Volta à França 2018 - Antevisão 4ª Etapa

Com Greg Van Avermaet a liderar e depois de um contrarrelógio coletivo, o Tour volta às etapas para os puro sangue do sprint.
As quedas têm sido um problema e tem mexido com alguns dos favoritos.

Rescaldo 3ª etapa:
A Mitchelton, Sky e Movistar foram das primeiras a sair e isso permitiu que houvessem tempos de referência.
No primeiro ponto intermédio, a Mitchelton foi a melhor 1 segundo em relação à Sky e 2 sobre a Movistar, a equipa espanhola fez uma primeira parte soberba. No 2º ponto, a Sky tomava a rédeas com a Mitchelton bem perto e nesse ponto a Movistar já perdia 27 segundos. Enquanto isso, a BMC fazia-se à estrada e fazia o mesmo tempo da Sky no 1º ponto.
A Sky teve em seu poder o melhor tempo, com a Mitchelton apenas a 5 segundos e a Movistar fez 49 segundos pior, Landa e Valverde continuam à frente de Froome na geral.
A BMC bateu o tempo da Sky em 4 segundos, vencendo desta forma o CRE. Faltavam ainda equipas, destaque para a Quickstep que mesmo com alguma desorganização num determinado momento fez o 3º tempo. A Sunweb fez o 5º tempo, a 11 segundos.
Os cinco primeiros ficaram separados por apenas 11 segundos.
A Ag2r de Bardet ficou a 1 minuto e 15, mas a principal desilusão foi a Bahrain-Merida de Nibali que perdeu mais de 1 minuto. A Astana e a EF defenderam-se muito bem.

Classificação da 3ª etapa:
1    BMC Racing Team    0:38:46   
2    Team Sky    0:00:04   
3    Quick-Step Floors    0:00:07   
4    Mitchelton-Scott    0:00:09   
5    Team Sunweb    0:00:11   
6    EF Education First-Drapac p/b Cannondale    0:00:35   
7    Bora-Hansgrohe    0:00:50   
8    Astana Pro Team    0:00:51   
9    Katusha-Alpecin    0:00:52   
10    Movistar Team    0:00:53   
11    Bahrain-Merida    0:01:06   
12    AG2R La Mondiale    0:01:15   
13    LottoNl-Jumbo        
14    Trek-Segafredo    0:01:16   
15    UAE Team Emirates    0:01:38   
16    Groupama-FDJ    0:01:42   
17    Fortuneo-Samsic    0:01:46   
18    Direct Energie    0:01:51   
19    Lotto Soudal    0:01:52   
20    Dimension Data        
21    Wanty-Groupe Gobert    0:02:24   
22    Cofidis, Solutions Credits    0:03:23

Geral individual (Top-10):
1    Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing Team    9:08:55   
2    Tejay van Garderen (USA) BMC Racing Team        
3    Geraint Thomas (GBr) Team Sky    0:00:03   
4    Philippe Gilbert (Bel) Quick-Step Floors    0:00:05   
5    Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors    0:00:07   
6    Julian Alaphilippe (Fra) Quick-Step Floors        
7    Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb    0:00:11   
8    Søren Kragh Andersen (Den) Team Sunweb        
9    Michael Matthews (Aus) Team Sunweb        
10    Rigoberto Uran (Col) EF Education First-Drapac p/b Cannondale    0:00:35   

Diferenças entre os líderes:
3. Geraint Thomas (Team Sky)
5. Bob Jungels (Quick-Step Floors) a 4″
7. Tom Dumoulin (Team Sunweb) a 8″
10. Rigoberto Urán (EF-Drapac) a 32″
11. Rafal Majka (Bora-Hansgrohe) a 47″
13. Jakob Fuglsang (Astana) a 48″
14. Richie Porte (BMC) a 48″
15. Ilnur Zakarin (Katusha-Alpecin) a 49″
16. Alejandro Valverde (Movistar Team) a 50″
17. Mikel Landa (Movistar Team) a 50″
18. Chris Froome (Team Sky) a 52″
20. Adam Yates (Mitchelton-Scott) a 57″
22. Vincenzo Nibali (Bahrain-Merida) a 1’03”
25. Romain Bardet (AG2R La Mondiale) a 1’12”
26. Steven Kruijswijk (LottoNL-Jumbo) a 1’12”
27. Primoz Roglic (LottoNL-Jumbo) a 1’12”
30. Bauke Mollema (Trek-Segafredo) a 1’13”
39. Dan Martin (UAE Team Emirates) a 1’35”
59. Nairo Quintana (Movistar Team) a 2’05”

 Etapa 4






Primeira etapa de três na Bretanha. São 195 quilómetros em mais um dia sem complicações, onde as preocupações serão mais em evitar os azares como: quedas, furos ou falhas mecânicas.
Os ciclistas partirão em La Baule e dirigem-se para o interior da Bretanha, sensivelmente a meio do percurso, regressam em direcção ao litoral a caminho de Sarzeau.
Os últimos quilómetros têm as habituais rotundas (uma curiosidade, a França é o país com mais rotundas por habitante e nós a pensarmos que Portugal tem muitas!). A 4 quilómetros da meta, já em Sarzeau, os corredores passam a última rotunda e depois têm uma longa reta até à meta, ideal para o lançamento do sprint.

Sprints intermédios:  
- Derval (59 m, Km 97.9), 
- Limerzel (50 m, Km 157.2).

Subidas categorizadas:
- Côte de Saint-Jean-la-Poterie (4ª Cat., 78 m, 1.1 Km a 6.9%, Km 136.3).

Bónus
Este ano a organização decidiu colocar nas primeiras 9 etapas um sprint especial relativamente perto da meta, com bónus de 3, 2 e 1 segundos para o 1º, 2º e 3º a passarem nele. Está assinalado no perfil desta forma:

- Limerzel (57m, Km 156,5)

Cidade de partida: La Baule


La Baule-Escoublac é principal cidade da região Loire-Atlantique e uma estação balneária da denominada Côte d'Amour reputada pela sua praia de 7 km de extensão situada na parte mais abrigada da baía de Pouliguen. A cidade e a região adjacente são um importante destino turístico.
Tem cerca de 16000 habitantes, sendo que no verão a população aumenta oito vezes.
Os principais pontos culturais são a Igreja de Saint-Pierre d'Escoublac (século XVIII), o Château de la Saudraie (século XV), moradias (datadas do século XIX em estilo art déco), o museu Bernard Boesch e o Museu Aeronáutico de Presqu'Ile Côte d'Amour.
A nível gastronómico a cidade é conhecida pelo Bar em cro de sel de Guérande (robalo com sal
crosta) e o fondant baulois (bolo de chocolate com caramelo e manteiga salgada).

Cidade de chegada: Sarzeau


Sarzeau é uma cidade francesa na região administrativa da Bretanha, no departamento Morbihan (sendo a principal cidade deste departamento). Situa-se entre a península de Rhuys e o oceano Atlântico.
O presidente da camara de Sarzeau é o mesmo da International Cycling Union (UCI), David Lappartient.

A nível económico a cidade vê no turismo, no cultivo de ostras e na agricultura as suas principais fontes de rendimento.
Numa visita à cidade não deixe de visitar o Château de Suscinio (século XIII), o Château de Kelevénan (Século XVII), a Capela de Notre-Dame-de-la-Côte em
Penvins (século XIX) e o menhir de Kermaillard (monumento megalítico atualmente em espera para entrar na Lista do Património Mundial da UNESCO.

Condições meteorológicas

Mais um dia com muito sol e temperaturas perfeitas, a rondar os 25ºC. O vento soprará fraco a moderado, na primeira parte de sul e depois soprará de oeste.

Favoritos

*** Fernando Gaviria
** Dylan Groenewegen, Peter Sagan
*Arnaud Démare, André Greipel, Marcel Kittel, Sonny Colbrelli, Alexander Kristoff

A nossa aposta: Fernando Gaviria
Venceu a 1ª etapa com uma facilidade tremenda, na 2ª não pôde disputar o sprint devida a queda no pelotão, ficou retido. É o grande favorito, porque no único sprint que disputou demonstrou uma superioridade avassaladora e porque tem a melhor equipa.

Outsider: Peter Sagan
Foi 2º na primeira etapa e venceu a 2ª, depois de escapar à queda que afastou Gaviria. O eslovaco tem o dom de conseguir escapar a praticamente todas as quedas.
No contrarrelógio ficou para trás numa das subidas, não deu boas indicações.


Seguir em directo: #tdf2018, #letour, #tourdefrance, #tdf

(a partir das 12:00, hora de Portugal Continental)
(a partir das 14:00, hora de Portugal Continental)



Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário