Vuelta a España 2017 - Antevisão 18ª etapa

Los Machucos levou muita gente ao limite. Mas a Vuelta não pára e apesar desta etapa ser bem menos dura no papel do que a anterior, acaba num autêntico muro, com rampas de meter respeito.

Mapa da 18ª etapa
Perfil da 18ª etapa
Etapa com a dureza concentrada nos últimos 70 quilómetros, com quatro contagens de montanha, três de 3ª categoria e uma de 2ª categoria. A parte inicial, os primeiros 46 quilómetros serão disputados ao longo da costa, o vento pode ser um fator a ter em conta.
A subida final, que coincide com a linha de meta, é um autêntico muro, o que fará com que a etapa seja ideal para os puncheurs.

Aqui ficam as contagens de montanha categorizadas:
- Km 109.5 - Collada de Carmona.4.8 km de subida a 7.2% - cat. 3 
- Km 126.0 - Collada de Ozalba 6 km de subida a 6.6% - cat. 3 
- Km 139.7 - Collado de Hoz 7 km de subida a 6% - cat. 2 
- Km 169.0 - Alto de Santo Toribio de Liébana 2.2 km de subida a 9% - cat. 3

A subida final no livro oficial fala em pouco mais de 3 quilómetros a 6,4% de inclinação média. No entanto, a subida é bem mais dura do que transparece na descrição oficial da prova, os últimos 2210 metros são a 9% de média, com destaque para o último quilómetro que ultrapassa os 11% de média.
Perfil de Santo Toribio de Liébana (Fonte: http://recorridosciclistascantabria.blogspot.com/2012/01/santo-toribio-de-liebana-por-mieses.html)

Cidade de partida: Suances


Suances é um município e capital municipal da comunidade autónoma de Cantabria (Espanha) localizado na costa ocidental dessa região. 
Suances surge como um ponto de convergência de dois rios: Besaya e Saja. Sua situação geográfica privilegiada delicia os turistas que vêm em qualquer época do ano. Esta localidade cantábrica preserva a marca da ocupação romana e é fácil encontrar vestígios dessa época nas ruas. 
Fez parte da história da Vuelta apenas uma vez, em 2008. Nesse ano, Suances foi local de chegada de etapa e assistiu à vitória do medalhista olímpico e dupla campeão campeonato mundial, Paolo Bettini.

Cidade de chegada: Santo Toribio de Liébana



O mosteiro de Santo Toribio de Liébana é um mosteiro franciscano localizado no município de Camaleña, na região de Liébana (Cantabria, Espanha). No mosteiro encontram-se obras de Beato de Liébana, bem como o Lignum Crucis, de acordo com a igreja Católica, trata-se do maior pedaço de que há conhecimento, da cruz onde Jesus Cristo morreu. 
Este é um ano especial para os peregrinos que se deslocam ao mosteiro. A sua porta do Perdão abre-se no início de cada Ano do Jubileu, quando o dia de Santo Toribio (16 de abril) se celebra a um domingo. E 2017 é esse ano.
O mosteiro de Santo Toribio de Liébana foi declarado Monumento Nacional em 11 de Agosto de 1953.

Condições meteorológicas

Dia que começa nublado, mas que ao longo da tarde abre e o sol marcará forte presença, as temperaturas rondarão os 19ºC. O vento soprará fraco/moderado (+/- 9 Km/h) de norte.

Favoritos

Classificação geral após 15ª etapa:
1 Christopher Froome (GBr) Team Sky 67:44:03
2 Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida 0:01:16
3 Wilco Kelderman (Ned) Team Sunweb 0:02:13
4 Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin 0:02:25
5 Alberto Contador Velasco (Spa) Trek-Segafredo 0:03:34
6 Miguel Angel Lopez (Col) Astana Pro Team 0:04:39
7 Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac 0:06:33
8 Wout Poels (Ned) Team Sky 0:06:40
9 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:06:45
10 David de la Cruz (Spa) Quick-Step Floors 0:10:10

11 Steven Kruijswijk (Ned) Team LottoNL-Jumbo 0:10:13
12 Johan Esteban Chaves Rubio (Col) Orica-Scott 0:10:46
13 Tejay van Garderen (USA) BMC Racing Team 0:11:20
14 Louis Meintjes (RSA) UAE Team Emirates 0:13:03
15 Mikel Nieve Ituralde (Spa) Team Sky 0:23:20
16 Sergio Pardilla Bellon (Spa) Caja Rural-Seguros RGA 0:24:28
17 Nicolas Roche (Irl) BMC Racing Team 0:25:38
18 Daniel Moreno Fernandez (Spa) Movistar Team 0:31:12
19 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 0:39:32
20 Darwin Atapuma (Col) UAE Team Emirates 0:43:48
---
40 Rui Alberto Faria da Costa (Por) UAE Team Emirates 1:34:55
44 Nelson Oliveira (Por) Movistar Team 1:38:17
49 Ricardo Vilela (Por) Manzana Postobon 1:59:38
134 Rafael Reis (Por) Caja Rural-Seguros RGA 3:41:12

*** FUGA (Rui Costa, Darwin Atapuma, Serge Pauwels, Lluis Mas, Rafal Majka, Romain Bardet, Luis Léon sanchez, Jaime Róson, Rein Taaramae, Bob Jungels, Marc Soler, Sander Armée, Nélson Oliveira, Simon Yates, Adam Yates, Sergio Pardilla, Pello Bilbao)
** Alberto Contador
 Chris Froome, Vincenzo Nibali, Michael Woods, Miguel Angel Lopez, Ilnur Zakarin, Wilco Kelderman

A nossa aposta: FUGA
Esta é mais uma etapa ideal para que uma fuga vingue. Ciclistas com liberdade e que podem vencer esta etapa não faltam, a dificuldade final fará com que os puncheurs sejam beneficiados, numa chegada num autêntico murito.

Outsider: Alberto Contador
Depois da enorme subida que Contador realizou nos Los Machucos, é dificil não o escolher se a vitória de etapa for discutida entre os homens da geral.
A subida é demasiado curta e explosiva para ele, mas nesta Vuelta já vimos Contador a sair-se bem e menos bem neste tipo de ascensão. No entanto, a forma que mostrou na etapa anterior recordou os bons tempos do Pistolero. 
A prova irá passar pelo Collado de Hoz, subida marcada pelo mítico ataque de Contador na etapa de Fuente Dé na Vuelta de 2012. É mais uma motivação para o espanhol.

Seguir em directo: #LV2017 #laVuelta #Vuelta2017 #laVuelta2017
(a partir das 13:45)
(a partir das 12:50)

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário