Guerra de palavras entre Dumoulin e Nibali, com Quintana pelo meio

Dumoulin, Quintana e Nibali (Foto: Bettini Photo)

A etapa de ontem foi intensa, tendo ficado marcada pela vitória de Tejay Van Garderen e o aproximar de Pinot ao pódio da geral. Mas a parte mais quente do dia estava reservada para o final, a troca de palavras entre os três primeiros da classificação geral.
Dumoulin não entendeu o porque de Quintana e Nibali não terem perseguido Pinot e, quando entrevistado demonstrou isso mesmo.
"Não percebi o movimento que eles fizeram. No últimos quilómetros estávamos todos juntos e todos sabíamos que não me iam conseguir ganhar tempo, mas acho muito estranho que tenham deixado que outros rivais se aproximassem. Para mim não é um problema porque tenho margem para perder mas, como já disse, quem sabe o seu lugar no pódio esteja agora em perigo. A verdade é que Pinot é um bom contra-relogista e por isso acredito que será um grande perigo para eles. Acho que o Pinot por acabar por subir ao pódio."

Mas Dumoulin foi ainda mais longe, dizendo que espera que ambos (Quintana e Nibali) percam o lugar no pódio:
"Os dois rivais mais directos concentraram-se apenas em seguir a minha roda, o que me pareceu uma táctica muito estranha porque colocaram o seu lugar no pódio em risco. Por causa desta maneira de correr, gostaria de os ver perder o pódio."  

 A resposta de Nibali não se fez esperar. Quando o italiano soube das palavras de Dumoulin, já no autocarro da equipa, não quis deixar escapar a oportunidade de enviar uma mensagem ao holandês:
"Se eu e o Quintana atacamos e levamos os outros, eles também podem fazer com que ele perca o pódio. O Tom está muito forte e o demonstrou. Temos tentado ataca-lo todos os dias, por isso é normal que se ataca o quinto da geral não sejamos nós a responder. Ele é o mais forte, mas deve manter-se tranquilo e não dizer estas coisas, nem ser tão arrogante. O karma existe e Dumoulin poderá pagar na estrada, por aquilo que disse."

Já de Quintana as palavras foram muito mais suaves. O colombiano explicou que jogaram a táctica que tinham previsto mas que Dumoulin se mostra muito forte.
"Ele (Tom) disse-nos para fechar a lacuna para os ciclistas que atacaram. Ele não queria que eles recuperassem muito tempo, mas nós deixamos a responsabilidade para ele. Cada ciclista joga suas próprias cartas e cada um é responsável pelas suas táticas, fizemos o que pudemos, tal como esperávamos. Claro que queríamos ganhar tempo, mas Dumoulin respondeu bem. Esteve muito rápido durante todo o dia."
"Foi uma etapa muito difícil. Nós fizemos a nossa estratégia e funcionou bem, mas Dumoulin também respondeu muito forte. No final, não conseguimos recuperar tempo. Nós tentamos, pelo menos, mas ele demonstra que está muito forte. "

Fonte: http://www.cyclingnews.com 

 

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário