Volta à Turquia (2.WT) - Antevisão


A Volta à Turquia nasceu em 1963, mas foi a partir de 2008 que a prova começou a crescer exponencialmente até chegar ao World Tour este ano.
A prova habitualmente disputava-se na primavera, com a passagem para a categoria máxima, passou para o final da temporada, mas este ano volta ao mês de abril.
A edição de 2016 foi ganha por José Gonçalves, o único luso a conquistá-la. Esta edição marca também a estreia da W52-FC Porto em provas dos World Tour.

História

últimos 10 vencedores
2009 Daryl Impey (RSA) Barloworld
2010 Giovanni Visconti (ITA) ISD-NERI
2011 Alexander Efimkin (RUS) Team Type 1-Sanofi Aventis
2012 Alexsandr Dyachenko (KAZ) Astana
2013 Natnael Berhane (ERI) Team Europcar
2014 Adam Yates (GBR) Orica-GreenEDGE
2015 Kristijan Durasek (Cro) Lampre-Merida 
2016 José Gonçalves (Por) Caja Rural-Seguros RGA
2017 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirate
2018 Eduard Prades Reverter (Spa) Euskadi Basque Country-Murias

Edição 2018
1    Eduard Prades Reverter (Spa) Euskadi Basque Country-Murias    22:26:16   
2    Alexey Lutsenko (Kaz) Astana Pro Team        
3    Nathan Haas (Aus) Katusha-Alpecin    0:00:04   
4    Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates        
5    Fabio Felline (Ita) Trek-Segafredo    0:00:09   
6    Rúben Guerreiro (Por) Trek-Segafredo    0:00:10   
7    Delio Fernandez Cruz (Spa) Delko Marseille Provence KTM        
8    Matteo Fabbro (Ita) Katusha-Alpecin        
9    Mauro Finetto (Ita) Delko Marseille Provence KTM        
10    Nicolas Roche (Irl) BMC Racing Team

Percurso

16/4 Etapa 1 - Istanbul › Te Kmirdağ (156.7 Km)
17/4 Etapa 2 - Te Kmirdağ › Eceabat (183.3 Km)
18/4 Etapa 3 - Çana Km Kmale › Edremit (122.6 Km)
19/4 Etapa 4 - Balı Kmesir › Bursa (194.3 Km)
20/4 Etapa 5 - Bursa ›  Kartepe (164.1 Km)
21/4 Etapa 6 - Sa Kmarya › Istanbul (172.4 Km)

Total: 993.4 Km

O percurso fica marcado pela chegada muito dura na 5ª etapa a Kartepe, são 16,8 quilómetros a 7,4%, mas os 12 primeiros quilómetros são acima dos 9%.
A chegada a Eceabat no 2º dia e a Bursa no 4º, são tipicas chegadas para ciclistas mais versáteis e não puros sprinters. Também não será de admirar se alguns dos velocistas conseguirem disputar estas etapas.
As restantes etapas são para chegadas ao sprint, com os puro sangue da velocidade a terem a aoportunidade de brilharem.
Resumindo, a geral será decidida na infame subida de Kartepe.

Perfis
16/4 Etapa 1 - Istanbul › Te Kmirdağ (156.7 Km)


17/4 Etapa 2 - Te Kmirdağ › Eceabat (183.3 Km)


18/4 Etapa 3 - Çana Km Kmale › Edremit (122.6 Km)


19/4 Etapa 4 - Balı Kmesir › Bursa (194.3 Km)


20/4 Etapa 5 - Bursa ›  Kartepe (164.1 Km)




21/4 Etapa 6 - Sa Kmarya › Istanbul (172.4 Km)


Startlist


Favoritos

Sprinters
⭐⭐⭐ Sam Bennett
⭐⭐ Fabio Jakobsen, Caleb Ewan
⭐ Simone Consonni, Ryan Gibbons, Eduard Grosu, Alvaro Hodeg, Jon Aberasturi

Geral
⭐⭐⭐⭐⭐ Merhawi Kudus
⭐⭐⭐⭐ Felix Grossschartner, Jan Polanc, Raul Alarcon
⭐⭐⭐ Remco Evenepoel, Valerio Conti, Ben O’Connor
⭐⭐ Harm Vanhoucke, Rob Britton, Edgar Pinto
⭐ Yevgeniy Gidich, Mauro Finetto, Scott Davies, Ricardo Mestre

A nossa aposta: Merhawi Kudus
A Astana tem voado em 2019 e apesar de não apresentar uma super-equipa na Turquia, mesmo assim tem um dos conjuntos mais fortes. Perante a concorrência e a ausência dos chefes de fila, Merhawi Kudus tem espaço para liderar a equipa.
É um dos melhores trepadores em prova, a subida a Kartepe é longa e empinada, ideal para os levezinhos.

Outsider: Raúl Alarcon
Com a ausência de João Rodrigues, que está doente, a equipa portuguesa tem em Alarcon a principal aposta. O espanhol tem vindo a crescer de forma e se estiver a um nível decente, é rapaz para descarregar toda a gente.

W52-FC Porto
Momento histórico para a equipa portista, esta será a primeira participação numa prova World Tour. Infelizmente não começou bem, ainda antes de partir, a equipa teve um contratempo, João Rodrigues o ciclista que tem estado a um grande nível em 2019, está doente e não vai poder estar na Turquia. Tiago Ferreira é o substituto.
A equipa terá Samuel Caldeira para as chegadas mais rápidas e Rafael Reis, Gustavo Veloso e Tiago Ferreira para o trabalho. Ricardo Mestre será a última ajuda de Raúl Alarcon na montanha.
Se Edgar Pinto estiver bem, acreditamos que terá liberdade de fazer a sua corrida.

Seguir em directo: @tourofturkeyTUR#TUR2019

(a partir das 11:00, hora PT continental)



Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário