Volta à Eslováquia (2.1) - Antevisão


A Volta à Eslováquia nasceu em 1954 e este ano subiu de nível, de 2.2 (desde 2005) para 2.1. Conhecida por Okolo Slovenska, que significa "Volta à Eslováquia", a prova é um dos eventos desportivos mais populares do país de Peter Sagan.
Nas últimas duas edições, os italianos estiveram em destaque ao arrebatarem a vitória, em 2015 foi Davide Viganò e no ano passado, Mauro Finetto.
Os checos e eslovacos dominam a lista de vencedores, no entanto, desde 2003 que o vencedor não é proveniente destes dos dois países.

História
últimos 10 vencedores
2008     Kristoffer Nielsen (DEN)     Team GLS-Pakke Shop
2009     Leigh Howard (AUS)     Australia (national team)
2010     Robert Vrečer (SLO)     Perutnina Ptuj
2011     Nikita Novikov (RUS)     Itera–Katusha
2012     Enrico Rossi (ITA)     Meridiana–Kamen
2013     Petr Vakoč (CZE)     Etixx–IHNed
2014     Oleksandr Polivoda (UKR)     Kolss Cycling Team
2015     Davide Viganò (ITA)     Team Idea 2010 ASD
2016     Mauro Finetto (ITA)     Unieuro–Wilier

Edição 2016 (Top-10)
1 Mauro Finetto (Ita) Unieuro Wilier 18:45:06
2 Vitaliy Buts (Ukr) Kolss BDC Team 0:00:07
3 Kirill Pozdnyakov (Aze)Synergy Baku Cycling Project 0:00:09
4 Florian Bissinger (Ger) WSA-Greenlife 0:00:11
5 Hamish Schreurs (Aus) Klein Constantia 0:00:13
6 Mark Christian (Gbr) Team Wiggins 0:00:19
7 Jan Tratnik (Esl) Amplatz - BMC 0:00:40
8 Stephan Rabitsch (Aut) Team Felbermayr - Simplon Wels 0:01:26
9 Liam Holohan (Gbr) Team Wiggins 0:01:30
10 Markus Eibegger (Aut) Team Felbermayr - Simplon Wels 0:01:59

Percurso

7/6 Prólogo - Levoca › Levoca (3,7 Km)
8/6 Etapa 1 - Levoca › Banská Bystrica (211,8 Km)
9/6 Etapa 2 - Banská Bystrica › Nitra (172 Km)
10/6 Etapa 3 - Nitra › Trnava (222,1 Km)
11/6 Etapa 4 - Trnava › Trnava (152,5 Km)
Total: 762,1 Kms



A montanha predomina na Eslováquia, porém, o percurso não tem muita montanha. A organização optou por colocar um percurso com muito sobe e desce, que podem fazer a seleção, mas com pouca alta-montanha.
A prova começa com um prólogo, mas serão as 3 etapas seguintes que farão a diferença (principalmente a 1ª) e é onde o vencedor será encontrado. A última é para a consagração dos vencedores, já é que é totalmente plana, ideal para os velocistas.

Perfis

7/6 Prólogo - Levoca › Levoca (3,7 Km)

8/6 Etapa 1 - Levoca › Banská Bystrica (211,8 Km)

9/6 Etapa 2 - Banská Bystrica › Nitra (172 Km)

10/6 Etapa 3 - Nitra › Trnava (222,1 Km)

11/6 Etapa 4 - Trnava › Trnava (152,5 Km)

Startlist
Aqui


Favoritos

***** Rodolfo Torres
**** Ricardo Vilela, Egan Bernal
*** Matej Mugerli, Vitalij Buts, Jan Tratnik
** Kirill Pozdnyakov, Michal Schlegel, , Mattia Cattaneo
* Matteo Rabottini, Karel Hnik, Artem Ovchkin

A nossa aposta: Rodolfo Torres
O colombiano é um dos melhores ciclistas presentes em prova. O perfil não é o mais adequado a ele, já que um pouco mais de dureza encaixava melhor nas suas características. Mas dado a concorrência, tem de ser considerado o grande favorito.

Outsider: Ricardo Vilela
O ciclista português tem a oportunidade de liderar mais uma vez a equipa da Manzana Postobon. Vem de fazer 5º na geral da Boucles de la Mayenne, o que demonstra estar em boa forma e pode confirmar na Eslováquia.



Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário