que o vencedor irá usar nesta etapa é uma homenagem ao o Atomium, uma das atrações de Bruxelas, que foi construído em 1958 no âmbito da Expo 58.
Seguir em directo: #tdf2019, #letour, #tourdefrance, #tdf

(a partir das 13:25)

(não está na programação do canal)

Horário Portugal continental




Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário