Milão-Turim (1.HC) - Antevisão



Foi em 1876, que um estudante de engenharia de seu nome Paolo Magretti e mais 7 colegas pelas 4 da manhã partiam de Milão em direcção a Torino, chegariam ao final da tarde desse dia, com o aspirante a engenheiro, Magretti a vencer a prova. Foram percorridos cerca de 150 Km em 11 horas e 15 minutos, o que dá uma média de 13,3 Km/h. Apenas metade dos concorrentes terminaram a prova.
Este ano disputa-se a 99ª edição desta prova, que hoje em dia é mais vista como uma preparação para o último monumento da temporada, o Giro da Lombardia. No entanto, a tradição e história desta clássica não pode ser ignorada e muitos dos melhores corredores do pelotão internacional comparecem. Nos últimos anos a prova ganhou uma nova vida e está a ganhar novamente a importância que já teve noutros tempos.

História

últimos 10 vencedores
2003 Mirko Celestino (ITA) Saeco Macchine per Caffè
2004 Marcos Serrano (ESP) Liberty Seguros
2005 Fabio Sacchi (ITA) Fassa Bortolo
2006 Igor Astarloa (ESP) Barloworld
2007 Danilo Di Luca (ITA) Liquigas
2012 Alberto Contador (ESP) Saxo Bank-Tinkoff Bank
2013 Diego Ulissi (ITA) Lampre-Merida
2014 Giampaolo Caruso (ITA) Team Katusha
2015 Diego Rosa (ITA) Astana Pro Team
2016 Miguel Angel Lopez (COL) Astana Pro Team
2017 Rigoberto Uran (COL) Cannondale-Drapac

Edição 2017 (Top-10)
1    Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac    4:24:51   
2    Adam Yates (GBr) Orica-Scott    0:00:10   
3    Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team    0:00:20   
4    Nairo Quintana (Col) Movistar Team    0:00:28   
5    David Gaudu (Fra) FDJ    0:00:31   
6    Wout Poels (Ned) Team Sky        
7    Daniel Martinez (Col) Wilier Triestina    0:00:33   
8    Thibaut Pinot (Fra) FDJ    0:00:35   
9    Pierre Roger Latour (Fra) AG2R La Mondiale    0:00:43   
10    Peter Stetina (USA) Trek-Segafredo    0:00:53

Percurso

Magenta-Turim, 200 Km




A prova não sai exatamente de Milão, esta edição sai de Magenta, uma pequena localidade situada a Oeste da capital lombarda. Os primeiros 176 quilómetros são planos, mas os últimos 24 compensam bem a espera, com a espetacular subida a Superga a ser a estrela. São duas passagens pela Basílica de Superga, que tornam esta clássica italiana muito seletiva.  
Não desprezar a descida depois da primeira passagem pela meta.

Superga
Superga
A subida à Basílica de Superga, apresenta uma pendente média de 9,1%, numa extensão de 4,9 quilómetros. A ascensão é bastante constante, com pouca variação na pendente, a rampa mais difícil está bem a meio da subida, são 14%.

Mapa da ascensão a Superga

- Basilica di Superga (últimos 4.10 km, 9.27 %, 380 m) -

2012 | 11:52 Alberto Contador (62 Kg)
VAM: 1921 Vm/h ⚡️ 421,9W - 6,81 W/Kg

2013 | 12:30 Diego Ulissi (61 Kg)
VAM: 1824 Vm/h ⚡️ 391,1W - 6,41 W/Kg

2014 | 12:19 Giampaolo Caruso (70 Kg)
VAM: 1851 Vm/h ⚡️ 445,2W - 6,36 W/Kg

2015 | 11:49 Diego Rosa (65 Kg)
VAM: 1929 Vm/h ⚡️ 440,5W - 6,78 W/Kg

2016 | 12:03 Rigoberto Uran (62 Kg)
VAM: 1892 Vm/h ⚡️ 414,1W - 6,68 W/Kg

2017 | 11:58 Rigoberto Uran (62 Kg)
VAM: 1905 Vm/h ⚡️ 417,6W - 6,74 W/Kg
atus/1049687528238968832
tempos retirados de: https://twitter.com/ammattipyoraily/status/1049687528238968832
cálculos realizados por nós, Etapa Rainha https://twitter.com/ammattipyoraily/status/104968752823896883

Diego Rosa detém o melhor tempo da subida dos últimos anos, 2 segundos melhor que Alberto Contador.

Startlist


Condições meteorológicas


Dia muito cinzento na região e com fortes possibilidades de chuva. A temperatura rondará os 15ºC e o vento soprará fraco a moderado de Norte, o que significa vento lateral em grande parte da subida.

Favoritos

⭐⭐⭐⭐⭐ Thibaut Pinot
⭐⭐⭐⭐ Dylan Teuns, Egan Bernal, David Gaudu
⭐⭐⭐ Alejandro Valverde, Gianni Moscon, Domenico Pozzovivo
⭐⭐ Roman Kreuziger, Sam Oomen, Wilco Kelderman Adam Yates, Daniel Martinez
⭐ Rafal Majka, Gianluca Brambilla, Peter Kennaugh, Ivan Ramiro Sosa, Rui Costa, Bauke Mollema, Enric Mas, Miguel Angel Lopez

A nossa aposta: Thibaut Pinot
Foi 9º no campeonato do mundo, 5º no Giro dell'Emilia e 2ª ontem na Tre Valli Varesine. A sua forma é inquestionável boa e por isso é um candidato a vencer em Superga.
A subida final assenta-lhe bem e poderá fazer estragos nos adversários.

Outsider: Egan Bernal
Não competia desde inicio de agosto em San Sebastian e apesar disso mostrou boas pernas no Giro dell'Emilia. A Sky além dele tem Moscon, mas a ascensão à Superga assenta muito mais nas características do colombiano do que nas do italiano.


Seguir em directo: #MilanoTorino, @MiTo1876
 (a partir das 13:45, hora de Portugal Continental)

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário