Rafal Majka abandona o Tour

Rafal Majka (Foto de D.R.)
Rafal Majka anunciou esta segunda-feira que abandonou a edição deste ano da Volta a França, devido à grave queda que sofreu na etapa de domingo, que lhe causaram contusões graves.
"Tenho dores em todo o corpo, mas tive sorte em não ter fraturado nada. Não posso explicar o que aconteceu quando caí", explicou o ciclista, de 27 anos, citado no site oficial da equipa.
Majka, que era o chefe de fila da Bora-hansgrohe na prova atualmente liderada pelo britânico Chris Froome (Sky), disse ainda que mal consegue respirar e tomou a decisão de abandonar o Tour "pela saúde e pelo resto da temporada".
A equipa alemã já perdeu três ciclistas, depois de Peter Sagan,, ter sido desclassificado devido ao episódio com Mark Cavendish (Dimension Data) e do irmão de Sagan, Juraj, ter chegado depois do tempo limite na etapa que terminou em Chambéry.
A 9ª etapa foi um festival de quedas, algumas graves, além de Majka, também Geraint Thomas (Sky), que era segundo, abandonou, Richie Porte (BMC), que era quinto à geral, protagonizou uma dos momentos arrepiantes da jornada de ontem, ao ter uma queda aparatosa, que o fez abandonar, está internado no hospital com uma fratura da clavicula e do pévis. Daniel Martin (Quick-Step Floors), foi um dos prejudicados com a queda de Richie Porte, já que foi arrastado pelo australiano, de qualquer forma, teve mais sorte e não teve nada de grave, continuando em prova. 
Robert Gesink (LottoNL-Jumbo) também abandonou com uma fratura da clavícula. Envolvido na mesma queda esteve, Manuele Mori (UAE Team Emirates), que também abandonou. Alexey Lutsenko (Astana) e Eduardo Sepúlveda (Fortuneo - Oscaro) também foram vitimas de quedas violentas, não se sabe se continuarão em prova, as imagens.



Fonte: http://www.record.pt/modalidades/ciclismo/tour/detalhe/rafa-majka-abandona-o-tour.html



Também pode interessar:

jdragon cycling team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário