Volta à Eslovénia (2.HC) - Antevisão


A Volta à Eslovénia nasceu em 1993, este ano comemora 25 anos. Em 2005 subiu de categoria, atraindo ciclistas de grande qualidade do pelotão internacional. A lista de vencedores prova isso mesmo, com nomes como: Primoz Roglic, Vincenzo Nibali, Jakob Fuglsang, Diego Ulissi e Rafal Majka. A edição deste ano inaugura uma nova fase de crescimento da prova, já que pela primeira vez será de nivel .HC.
Tiago Machado também venceu a prova, na edição de 2014, na altura o famalicense corria na NetApp-Endura (actualmente Bora-Hansgrohe).

História

últimos 10 vencedores
2008 Jure Golcer (Slo) LPR Brakes–Ballan
2009 Jakob Fuglsang (Den) Team Saxo Bank
2010 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas–Doimo
2011 Diego Ulissi (Ita) Lampre–IS
2012 Janez Brajkovic (Slo) Astana
2013 Radoslav Rogina (Cro) Adria Mobil
2014 Tiago Machado (Por) NetApp–Endura
2015 Primož Roglic (Slo) Adria Mobil
2016 Rein Taaramae (Est) Team Katusha
2017 Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe
2018 Primoz Roglic (Slo) LottoNL-Jumbo

Edição 2018 (Top-10)
1    Primoz Roglic (Slo) LottoNL-Jumbo    15:18:13   
2    Rigoberto Uran (Col) EF Education First-Drapac p/b Cannondale    0:01:50   
3    Matej Mohoric (Slo) Bahrain-Merida    0:02:14   
4    Tadej Pogacar (Slo) Ljubljana Gusto Xaurum    0:02:16   
5    Michael Storer (Aus) Team Sunweb    0:02:18   
6    Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe    0:02:21   
7    Josef Cerny (Cze) Elkov-Author    0:03:09   
8    Janez Brajkovic (Slo) Adria Mobil    0:03:15   
10    Vegard Stake Laengen (Nor) UAE Team Emirates    0:03:16

Percurso

19/6 Etapa 1 - Ljubljana › Rogaška Slatina (168.5 Km)
20/6 Etapa 2 - Maribor › Celje (146.3 Km)
21/6 Etapa 3 - Žalec › Idrija (169.8 Km)
22/6 Etapa 4 - Nova Gorica › Ajdovščina (153.9 Km)
23/6 Etapa 5 - Trebnje › Novo mesto (167.5 Km)
Total: 806 Km

Sem chegadas em alto, mas com etapas para fazer a diferença. No entanto, a Eslovénia é um país com muita montanha, por essa razão a ausência de uma chegada em alto é uma pequena desilusão. A prova também poderia ter um pouco mais dureza.
As primeira e última etapas parecem ser talhadas para os velocistas. As restantes adaptam-se a ciclistas explosivos mas que aguentam terreno mais duro e desçam bem. A 4ª etapa é a que decidirá a geral.

Perfis

19/6 Etapa 1 - Ljubljana › Rogaška Slatina (168.5 Km)
Apesar de não ser um dia completamente plano, todas as dificuldades situam-se longe da linha de meta. Dia para os velocistas brilharem.

Subidas categorizadas:
  • Pečar (4ª Cat., 454 m, 3.4 Km a 5.3%, Km 5.8), 
  • Planina pri Sevnici (3ª Cat., 576 m, 1.4 Km a 9.4%, Km 112.7).
20/6 Etapa 2 - Maribor › Celje (146.3 Km)
Esta etapa é marcada pela subida de 2ª categoria a Svetina. O topo situa-se a 23 Km da meta e um ataque ou uma se uma equipa impôr um ritmo forte, pode fazer uma seleção restrita que disputará a etapa.

Subidas categorizadas:
  • Veliko Tinje (3ª Cat., 654 m, 4.3 Km a 7.1%, Km 26.5), 
  • Svetina (2ª Cat., 683 m, 5.5 Km a 7.5%, Km 123.1).
21/6 Etapa 3 - Žalec › Idrija (169.8 Km)
Tal como o dia anterior, o dia é marcado pela subida de 2ª categoria, neste caso a Dole. O topo situa-se a 20 Km da meta. Em termos gerais é um dia mais duro que o anterior desde do topo de Dole até à meta é sempre a descer.

Subidas categorizadas:
  • Kozjak (4ª Category, 648 m, 1.1 Km a 8.0%, Km 27.9),
  • Rovte (4ª Cat., 679 m, 6.1 Km a 2.9%, Km 117.7),
  • Medvedje Brdo (3ª Cat., 817 m, 7.9 Km a 3.0%, Km 129.4),
  • Dole (2ª Cat., 791 m, 5.0 Km a 9.2%, Km 149.2).
22/6 Etapa 4 - Nova Gorica › Ajdovščina (153.9 Km)
Esta é a etapa mais seletiva, com a única contagem de 1ª categoria da prova. A subida da Predmeja é dura e o topo fica a 23 Km da meta, esta é receita da organização para a edição deste ano. Três etapas seguidas com um desenho parecido, que devem ser decididas na última subida do dia.

Subidas categorizadas:
  • Vrhovlje (3ª Cat., 374 m, 3.9 Km a 7.5%, Km 27.9), 
  • Temnica (3ª Cat., 405 m, 4.6 Km a 7.7%, Km 69.6), 
  • Štanjel (3ª Cat., 312 m, 5.1 Km a 4.5%, Km 94.5), 
  • Predmeja (1ª Cat., 883 m, 9.1 Km a7.8%, Km 130.2).


23/6 Etapa 5 - Trebnje › Novo mesto (167.5 Km)
A última subida do dia está um pouco longe e não tem a dificuldade dos três dias anteriores. Por essa razão, não admira que seja um dia que possa ser decidido num sprint em pelotão compacto.

Subidas categorizadas:
  • Brezje (3ª Cat., 533 m, 8.0 Km a 4.1%, Km 94.9), 
  • Vanta (3ª Cat., 619 m, 8.9 Km a 4.4%, Km 138.1).
Startlist

Aqui

Favoritos

⭐⭐⭐⭐⭐ Tadej Pogacar
⭐⭐⭐⭐ Lucas Hamilton, Diego Ulissi, Aleksandr Vlasov
⭐⭐⭐ Esteban Chaves, Jan Polanc, Fausto Masnada
⭐⭐ Simone Velasco, Ben Hermans, Andrea Vendrame
⭐ Ildar Arslanov, Jay McCarthy, Mauro Finetto, Giovanni Visconti, Edoardo Zardini

A nossa aposta: Tadej Pogacar
O jovem esloveno tem sido uma das grandes sensações da temporada. Primeiro ano no World Tour e com 20 anos tem demonstrado que o futuro do ciclismo esloveno está bem entregue.
Foi 4º no ano passado e este ano sem Roglic, é o grande favorito. Faz tudo bem, sobe, desce e é um rolador eximio, além de revelar uma maturidade absurda para a idade.

Outsider: Esteban Chaves
Venceu uma etapa no Giro e deu sinais positivos. Depois de 2 anos muito dificeis o colombiano parece querer recuperar os melhores tempos. Ainda tem um caminho para percorrer até chegar ao nível que lhe permitiu fazer pódio em grandes voltas, mas pelo menos, os sinais são encorajadores.

Seguir em directo: @TourOfSlovenia, #TourOfSlovenia
https://1.bp.blogspot.com/-Gpym-fo0j3c/XPw2q9HTfuI/AAAAAAAAMxg/oE9kjX9QblwDf1-pMZfSykcJKMhcPlpFwCLcBGAs/s1600/Eurosport_1.jpg (a partir das 13:30, hora Portugal continental)


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário