Challenge Mallorca 2018 - Antevisão



O Challenge de Maiorca é uma série de quatro clássicas, realizadas em quatro dias seguidos, disputado nas Ilhas Baleares. Disputa-se desde 1992 e em 2018 comemora a sua 27ª edição.
Como vem sendo hábito, estas provas marcam o inicio da temporada de ciclismo na Europa, todas elas são da categoria 1.1.
Até 2011 a prova consistia em cinco clássicas, mas a partir de 2012 passaram a ser apenas quatro provas, realizadas em finais de janeiro.
Até 2009, era atribuído vitória na geral, consistindo basicamente numa prova por etapas, desde daí que passou a serem atribuídas vitórias por cada clássica.

Vencedores da prova até 2009:
1992 Javier Murguialday (ESP) Lotus–Festina
1993 Laurent Jalabert (FRA) ONCE
1994 David Garcia Marquina (ESP) Banesto
1995 Alex Zülle (SUI) ONCE
1996 Francisco Cabello (ESP) Kelme–Artiach
1997 Laurent Jalabert (FRA) ONCE
1998 Léon van Bon (NED) Rabobank
1999 José Luis Rebollo (ESP) ONCE–Deutsche Bank
2000 Francisco Cabello (ESP) Kelme–Costa Blanca
2001 Matthew Hayman (AUS) Rabobank
2002 Francisco Cabello (ESP) Kelme–Costa Blanca
2003 Alejandro Valverde (ESP) Kelme–Costa Blanca
2004 Antonio Colom (ESP) Illes Balears–Banesto
2005 Alejandro Valverde (ESP) Illes Balears–Banesto
2006 David Bernabeu (ESP) Comunidad Valenciana
2007 Luis León Sánchez (ESP) Caisse d'Epargne
2008 Philippe Gilbert (BEL) Française des Jeux
2009 Antonio Colom (ESP) Team Katusha

Troféu Campos, Porreres, Felanitx, Ses Salines (1.1) - 25 de Janeiro

História
2012 Andrew Fenn
2013 Leigh Howard
2014 Sacha Modolo
2015 Mateo Pelucchi
2016 André Greipel
2017 André Greipel

Percurso
A primeira prova das quatro, é ideal para os puros sangue do sprint. E o histórico da prova assim o confirma, com Greipel a ser o vencedor das últimas edições. Pelucchi, Modolo e Leigh Howard também estão na lista.
Apenas conta com três subidas categorizadas, todas de 4ª categoria e longe da meta.
 


Startlist
 Aqui

Favoritos
Prova com todos os ingredientes para um 'sprintfest', com a disputa da vitoria a ser feita pelos melhores sprinters presentes. Os últimos quilómetros apesar de não serem completamente planos, também não devem complicar a vida aos velocistas.

*** John Degenkolb
** Jasper De Buyst, Erik Baska, Jasper Stuyven
* Kenny Dehaes, Michael Schwarzmann, Sondre Holst Enger, Wouter Wippert, Jordi Simon

A nossa aposta: John Degenkolb
Com um percurso à sua medida, sem a presença dos principais sprinters e com uma equipa forte para o apoiar, é a nossa aposta nesta prova.

Outsider: Jasper De Buyst
O jovem belga, realizou uma temporada interessante em 2017. Este ano procura elevar o seu nível até outro patamar e nada melhor do que começar o ano da melhor forma. Deve ser a aposta da Lotto-Soudal.

Troféu Serra de Tramuntana (1.1) - 26 de Janeiro

História
2013 Alejandro Valverde 
2014 Michał Kwiatkowski 
2015 Alejandro Valverde
2016 Fabian Cancelara 
2017 Tim Wellens

Percurso
Ao segundo dia de competição, em Maiorca, teremos os trepadores como principais protagonistas. Serão seis subidas categorizadas:
- Col de Soller (2ª categoria, 496 m, 8.3 Km at 5.6%, Km 8.3);
- Col de Valdemossa (3ª categoria, 412 m, 4.8 Km at 5.3%, Km 29.6);
- Coll den Claret (3ª categoria, 499 m, 3.0 Km at 4.5%, Km 35.1);
- Coll d'Honor (2ª categoria, 558 m, 6.2 Km at 5.4%, Km 62.8);
- Coll de Sa Batalla (2ª categoria, 679 m, 10.9 Km at 4.8%, Km 101.8);
- Coll de Puig Major (2ª categoria, 880 m, 5.0 Km at 5.2%, Km 115.8);
- Coll den Bleda (3ª categoria, 224 m, 4.0 Km at 5.1%, Km 135.3).

Os últimos 50 Kms são complicados, com 3 subidas, a ultima das quais, situa-se a pouco mais de 5 Kms da meta. Apesar de ser de 3ª categoria, pode fazer mossa, já que o cansaço se fará sentir num momento da temporada tão precoce.



Startlist

Favoritos
O dia vai ser duro, ainda mais para aqueles que estão a fazer os primeiros Kms em competição nesta temporada. Será um dia para os corredores sobem bem e que conseguem também tem uma boa ponta final.
*** Alejandro Valverde
** Tim Wellens, Bauke Mollema
* Gianluca Brambilla, Vicente Garcia de Mateos, Patrick Konrad, Emanuel Buchmann, Jaime Roson, Garikoitz Bravo, Andrey Amador, Gregor Mühlberger, Felix Grossschartner, Sergio Pardilla, Gianni Moscon

A nossa aposta: Alejandro Valverde
O espanhol regressa à competição depois da grave queda na 1ª etapa do Tour do ano passado. O perfil é bem à sua medida, durinho e seletivo.
Já venceu esta prova uma vez, em 2015.

Outsider: Tim Wellens
Vencedor da edição passada, volta a ser a um favorito. Não está prevista chuva o que faz com que o belga seja um pouco menos favorito.

Troféu Lloseta-Andratx (1.1) - 28 de Janeiro

História
2015 Stephen Cummings
2016 Gianluca Brambilla
2017 Tim Wellens

Percurso
Percurso 'rompe pernas', com apenas duas contagens de montanha categorizadas e longe da linha de meta.
- Coll de Femenia (2ª Categoria, 534 m, 7.3 Km at 5.5%, Km 44.6)
- Coll den Claret (3ª Categoria, 502 m, 10.7 Km at 3.3%, Km 106.5).
Não é muito duro, mas também não é muito fácil.




Startlist

Favoritos
O percurso é bastante menos duro do que o dia anterior. No entanto, o constante sobe e desce pode pesar nas pernas, principalmente no inicio da temporada, onde as pernas ainda estão à procura de ganhar ritmo.

*** Alejandro Valverde, Gianni Moscon, Tim Wellens
*** Gianluca Brambilla, Carlos Barbero, Patrick Konrad, Bauke Mollema
** Pim Ligthart, Vicente Garcia De Mateos, Felix Grossschartner, Enrique Sanz, Gregor Mühlberger, Dylan Van Baarle, Jordi Simon, Michael Schwarzmann, Eduard Prades, Sondre Holst Enger

A nossa aposta:  Alejandro Valverde
Mostrou estar já em boa forma, com boas pernas e depois de vários meses sem competir. O murciano foi 3º e nesta com um percurso interessante para as suas características, é a nossa aposta.

Outsider: Gianluca Brambilla
Grandes estreia com a camisola da Trek-Segafredo, não ganhou mas mostrou que pode ser um elemento muito importante ao logo do ano, contribuindo com boas prestações.
Atrás dos três principais favoritos (Valverde, Wellens e Moscon), é o principal outsider para nós, pelo o que mostrou no dia anterior e também porque já como é ganhar a prova, venceu-a em 2016.

Troféu Palma (1.1) - 28 de Janeiro

História
2010 Robbie McEwen
2011 Tyler Farrar
2012 Andrew Fenn
2013 Kenny Dehaes
2014 Sacha Modolo
2015 Mateo Pelucchi
2016 André Greipel
2017 Daniel McLay

Percurso
O Challenge de Maiorca termina na Playa de Palma, num final que se espera ao sprint. Com apenas uma subida categorizada de 3ª categoria a meio do percurso, as equipas dos sprinters vão controlar a corrida de forma que a vitória seja disputada em pelotão compacto.


Startlist

Favoritos

***** John Degenkolb
**** Jasper De Buyst, Sondre Holst Enger
*** Kenny Dehaes, Wouter Wippert, Albert Torres
** Erik Baska, Carlos Barbero, Michael Schwarzmann, Xavier Canellas
*  Maxime Daniel, Coen Vermeltfoort, Jose Joaquin Rojas, Jasper Stuyven, Moreno Hofland

A nossa aposta: John Degenkolb
Começou o Challenge Maiorca em grande, ao vencer o Trofeo Campos, Porreres, Felanitx, Ses Salines.
Esta é a prova mais adequada aos velocistas. Sem a presença dos principais sprinters e com uma equipa compacta no apoio ao alemão, é a nossa aposta nesta prova.

Outsider: Jasper De Buyst
Foi 3º no Trofeo Campos, Porreres, Felanitx, Ses Salines. É dos sprinters em melhor forma presentes em prova.

Seguir em directo: @ChallengeMca; #ChallengeMallorca


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário