Floyd Landis: "Dopados estarão sempre um passo à frente"; Equipas confirmadas para a Volta ao Algarve; Etapa do Giro em risco por protesto

Floyd Landis - Tour de França 2006

Floyd Landis: "Dopados estarão sempre um passo à frente"

Floyd Landis, vencedor do Tour de França 2016, que viu o seu título retirado por causa de um controlo anti-doping positivo, deu uma entrevista ao L'Equipe principalmente para abordar o seu novo negócio ligado à marijuana mas que acabou por ir ter ao tema ciclismo.  
"Espero que os atletas hoje em dia tenham direito a melhores controles", afirmou Floyd, dizendo também que na altura do seu positivo ele tinha tomado EPO e feito transfusões de sangue, mas o teste acusou apenas testosterona, coisa que ele afirma nunca ter tomado. 

"Posso garantir que nenhum atleta tem confiança no sistema. Mas ninguém o admite por medo do que lhe aconteceria. Porque quem o fizesse poderia receber um teste positivo dentro de seis meses. O actual sistema é uma máfia. Em qualquer caso o desporto nunca será limpo, aqueles que usam produtos proibidos estarão sempre um passo à frente daqueles que os tentam apanhar". 

Landis dedicou algumas palavras ao médico Michele Ferrari, "Quando eu corria ele tinha todas as informações e conexões com os laboratórios da WADA. Ele até chegou a comprar produtos a quem trabalhava no laboratório de Madrid, que os receberam para testes e enviavam para nós. Ferrari é um génio".

Equipas confirmadas para a Volta ao Algarve

Estão já confirmadas todas as equipas que irão marcar presença na próxima edição da Volta ao Algarve. São 24 as equipas que disseram sim à chamada para participar na 43º edição da algarvia que decorrerá entre 15 e 19 de Fevereiro. Entre elas estão, 11 WorldTour, 6 ProContinental e 7 Continentais.

WorldTour: Astana (KAZ), Bora-hansgrohe (GER), Cannondale-Drapac (USA), Dimension Data (RSA), FDJ (FRA), Katusha-Alpecin (SUI), Lotto NL-Jumbo (NED), Lotto Soudal (BEL), Movistar (ESP), Quick-Step Floors (BEL) y Team Sky (GBR).

ProContinental: Caja Rural-Seguros RGA (ESP), Cofidis (FRA), Gazprom-RusVelo (RUS), Manzana Postobón (COL), Roompot-Nederlandse Loterij (NED) and Wanty-Groupe Gobert (BEL)

Continental: Efapel, LA Alumínios-Metalusa, Louletano-Hospital de Loulé, RP-Boavista, Sporting-Tavira e W52-FC Porto (POR), y Rally Cycling (USA)

Etapa do Giro em risco por protesto

É verdade que ainda faltam alguns meses para o Giro d'Itália mas é igualmente verdade que já há alguma polémica à mistura. A etapa 19 da próxima edição encontra-se em risco de se realizar, isto porque, segundo o Messaggero Veneto, a polícia local estará de greve nesse dia. A razão para tal protesto é o facto deles não quererem trabalhar nos dias de feriado civil e/ou religioso. 
O tema foi discutido ontem sem sucesso e posteriormente foi anunciado a greve para o dia da etapa do Giro. 
Espera-se que os próximos dias traga um entendimento e que nada disto perturbe o bom desenvolvimento da prova.


Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário