Vuelta a España 2017 - Antevisão 15ª etapa

O fim de semana termina com o 'segundo' episódio de alta montanha na Andaluzia. O final é em plena Sierra Nevada.


Mapa da etapa

Perfil da etapa
Etapa curta, com menos de 130 quilómetros. Os primeiros 60 quilómetros são relativamente fáceis, enquanto que os últimos 70 são um 'inferno'.
São três contagens de montanha, duas delas de 1ª categoria que preparam o final em grande na Sierra Nevada, numa subida de categoria especial. Além das dificuldades do dia, há o cansaço acumulado que já começa a pesar nas pernas.

- Km 74.0 – Alto de Hazallanas. 16.3 km de subida a 5.5% – cat. 1
- Km 109.5 – Alto del Purche. 8.5 km de subida a 8% – cat. 1
- Km 129.4 – Sierra Nevada. Alto Hoya de la Mora. Monachil. 19.3 km de subida a 5.6% – cat. ESP

A subida final,  Alto Hoya de la Mora. Monachil, é longa e constante, sem rampas muito inclinadas, 10% é a inclinação máxima.
Alto de Hazallanas

Alto del Purche
Sierra Nevada. Alto Hoya de la Mora. Monachil

Cidade de partida: Alcala La Real


Alcalá la Real é uma cidade e município espanhol da província de Jaén, comunidade autónoma da Andaluzia. 
A cidade está localizada no ponto de convergência da província de Jaén com Córdoba e Granada. Em 2010, a Vuelta passou por aqui, numa etapa que ligou Málaga a Valdepeñas de Jaén. Mas esta é a primeira vez na história da prova, que Alcalá la Real recebe uma partida de etapa.

Local de chegada: Sierra Nevada. Alto Hoya de la Mora


A Vuelta visitou quatro vezes o Alto Hoya de la Mora, referência para muitos caminhantes que se atrevem a desafiar o Pico Veleta, o terceiro mais alto da Espanha. 
Esta estância de esqui localiza-se a leste do Parque Nacional da Sierra Nevada, uma área reconhecida como Reserva da Biosfera pela UNESCO em 1986 e oferece vistas privilegiadas sobre os picos à sua volta.

Condições meteorológicas

Dia nublado na região de Málaga, mas as temperaturas a rondarão os 30ºC. O vento soprará fraco de oeste.

Favoritos

Classificação geral após 13ª etapa:
1 Christopher Froome (GBr) Team Sky 58:30:47
2 Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida 0:00:55
3 Wilco Kelderman (Ned) Team Sunweb 0:02:17
4 Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin 0:02:25
5 Johan Esteban Chaves Rubio (Col) Orica-Scott 0:02:39
6 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:03:09
7 David de la Cruz (Spa) Quick-Step Floors 0:03:11
8 Alberto Contador Velasco (Spa) Trek-Segafredo 0:03:19
9 Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac 0:03:23
10 Miguel Angel Lopez (Col) Astana Pro Team 0:03:48

11 Wout Poels (Ned) Team Sky 0:05:16
12 Tejay van Garderen (USA) BMC Racing Team 0:05:44
13 Nicolas Roche (Irl) BMC Racing Team 0:06:09
14 Steven Kruijswijk (Ned) Team LottoNL-Jumbo 0:06:38
15 Louis Meintjes (RSA) UAE Team Emirates 0:08:56
16 Sergio Pardilla Bellon (Spa) Caja Rural-Seguros RGA 0:12:46
17 Mikel Nieve Ituralde (Spa) Team Sky 0:15:49
18 Igor Anton Hernandez (Spa) Dimension Data 0:22:27
19 Daniel Moreno Fernandez (Spa) Movistar Team 0:24:52
20 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 0:30:05
---
34 Rui Alberto Faria da Costa (Por) UAE Team Emirates 0:54:26
35 Nelson Oliveira (Por) Movistar Team 0:55:10
50 Ricardo Vilela (Por) Manzana Postobon 1:25:46
132 Rafael Reis (Por) Caja Rural-Seguros RGA 2:45:45


*** FUGA (Romain Bardet, Darwin Atapuma, Jaime Róson, Rui Costa,  Daniel Moreno, Marc Soler, Igor Anton, Sergio Pardilla, Luis Léon Sanchez, Maxime Monfort, Daniel Navarro, Adam Yates, Simon Yates)
** Chris Froome, Vincenzo Nibali, Miguel Angel Lopez
 Alberto Contador, Ilnur Zakarin, Wilco Kelderman

A nossa aposta: FUGA
A norma nesta edição da Vuelta é a fuga vingar nas etapas de montanha e pensamos que pode acontecer o mesmo hoje.
De entre os candidatos, Rafal Majka depois do esforço de ontem que lhe valeu a vitória, dificilmente estará na fuga. Existem diversos trepadores que já estão longe na geral e que terão liberdade para vencer a etapa, destacamos os irmãos Yates, Igor Anton, Sergio Pardilla, Maxime Monfort e os homens da Movistar (Moreno, Fernandez, Carapaz e Soler).

Outsider: Miguel Angel Lopez
Já venceu uma etapa e ontem demonstrou estar em clara ascensão de forma, realizou um ataque extraordinário nos últimos quilómetros.
A Astana trabalhou muito no dia de ontem para ele, que apesar de estar atrás de Fabio Aru na classificação geral, passou a ser a aposta da equipa para a geral e para as vitórias de etapa, porque é aquele que tem mostrado melhor condição física.
Além de tudo, o colombiano devido ao tempo perdido na primeira semana, ainda goza de alguma liberdade, por essa razão, acreditamos que será o mais forte do grupo principal e caso a fuga não tenha sucesso, é um forte candidato a ganhar a etapa.

Seguir em directo: #LV2017 #laVuelta #Vuelta2017 #laVuelta2017
(a partir das 12:30)
(a partir das 12:30)

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário