Lappartient não estará presente na Volta à Flandres em protesto

David Lappartient (Foto: Bettini Photo)
O presidente da UCI, David Lappartient, disse que não estará presente na Volta à Flandres em forma protesto pela decisão da organização de convidar Lance Armstrong para participar numa conferência ligada à prova.

Lappartient pediu à Flanders Classics (organizadora da Volta à Flandres) que cancelassem o convite de Armstrong, que irá participar no evento 'Tour of Flanders Business Academy' na sexta-feira anterior à prova.

Para além desse evento, Armstrong estará também presente na prova, mas devido à proibição de doping para toda a vida, ele não poderá participar na caravana da prova e, em vez disso, assistirá em vários pontos da estrada.

Em entrevista à Het Nieuwsblad, Lappartient explicou o motivo da sua ausência.
"Não consigo confiscar o passaporte americano e impedir que ele venha para a Bélgica. Eu percebo que ele pode ser convidado como orador e que irá atrair muita atenção, mas não é essa a imagem que queremos enviar do ciclismo. Queremos promover um desporto limpo e o Armstrong não é símbolo disso ".
Armstrong foi entregue uma proibição de vida por doping e despojado de suas sete vitórias da Tour de France em 2012 pela Agência Antidoping dos EUA após uma investigação instigada pelo agente federal norte-americano Jeff Novitzky. Os termos da proibição de vida de Armstrong o impedem de participar ou participar de eventos sancionados pela UCI. No ano passado, os organizadores do Colorado Classic retiraram-se de uma parceria informal com o novo podcast da Armstrong.
"Ele não está autorizado a participar na caravana da prova por estar suspenso para a vida.
Não estou satisfeito com esta situação e dei conhecimento disso a Wouter Vandenhaute (organizador da Volta à Flandres). Por esse motivo não irei à Ronde. Irei estar numa prova ou outra na Bélgica no início da temporada, mas ainda não sei qual."
 Fonte: http://www.cyclingnews.com/news

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário