Tour Cycliste International La Provence (2.1) - Antevisão


O já rico calendário do ciclismo francês, em 2016 teve direito a mais uma prova por etapas. Tour Cycliste International La Provence, como o nome sugere decorre na região da Provença, no sul da França. A prova realiza-se poucos dias depois do Tour du Haut Var-Matin, que se realizou no fim de semana anterior e está colocada imediatamente antes do ínicio das clássicas da primavera, que arrancam no sábado, com a realização da Omloop.
Na edição do ano passado, o vencedor foi um dos nomes mais conhecidos da última década do ciclismo francês, Thomas Voeckler. Este ano o pelotão, além dos habituais nomes que marcam presença no circuito francês, tem algumas figuras internacionais, com destaque para a equipa BMC, que trás uma equipa fortíssima.

História
2016 Thomas Voeckler

Edição 2016 (Top-10)
1 Thomas Voeckler (Fra) Direct Energie 13:32:57
2 Petr Vakoc (Cze) Etixx - Quick-Step 0:00:07
3 Lilian Calmejane (Fra) Direct Energie 0:00:09
4 Pieter Serry (Bel) Etixx - Quick-Step
5 Chris Anker Sörensen (Den) Fortuneo - Vital Concept
6 Alessandro De Marchi (Ita) BMC Racing Team 0:00:12
7 Sergei Chernetski (Rus) Team Katusha 0:00:14
8 Jan Bakelants (Bel) AG2R La Mondiale
9 Francesco Gavazzi (Ita) Androni Giocattoli - Sidermec
10 Anthony Roux (Fra) FDJ

Percurso
Etapa 1 - 21 de fevereiro - Aubagne › Istres 205,9km
Etapa 2 - 22 de fevereiro - Miramas › La Ciotat 169,6km
Etapa 3 - 23 de fevereiro - Aix En Provence › Marseille 171,4km
Total: 546,9km

A Provence não é conhecida pelo terreno plano. Na edição do ano passado, o percurso refletiu isso mesmo e este ano, continuará a refletir. Há subidas nas três etapas, com destaque para as duas últimas etapas, que são o típico dia rompe-pernas, com sobe e desce constante.
A 1ª etapa é a mais indicada para os velocistas, a 2ª é de transição e não é de excluir que alguns sprinters disputam-na. A 3ª etapa é a mais dura e aquela que beneficia os puncheurs.

Perfis
Etapa 1 - 21 de fevereiro - Aubagne › Istres 205,9km

Para começar, os corredores terão logo uma jornada de mais de 200 Kms. Apesar de ser a etapa mais longa, em teoria é a mais fácil.
A maior dificuldade situa-se logo aos 10,4 Kms, com a subida de 2ª categoria, Col de l'Espigoulir. Depois o terreno, apesar de ter algumas subidas não categorizadas, torna-se bem acessível e só aos 144,9 Kms é que aparece uma subida de 4ª categoria, que não deve fazer mossa. Apartir daqui até à meta o percurso é plano.

** Francesco Gavazzi
* Rudy Barbier

Etapa 2 - 22 de fevereiro - Miramas › La Ciotat 169,6km

O percurso da 2ª etapa não retira a hipóteses aos velocistas. Tudo dependerá de como a corrida será controlada.
Em termos de subidas categorizadas, são duas. A primeira tem o seu topo perto dos 45 Kms, Cote de Carry-le-Rouet (3ª categoria, 3 km, 4,7%) e a segunda é o Petit Galibier (3ª categoria, 5,9 km, 3,9%), que se situa perto dos 112 Kms de prova.
A cerca de 30 Kms da chegada os corredores enfrentarão uma subida não categorizada, que é a última dificuldades do dia. A nossa aposta é que ou teremos uma chegada em pelotão compacto.

** Rudy Barbier
* Francesco Gavazzi

Etapa 3 - 23 de fevereiro - Aix En Provence › Marseille 171,4km

A 3ª e última etapa é aquela que decidirá a prova. É a mais dura das três e é a ideal para os puncheurs brilharem e fazerem a diferença que necessitam.
Em termos de subidas categorizadas, teremos duas: 
- Col du Porte (4ª categoria, 3 km, 4,5%), o topo situa-se logo no inicio do dia, aos 14,4 Kms;
Montee de Mazaugues (3ª categoria, 4 km, 5,4%), topo aos 95 Kms.
Logo a seguir do Montee de Mazaugues, os ciclistas enfrentam o Col de l'Espigoulier, subida realizada na 1ª etapa, mas nesta será feita pelo o outro lado.
Até ao final, o terreno é de constante sobe e desce, com destaque para duas subidas não categorizadas: Col de l'Ange e Col de la Gineste.
A meta está num topo, trata-se de uma subida de 2 Kms com 4,5% de inclinação média.

** Mauro Finetto
* Silvan Dillier

Startlist
Aqui


Favoritos
A equipa que mais impressiona em termos de nomes é a BMC. A equipa americana, conta com Rohan Dennis, Brent Bookwalter, Damiano Caruso e Silvan Dillier.
Dillier dos 4, é o mais versátil, a este nível é capaz de se intrometer nas etapas para os velocistas. No entanto, no fim de semana, não esteve tão bem quanto se esperava. Ao contrário de Bookwalter que esteve melhor. Dennis é uma incógnita, não há nenhuma etapa que se possa dizer que é ideal para as características dele. Em relação a Caruso, terminou a Haut Var-matin em 4º da geral, sendo o melhor da equipa americana, o que indica estar em boa forma.
A Delko-Marseille, apresenta Mauro Finetto, um ciclista que começou o ano em grande forma. Foi, 7º no GP Marseillaise, 11º na Etoile Bessèges, 3º no Trofeo Laigueglia e acaba de ser 6º no Haut Var-matin. Julien El Fares e Romain Combaud, são outros corredores que podem fazer algo de interessante.
Outro dos ciclistas que começou o ano a todo o vapor, foi Francesco Gavazzi, foi 3º no GP Costa degli Etruschi, 6º no Trofeo Laigueglia e 16º no Haut Var-matin.
A Direct Energie, além de apresentar o vencedor do ano passado, Thomas Voeckler, terá Jonathan Hivert. A aposta deverá ser num dos dois, Voeckler não se mostrou forte na sua primeira prova do ano e ainda sofreu uma queda, enquanto que Hivert foi 8º no Haut Var-matin.
Maxime Bouet é outro nome incontornável neste inicio do ano em França. Foi 2º no GP Marseillaise e é um ciclista que se dá bem com este tipo de percurso.

***** Mauro Finetto
**** Francesco Gavazzi, Jonathan Hivert, Silvan Dillier
*** Thomas Voeckler, Maxime Bouet, Damiano Caruso. Brent Bookwalter
** Alexander Geniez, Julien El Fares, Rohan Dennis, Rudy Barbier
* Davide Rebellin, Anthony Roux, Nicolas Edet, Romain Combaud, Valerio Conti

A nossa aposta: Mauro Finetto
Outsider: Jonathan Hivert

Seguir em directo: @laprovence;

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário