Vuelta 2016 - Antevisão 7ª Etapa

Ao fim de 6 etapas, a Vuelta deixa a Galiza e entra em Castela e Leão, num dia em que não deverá haver mexidas na geral. 
A etapa acaba bem perto da fronteira transmontana.
Mapa da etapa
A Vuelta irá deixar para trás a Galiza, a etapa começa província e dirige-se para Castela e Leão, onde termina.
Constante sobe e desce, com 3 contagens de montanha:
- Km 25.3 - Puerto de Allariz: 6.8 km a 4.4%  - 3ª categoria
- Km 80.5 - Alto de Fumaces: 11.2 km a 4.3% - 3ª categoria
- Km 140.0 - Alto de Padornelo: 7.0 km a 3.2% - 3ª categoria
A última subida do dia está a apenas a 18 Kms da meta, o que faz com que possa ser decisiva para o desfecho do vencedor. Quem ficar para trás aqui, dificilmente disputará a vitória.

Perfil da etapa

Cidade de partida: Maceda

Castelo de Maceda 
Maceda é um município espanhol da província de Ourense, comunidade autónoma da Galiza. O município é constituído por Maceda mais 54 freguesias. A população concentra-se sobretudo na cidade, sendo que a maioria das freguesias tem cerca de 300 habitantes, mas algumas delas não chegam aos 10. No Verão, a população aumenta com o regresso, para férias, dos emigrantes. 
O principal monumento de Maceda é o castelo, declarado Monumento Histórico-Artístico por Decreto a 22 de Abril de 1949. Remonta ao século XI, altura em que cumpria a função de vigilância e defesa, primeiro contra as incursões muçulmanas e posteriormente lusitanas.

Cidade de chegada: Puebla de Sanabria

Vista da cidade de Puebla de Sanabria
Puebla de Sanabria é um município e cidade espanhola na província de Zamora na comunidade autónoma de Castela e Leão. 
Destaca-se o notável nível de conservação do seu património paisagístico e ambiental, de características similares à da área natural protegida do Parque Natural do Lago de Sanabria.
A cidade encontra-se num território a que a natureza dotou com características defensivas especiais, moldadas ao longo dos séculos pelos rios Tera e Castro. Além disso, a sua localização estratégica, perto da fronteira com Portugal, fez com que a cidade possuí-se um forte e uma muralha, o que lhe deu um papel significativo na formação histórica do território que a rodeia.
Graças ao rico património arquitectónico e histórico, a cidade foi declarada em 1994 de interesse cultural na categoria de sítio histórico.

Condições atmosféricas
Mais um dia com calor, temperaturas a rondar os 30ºC. O vento soprará de Sul e Sudoeste, com rajadas que podem atingir os 20 Km/h.


Favoritos:
Etapa como a anterior, ideal para uma fuga vingar. A BMC tentará novamente controlar a vantagem dos fugitivos. A fuga terá menores probabilidades de sucesso, caso algum corredor bem colocado na geral esteja presente na mesma.

*** FUGA (Adam Hansen, Philippe Gilbert, Ben Hermans, Enrico Battaglin, Luis Léon Sanchez, Odd Christian Eiking, Christophe Riblon, Thomas De Gendt, Zdenek Stybar, Omar Fraile, Pello Bilbao, Lilian Calmenaje, Tiago Machado...
** Gianni Meersman, Jempy Drucker, Kristian Saragli, Niccolo Bonifazio
* José Gonçalves, Fabio Felline, Michal Kwiatkowski, 

A nossa aposta: Luis Léon Sanchez (Fuga)
Depois do abandono do líder da Astana, a equipa cazaque deverá redefinir objectivos para esta Vuelta. As vitórias de etapa são uma forma de compensar o desastre que tem sido a prova para a equipa. Luis Léon Sanchez é uma das possibilidades para entrar nas fugas e também é um habitué nestas situações.

Outsider:
Gianni Meersman
Caso o pelotão chegue compacto à meta, o belga é naturalmente o principal favorito. Já leva duas vitórias, nas duas chegadas ao sprint, por essa razão é o homem a bater.

Seguir em directo: Eurosport 1, TVI24, @lavuelta, #LV2016

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário