Famenne Ardenne Classic (1.1) - Antevisão



Este ano nasce uma prova de um dia que pretende solidificar-se no calendário internacional.
A Famenne Ardenne Classic foi estrategicamente colocada no final da temporada, numa época do ano muito rica em provas de um dia, principalmente em Itália e com menos expressão na Bélgica. Aparece assim, uma nova prova, para preencher ainda mais o final de temporada.

Percurso

Marche-En-Famenne - Marche-En-Famenne, 194 Km

Prova típica das Ardenas, com as habituais subidas curtas, que não são complicadas, mas que com o número elevado de 'muritos' vai moendo as pernas dos ciclistas.
Ao todo são nove subidas, a última, tem o seu topo a cerca de 10 quilómetros da meta.

Perfil da prova


Startlist





Condições meteorológicas


Probabilidade baixa de ocorrerem aguaceiros, com a temperatura a rondar os 15ºC. O vento soprar forte (25 Km/h)  de sudoeste.

Favoritos

***** Guillaume Martin
**** Xandro Meurisse, Tosh van der Sande
*** Pim Ligthart, Lawrence Naesen, Eliot Lietaer, Huub Duyn, Sean De Bie
** Maxime Vantomme, Thomas Sprengers, Jelle Vanendert, Taco van der Hoorn, Dries Van Gestel
* Benjamin Thomas, Sander Armee, Moreno Hofland, Maxime Monfort, Frederik Backaert

A nossa aposta: Guillaume Martin
O jovem francês está em grande forma e culminou este bom momento com a vitória no Giro della Toscana e do Tour du Gévaudan em setembro. 
Perante a concorrência presente, é o principal favorito, não só pelo bom momento, mas também pelo percurso que se adequa bem às suas características.

Outsider: Pim Ligthart
É um ciclista versártil, com uma boa ponta final, mas também ultrapassa relativamente bem percursos deste tipo.
Apesar da temporada menos conseguida, onde a inconsistência foi a nota marcante, é um ciclista a ter conta para esta prova.

Seguir em directo: #famenneardenneclassic


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário