Vuelta 206 - Antevisão 5ª Etapa

Depois de duas etapas com chegadas em alto, teremos um dia mais calmo, com oportunidade dos sprinters brilharem.

Mapa da etapa
Etapa sem grandes dificuldades, novamente por terras galegas. Apenas haverá uma subida categorizada:
- Km 118.8 - Puerto de Marco de Álvare: 11.8 km subida a 3.6%- 3ª categoria

Os primeiros 70 Kms são praticamente planos, com algumas dificuldades a aparecerem apartir daí, mas nada demais. Etapa ideal para os sprinters. A chegada será a Lugo, com uma pequena subida nos Kms finais, mas que não deve influenciar a chegada.
Perfil da etapa

Cidade de partida: Viveiro

Vista do miradouro de Viveiro
Viveiro é um município e uma cidade espanhola situada na província de Lugo, na comunidade autónoma da Galiza.
Os primeiros registos na área datam da Idade do Ferro, como atestam os numerosos vestígios arqueológicos celtas. A partir dos séculos XII e XIII, Viveiro começou a ter especial relevância, com a vila medieval.
Viveiro tem um variado catálogo patrimonial, do qual se destacam os seus monumentos históricos de património civil e religioso, artístico e cultural e também do património natural. As suas festividades atraem muitos visitantes à cidade, das quais se destaca a festa da Páscoa.

Cidade de chegada: Lugo

Muralha Romana de Lugo
Lugo é um município e cidade da Galiza e, é capital da província com o mesmo nome.
É uma cidade de origem celta e romana. No primeiro caso, foi fundada como um povoado em honra do deus Lug. Em relação ao império Romano, a cidade era um importante acampamento e, foi fundada em 25 a.C. por Paulo Fábio Máximo, sendo assim a mais antiga idade romana da Galiza. Construída nas proximidades dum castro, na época romana recebeu o nome de Luco Augusto. São testemunha dos seus primeiros anos de história os numerosos vestígios romanos, entre os quais se destaa a muralha romana, a única no mundo que conserva todo o seu perímetro original. Foi declarada Património da Humanidade no ano 2000.

Condições atmosféricas
Será um dia instável, com alguma probabilidade de ocorrerem alguns aguaceiros. As temperaturas variarão, entre os 20ºC e os 31ºC.
O vento soprará um pouco mais forte no inicio da tirada, mas nada de extraordinário (ver quadro abaixo). 


Favoritos:

Etapa ideal para as equipas dos sprinters controlarem a corrida de forma que a vitória seja disputada em pelotão compacto.

*** Gianni Meersman
** Magnus Cort Nielsen, Jose Joaquin Rojas, Jonas Van Genechten, Niccolo Bonifazio, Kristian Sbaragli
* Jean Pierre Drucker, Michal Kwiatkowski, José Gonçalves, Tosh Van Der Sande

A nossa aposta: Jonas Van Genetchen
Tem-se mostrado forte este ano, mas ainda não conseguiu aquela vitória que o coloque entre a elite do sprint mundial. Tem aqui mais uma oportunidade, na 2ª etapa esteve na discussão e nesta etapa também deverá estar.

Outsider: 
Jean Pierre Drucker
É o homem rápido da BMC para esta Vuelta, na 2ª etapa, esteve na luta, mas não foi além do 9º lugar. Também tem aqui uma chance de vencer pela primeira vez uma etapa numa Grande Volta. Os melhores sprinters mundiais não estão presentes, o que abre a possibilidade de ganhar etapas a muita gente.

Seguir em directo: Eurosport 1, TVI24, @lavuelta, #LV2016

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário