Volta à Polónia (2.WT) - Antevisão


A Volta à Polónia este ano celebra a sua 74ª edição. A primeira realizou-se no longínquo ano de 1928 e até 1993 a prova era amadora, avançando na hierarquia da UCI ao longo dos anos, chegando à máxima categoria em 2005.
O país dominante é o da casa, a razão é precisamente porque a prova até aos anos 90 era pouco concorrida por equipas estrangeiras. Nos últimos anos com a ascensão ao World Tour, o rol de vencedores é muito ilustre, entre eles está o atual campeão do mundo.

História
últimos 10 vencedores
2007 Johan Vansummeren (Bel)
2008 Jens Voigt (Ger)
2009 Alessandro Ballan (Ita)
2010 Daniel Martin (Irl)
2011 Peter Sagan (Svk)
2012 Moreno Moser (Ita)
2013 PieterWeening (Ned)
2014 Rafal Majka (Pol)
2015 Ion Izaguirre (Spa)
2016 Tim Wellens (Bel)

Edição 2016 (Top-10)
1 Tim Wellens (Bel) Lotto Soudal 23:47:23   
2 Fabio Felline (Ita) Trek-Segafredo 0:04:22   
3 Alberto Bettiol (Ita) Cannondale-Drapac 0:04:54   
4 Davide Formolo (Ita) Cannondale-Drapac 0:05:06   
5 Tiesj Benoot (Bel) Lotto Soudal 0:05:22   
6 Ruben Fernandez (Spa) Movistar Team 0:05:45   
7 Lawrence Warbasse (USA) IAM Cycling 0:05:47   
8 Andrey Zeits (Kaz) Astana Pro Team 0:06:08   
9 Dario Cataldo (Ita) Astana Pro Team 0:06:20   
10 Davide Villella (Ita) Cannondale-Drapac 0:08:01

Percurso
29 Julho: Etapa 1 - Kraków › Kraków (137 Kms)
30 Julho: Etapa 2 - Tarnowskie Góry › Katowice (142 Kms)
31 Julho: Etapa 3 - Jaworzno › Szczyrk (161 Kms)
1 Agosto: Etapa 4 - Zawiercie › Zabrze (238 Kms)
2 Agosto: Etapa 5 - Olimp Nagawczyna › Rzeszów (130 Kms)
3 Agosto: Etapa 6 - Wieliczka › Zakopane (199 Kms)
4 Agosto: Etapa 7 - Bukowina Tatrzanska › Bukowina Tatrzanska (132 Kms)

Serão sete etapas, nenhuma delas de alta montanha. As duas primeiras e a quarta são dedicadas aos velocistas, enquanto que as restantes são mais adequadas a puncheurs, especialista de clássicas e trepadores, estes últimos não têm muita montanha para fazer a diferença.
A 3ª etapa e sobretudo a 7ª e última etapa, são aquelas que podem definir o vencedor. São os dias mais duros e onde as diferenças serão maiores.

Perfis
29 Julho: Etapa 1 - Kraków › Kraków (137 Kms)
Perfil da 1ª etapa

** Caleb Ewan, Peter Sagan
* Sacha Modolo, Kristian Sbaragli, Niccolo Bonifazio

30 Julho: Etapa 2 - Tarnowskie Góry › Katowice (142 Kms)
Perfil da 2ª etapa

** Peter Sagan
* Caleb Ewan, Sacha Modolo, Kristian Sbaragli, Niccolo Bonifazio

31 Julho: Etapa 3 - Jaworzno › Szczyrk (161 Kms)
Perfil da 3ª etapa

** Adam Yates, Rui Costa
* Rafal Majka, Ilnur Zakarin, Vincenzo Nibali, Domenico Pozzovivo, Ben Hermans

1 Agosto: Etapa 4 - Zawiercie › Zabrze (238 Kms)
Perfil da 4ª etapa

** Caleb Ewan, Peter Sagan
* Sacha Modolo, Kristian Sbaragli, Niccolo Bonifazio

2 Agosto: Etapa 5 - Olimp Nagawczyna › Rzeszów (130 Kms)
Perfil da 5ª etapa

** Rui Costa, Bob Jungels, Peter Sagan
* Adam Yates, Vincenzo Nibali, Ilnur Zakarin, Dylan Teuns, Ben Hermans

3 Agosto: Etapa 6 - Wieliczka › Zakopane (199 Kms)
Perfil da 6ª etapa
** Ben Hermans
* Rafal Majka, Ilnur Zakarin, Vincenzo Nibali, Domenico Pozzovivo, Bob Jungels, Adam Yates, Rui Costa

4 Agosto: Etapa 7 - Bukowina Tatrzanska › Bukowina Tatrzanska (132 Kms)
Perfil da 7ª etapa
** Adam Yates, Rui Costa
* Rafal Majka, Ilnur Zakarin, Vincenzo Nibali, Domenico Pozzovivo, Bob Jungels, Ben Hermans, Simon Spilak

Startlist
Aqui

Favoritos

***** Adam Yates, Rui Costa
**** Rafal Majka, Vincenzo Nibali
*** Ben Hermans, Wilco Kelderman
** Ilnur Zakarin, Domenico Pozzovivo, Rohan Dennis, Davide Formolo, Dylan Teuns
* Bob Jungels, Simon Spilak, Sebastien Reichenbach, Jose Goncalves, Wout Poels, Tejay van Garderen, Nathan Haas, Gorka Izagirre,

A nossa aposta: Adam Yates
O britânico está a preparar a Vuelta e depois do 9º lugar no Giro, espera fazer melhor em Espanha. O percurso beneficia-o muito, com chegadas feitas à sua medida, não muito duras, mas onde pode fazer uso da sua explosividade.

Outsider: Ben Hermans
O belga começou o ano em grande forma, mas foi-se apagando ao longo dos meses, afetado por alguns problemas físicos. No entanto nesta prova, tem etapas com o seu nome escrito, feitas para si.
Sem alta montanha, Hermans é um sério candidato.

Portugueses: São quatro: José Gonçalves, Nélson Oliveira, Rúben Guerreiro e Rui Costa.
Rui Costa é um dos grandes favoritos à vitória e o percurso é bom para ele, enquadra-se nas suas características. 
José Gonçalves, tem várias etapas para sim e pode usar da sua excelente ponta final. Apesar da Katusha-Alpecin apresentar Spilak e Zakarin, dado o percurso, o português não é de ignorar para a geral.
Rúben Guerreiro terá liberdade total, já que a Trek-Segafredo não tem líder definido. O percurso também se adequa ás suas características de puncheur.
Nélson Oliveira deverá trabalhar para Gorka Izagirre e Winner Anacona, que deverão liderar a Movistar na Polónia.

Seguir em directo: @Tour_de_Pologne, #TDP2017

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário