Campeonatos Nacionais 2018 - Prova de fundo masculinos


Depois de em 2015 e 2016 a prova ter sido na cidade dos arcebispos e em 2017 em Gondomar, o campeonato nacional de estrada muda-se para o interior centro, mais propriamente para a bela região de Belmonte.

Vencedores anteriores

Elites
prova em linha
2011 - João Cabreira -  Onda Boavista
2012 - Manuel Cardoso -  Caja Rural
2013 - Jóni Brandão -  Efapel - Glassdrive
2014 - Nélson Oliveira -  Lampre - Merida
2015 - Rui Costa -  Lampre - Merida
2016 - José Mendes - Bora -Argon 18
2017 - Rúben Guerreiro - Trek-Segafredo

Percurso

24 de junho prova em linha Elites (11:30)
Belmonte - Belmonte, 181,8 Km

A partida será no Largo Dr. António Gouveia Dias Rocha por volta das 11 e meia da manhã e a chegada deverá ser no mesmo local por voltas das 16 horas. Os primeiros 76 quilómetros são nas redondezas de Belmonte, depois os ciclistas entrarão num circuito de 18 quilómetros, onde a principalmente dificuldade são os últimos 3 quilómetros até à meta. Serão cinco voltas ao circuito.
É um percurso que beneficia ciclistas completos, é relativamente duro e com uma chegada difícil.


Condições meteorológicas

Dia de muito sol e calor, com as temperaturas a poderem rondar os 36 ºC! O vento irá soprar muito fraco.

Favoritos

José Gonçalves - realizou um excelente Giro e a boa forma continuou na Romandia. Tem realizado uma boa temporada e o título de campeão era a cereja no topo do bolo. Foi 2º no contrarrelógio dos campeonatos nacionais, apenas batido pelo seu irmão.
Tiago Machado - procura esta vitória há muito tempo. Este ano não tem realizado um ano bom, mas temos a certeza que tentará algo, mais uma vez.
Amaro Antunes - não tem sido um ano fácil, mas o algarvio tem conseguido alguns resultados interessantes. Acaba de vencer o Tour of Malapolska e nas duas últimas edições foi 4º.
Domingos Gonçalves - renovou o titulo no contrarrelógio do campeonato nacional. no ano passado poderia ter também ganho a prova de fundo, mas uma queda deitou tudo a perder. É um candidato.
Rúben Guerreiro - é o campeão em titulo e o percurso deste ano volta a ser interessante para ele. Sem equipa terá de se desenrascar sozinho e fazer a diferença na subida final.
W52-FC Porto - é a equipa mais forte em prova e tem dois corredores em grande forma, César Fonte e António Carvalho. São candidatos a pelo menos andarem pelo top-10.
Efapel - Sérgio Paulinho apresentou-se este ano em boa forma, o final assenta-lhe bem. Henrique Casimiro e Daniel Mestre são também ciclistas a ter em conta, apesar do percurso não lhes beneficiar.
Jóni Brandão - não terá muitas ajudas, mas é um corredor de grande qualidade. Já foi campeão nacional e com este final, pode disputar novamente o tíulo.
Edgar Pinto - parece que a motivação regressou e o ciclista do Vito-Feirense-Blackjack é um sério candidato este ano.

*** José Gonçalves
** Tiago Machado, Amaro Antunes, Domingos Gonçalves, Ruben Guerreiro
*António Carvalho, Joni Brandão, Edgar Pinto, César Fonte, Sérgio Paulinho

A nossa aposta: José Gonçalves

Seguir em directo: http://www.classificacoes.net/


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário