Vuelta 2016 - Antevisão 8ª Etapa

E a Vuelta deixou em definitivo a Galiza. Esta é uma etapa importante, típica da Vuelta, completamente plana com uma subida explosiva no final. Os homens da geral deverão ocupar os primeiros, ou então uma fuga vingará.
Mapa da 8ª etapa
Etapa típica da Vuelta, completamente plana, até ao muro final. Não tem muita história, até que no final aparece a subida a Camperona.
- Km 140.0 - Alto de la Camperona Valle de Sabero: 8.5 km subida a 7.4% - 1ª categoria
Os primeiros 3 Kms da subida são bastantes simpáticos, sempre a rondas os 2 e 3%. Mas depois entre os o 3º e 4º Kms, aparece uma rampa brutal de 25%. Depois suaviza até ao 5º Km e volta a empinar forte e feio, com uma rampa de 20%, seguido de 8% e os últimos 3 Kms, é sempre acima dos dois dígitos, com zonas de 22 e 20%, são 13,2% de inclinação média.

Perfil da 8ª etapa

Alto de La Camperona
Cidade de partida: Villalpando

Porta de San Andrés
Villalpando é um município da província de Zamora da comunidade autónoma de Castela e Leão É, também, a capital do distrito judicial com o mesmo nome. 
Cidade milenar que mantém muito do seu rico património histórico e cultural, do qual se destaca a igreja de Santa Maria a Antiga, o Palácio dos Condestáveis e a Porta de San Andrés. Ao atractivo património da cidade, junta-se também como atracção turística as Lagunas de Villafafila. Trata-se de umas salinas, consideradas Reserva Natural e, que constituem um ponto de importância vital para várias espécies de aves.

Cidade de chegada: Alto de La Camperona - Valle de Sabero

Sabero e as suas montanhas
Sabero é um município e cidade espanhola, na província de Leão, comunidade autónoma de Castela e Leão.
O vale e a cidade de Sabero nem sempre se chamaram assim. Antigamente, em latim, chamava-se Villa Sancti Petri (San Pedro), nome do santo que tem sido desde os tempos antigos titular da paróquia desta bela cidade.
O Vale de Sabero, que antecede os Picos da Europa, une as suas fantásticas paisagens naturais a um património histórico riquíssimo que nos faz viajar até ao seu passado romano e medieval. 
Com uma variada oferta quer cultural, quer desportiva e uma rica gastronomia, é um bom local para visitar durante todo o ano.

Condições atmosféricas
Mais um dia cheio de Sol e calor, com as temperaturas a rondar os 30ºC durante toda a tirada. O vento soprará de Sudoeste, com rajadas que podem atingir os 25 Km/h.
Favoritos:
Os homens da geral deverão ser os favoritos, já que a subida é demasiado longa, mesmo para os puros puncheurs. A outra possibilidade é uma fuga ter sucesso, mas à entrada da subida, a diferença tem de ser muito grande, certamente mais de 2 minutos.
Depois da queda na etapa anterior, quem pode já não estar na discussão é Alberto Contador. 

*** Chris Froome
** Esteban Chaves, Alejandro Valverde
* Nairo Quintana, Nairo Quintana, Samuel Sánchez, Gianluca Brambilla, Simon Yates, Daniel Moreno

A nossa aposta: Chris Froome
Em 2014, na última visita a Camperona, foi o mais forte dos favoritos. Deverá usar a táctica que tem aplicado, quando não se encontra na melhor forma. Ou seja, colocar um ritmo constante e controlado de forma a não estoirar.


Outsider: Alejandro Valverde
Habitualmente não se dá bem com percentagens muito elevadas, mas no Mirador de Ézaro pareceu sempre em perfeito controlo da situação. Se não estoirar, é bem capaz de vencer a etapa e passar a ser o líder da prova.


Seguir em directo: Eurosport 1, TVI24, @lavuelta, #LV2016

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário