Vuelta a España 2018 - Antevisão 7ª etapa

A Vuelta regressa à Andaluzia para a 7ª etapa. Mais um dia que podia ser calmo, mas que não será porque a Vuelta é assim.

Mapa
Perfil
Últimos 5 Km
Mais uma etapa ondulada com um final imprevisível, que começa na região de Murcia, mas entre em território andaluz nos primeiros quilómetros e por aí permanecerá até ao fim num percurso de sobe e desce constante e onde o vento também pode fazer estragos. No menu do dia só estão duas contagens de montanha categorizadas, a primeira aos 117 quilómetros e a segunda a faltar 12 quilómetros para a meta.
Os últimos 10 quilómetros são em ligeira subida, o que faz com que sprinters como Viviani não devam conseguir disputar a vitória.

Sprint intermédio: 
Hinojares (660 m, Km 177.3).

Subidas categorizadas: 
- Alto Collado de Laude (3ª Cat., 1159 m, 3.8 Km a 6.2%, Km 116.7),
- Alto de Ceal (3ª Cat., 746 m, 4.1 Km a 6.3%, Km 173.0).

Zona de abastecimento:
- Km 98.4

Local de partida: Puerto Lumbreras



Puerto Lumbreras é um município da Espanha na província e comunidade autónoma de Múrcia. Nas últimas décadas, Puerto Lumbreras desenvolveu diferentes projetos de recuperação de seu património histórico e arqueológico e optou pelo turismo de qualidade.
Se visitarem a localidade não deixem de ver o Complexo Patrimonial e Turístico de Medina de Nogalte, incluem a fortaleza medieval muçulmana do século XII e as nove cavernas esculpidas na montanha que circunda o castelo, a Casa de los Duendes, construída no século XIX, representa a casa típica de uma família burguesa local e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, construída no século XVIII.

Local de chegada: Pozo Alcón


Localizada na província de Jaén, comunidade autónoma da Andaluzia, Pozo Alcón é uma cidade que possui uma enorme riqueza natural, cheia de contrastes extremos graças à passagem da água. Pozo Alcón está dentro da região do Alto Guadalquivir e do Guadiana Menor.
Em seu entorno podemos desfrutar de riachos e inúmeras nascentes que resultam em paisagens altamente variadas, onde encontramos a exuberância da Serra do Pozo, bem como a área semi-desértica do Guadiana Menor.
Muitas são as atividades ao ar livre que pode praticar por lá, como canoagem, escalada, rapel, rafting e btt, permitindo que todos os praticantes desfrutem da mais pura natureza. Pozo Alcón é uma Reserva Natural que deve ser visitada e respeitada.

Condições meteorológicas

Mais um dia com muito Sol, a temperatura rondará os 33ºC durante toda a etapa e o vento soprará moderado de Oeste/Sudoente.

Favoritos

⭐⭐⭐ Fuga (Jay McCarthy, Edu Prades, Fabio Felline, Omar Fraile, Jetse Bol, Gorka Izagirre, Dani Moreno, Dylan Teuns, Alexis Gougeard, Alessandro De Marchi...)
⭐⭐Michal Kwiatkowski, Alejandro Valverde
⭐ Matteo Trentin, Peter Saga, Alex Aranbur, Tony Gallopin

A nossa aposta: Fuga
Mais uma vez a fuga tem grandes hipóteses de ter sucesso. O perfil adequa-se e nenhuma equipa dos sprinters irá controlar a fuga, as únicas que podem ter interesses são a Movistar e a Sky, que têm Kwiatkowski e Valverde, que podem ganhar num final destes.

Outsider: Michal Kwiatkowski
Na 2ª etapa foi batido por Valverde, mas este final adequa-se mais ao polaco, é menos duro. Está em grande forma, mas para ter hipóteses a sua equipa terá de não dar demasiado espaço à fuga do dia.

Diferenças entre os candidatos da geral:
2. Michal Kwiatkowski (Team Sky)
3. Emmanuel Buchmann (Bora-hansgrohe) a 7″
4. Simon Yates (Mitchelton-Scott) a 10″
5. Alejandro Valverde (Movistar Team) a 12″
6. Ion Izagirre (Bahrain-Merida) a 30″
8. Nairo Quintana (Movistar Team) a 33″
9. Steven Kruijswijk (LottoNL-Jumbo) a 37″
10. Enric Mas (Quick-Step Floors) a 42″
11. George Bennett (LottoNL-Jumbo) a 45″
12. Miguel Ángel López (Astana) a 46″
13. Fabio Aru (UAE Team Emirates) a 47″
14. Rigoberto Urán (EF-Drapac) a 48″
15. David de la Cruz (Team Sky) a 53″
17. Wilco Kelderman (Sunweb) a 2:09″
18. Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) a 2:27″


Seguir em directo: #LV2018 #laVuelta #Vuelta2018 #laVuelta2018
(a partir das 13:30, hora de Portugal Continental)
  (a partir das 14:30, hora de Portugal Continental)


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário