Handzame Classic (1.1) - Antevisão

Estamos às portas do primeiro monumento da temporada, mas um dia antes é dia de prova na Bélgica, com a realização da Handzame Classic. Será a 15ª edição da clássica belga, mais uma que se realiza na Flandres, sendo que esta é a 3ª prova do troféu (depois da Le Samyn e Johan Musseeuw Classic), Napoleon Games Cup. Actualmente, Guillaume Van Keirsbulck lidera a classificação com 33 pontos, seguido de Jos Van Emden com 30 pontos.
De 2002 até 2010, era apenas mais uma etapa da Driedaagse van West-Vlaanderen, apartir de 2011 começou a disputar-se nos moldes atuais, como uma prova de um dia.

História
últimos 10 vencedores
2007 Hans Dekkers (NED) Agritubel
2008 Yauheni Hutarovich (BLR) Française des Jeux
2009 Danilo Napolitano (ITA) Team Katusha
2010 Robert Wagner (GER) Skil–Shimano
2011 Steve Schets (BEL) Donckers Koffie-Jelly Belly
2012 Francesco Chicchi (ITA) Omega Pharma–Quick-Step
2013 Kenny Dehaes (BEL) Lotto–Belisol
2014 Luka Mezgec (SLO) Giant–Shimano
2015 Gianni Meersman (BEL) Etixx–Quick-Step
2016 Erik Baska (SLK) Tinkoff Team

Edição 2016 (Top-10)
1    Erik Baska (Svk) Tinkoff Team    4:40:12   
2    Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo        
3    Gianni Meersman (Bel) Etixx - Quick-Step        
4    Bert Van Lerberghe (Bel) Topsport Vlaanderen - Baloise        
5    Andre Looij (Ned) Roompot - Oranje Peloton        
6    Ivan Savitskiy (Rus) Gazprom-Rusvelo        
7    Timothy Dupont Bel) Veranda's Willems Cycling Team        
8    Mamyr Stash (Rus) Gazprom-Rusvelo        
9    Jelle Mannaerts (Bel) Superano Ham - Isorex        
10    Phil Bauhaus (Ger) Bora-Argon 18


Percurso
Bredene > Kortemark, (202 Kms)

O percurso tem uma extensão de 197,1 Kms, numa rota que já é clássica da prova. A primeira parte do percurso disputa-se ao longo da costa, até à fronteira com a França. Apartir daí os corredores viram para o interior do território belga.
Aos 64,4 Kms de prova, aparece o primeiro sector de pavé (Veurnestraat) e 8,6 Kms mais à frente aparece outra sector. Aos 122,2 Kms, nova passagem pelo empedrado e de seguido três subidas, Stade Berg, Hoogledeberg e Gitsberg, aos 19,4, 126,4 e 138,4 Kms.
Aos 149,7 Kms, os ciclistas passam pela primeira vez a linha de meta e irão realizar 3 voltas a um circuito com 15,8 Kms de comprimento. O perfil deste circuito é praticamente plano, com apenas uma pequena subida a meio, o Ruidenber.

Perfil da 1ª parte da prova:
 Perfil do circuito:


Startlist

Condições atmosféricas

O dia estará com algumas nuvens, mas sem a presença de chuva. Mas o factor que pode influenciar a sério, é o vento. Vai soprar entre os 20 e os 22 Km/h, de Oeste.
Com o habitual serpentear dos percursos na Bélgica, os ciclistas terão vento de frente e lateral em algumas partes do percurso,

Favoritos

Mais uma clássica Flamenga, onde os homens da casa estão em maioria no favoritismo. A nossa aposta vai para Baptiste Planckaert, começou bem a temporada, mas passou despercebido pelo Paris-Nice. De qualquer forma, nesta prova o nível é bem menor e a sua versatilidade, tanto pode ganhar numa chegada em pelotão compacto como estando em fuga.
Está a custar a Timothy Dupont confirmar os resultados do ano passado. A sorte também não tem estado com ele, na Nokere Koerse, caiu na fase decisiva.
O eslovaco Erik Baska defende a vitória do ano passado. É um ciclista mais vocacionado para finais ao sprint em pelotão compacto, se a prova se decidir desta forma, Baska é um dos principais candidatos. Se for muito atacada, dificilmente Baska será um factor.
Outro jovem que também quer mostrar-se em 2017 é, Jasper De Buyst. O ciclista da Lotto-Soudal foi 3º na recente Ronde van Drenthe e na Nokere Koerse esteve um bocado pior, foi 20º. A sua versatilidade faz dele um nome a ter muito em conta.
Roy Jans, apesar de ainda ser um ciclista jovem, já é um dos 'clássicos' das provas belgas. Apesar de não estar a realizar um inicio de ano brilhante, é sempre um nome a seguir.
Adam Blythe acaba de ser 4º na Ronde van Drenthe e 2º na Nokere Koerse, o que atesta do excelente momento que atravessa. É sem dúvida um dos grandes favoritos.
A Quick-Step Floors não esteve presente na Nokere Koerse, mas estará nesta e apresenta uma equipa cheias de candidatos. Destacamos Iljo Keisse e Yves Lampaert, mas qualquer um do conjunto belga pode vencer, as opções são muitas para a equipa.

***** Baptiste Planckaert, Adam Blythe
**** Erik Baska, Moreno Hofland
*** Timothy Dupont, Roy Jans, Iljo Keisse, Yves Lampaert, Jasper De Buyst
** Kenny Dehaes, Raymond Kreder, Davide Martinelli, Sean De Bie, Guillaume Van Keirsbulck, Joeri Stallaert, Rudiger Selig,  Andre Looij
* Coen Vermeltfoort, Andrea Pasqualon, Lasse Norman Hansen, Alex, Jose Goncalves

A nossa aposta: Baptiste Planckaert
Outsider: Yves Lampaert

Seguir em direto: @NapoleonGamesCC Eurosport

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário