Volta a Portugal 2016 - Antevisão 5ª etapa

Depois do grande espectáculo que foi a etapa da Senhora da Graça, a Volta irá visitar o alto de São Macário, que apesar de ficar longe da meta, pode fazer a selecção do grupo que irá disputar a vitória da etapa.
Saída de Lamego com descida e depois a subida para a Pousada (4ª cat. 5 Km@3,1%), com nova passagem por Lamego, onde se encontra a Meta Volante. Os corredores continuam a subir até ao Alto de Bigorne (2ª cat. 16 Km@3%).
A Carranqueira (4ª cat. 3,2Km@5%) é a subida que se segue. Antes da principal dificuldade do dia, os corredores passam na Meta Volante, em Sul. 
A subida a São Macário é das mais complicadas que se pode encontrar em território português, são 8,2 Kms a 8,5%. Apesar de ser a 60 Kms, pode criar danos no grupo principal. Depois de São Macário há uma ligeira ascensão à Serra de Arada (4ª cat, 3 Km@3,7%). Segue-se uma descida muito técnica, são 20 Kms a alta velocidade. Antes do final, aparece a Meta Volante em Bodiosa.
O final em Viseu é em ligeira subida.

Cidade de partida: Lamego
Santuário da Nossa Senhora dos Remédios
Lamego é uma cidade do distrito de Viseu e é sede de conselho com 18 freguesias.
O município está localizado na margem sul do rio Douro, faz parte da província de Trás-os-Montes e Alto Douro, mas segundo algumas fontes, chegou a fazer parte da província da Beira Transmontana.
Lamego é uma cidade histórica e monumental, pois possui uma grande quantidade de monumentos, igrejas e casas brasonadas. É também sede da diocese de Lamego e na cidade são numerosos os monumentos religiosos, dos quais se destacam a Sé Catedral e o Santuário da Nossa Senhora dos Remédios.
Conhecida também pela sua gastronomia e pela produção de vinhos, nomeadamente o vinho do Porto e os vinhos espumantes.

Cidade de chegada: Viseu
Sé de Viseu
A cidade de Viseu localiza-se na região centro do País. Foi considerada pela DECO, em 2012, como a  cidade portuguesa com melhor qualidade de vida.
Existem várias lendas sobre o aparecimento do nome da cidade. Uma delas diz que foi em pleno processo de Reconquista. Um grupo de guerreiros chega à cidade e um deles perguntou: "O que viso (vejo) eu? E assim, dessa pergunta nasceu o nome Viseu.
Viseu não é apenas uma cidade de rotundas. Há muitos e bonitos monumentos para visitar. A Sé de Viseu (na imagem) é capaz de ser o ponto de maior visita turística. Podem também visitar a Cava de Viriato, um acampamento da época romana, considerado monumento nacional desde 1910. 
Em Agosto, Viseu recebe aquela que é uma das maiores feiras do país, a feira de São Mateus. Encontra-se de tudo, gastronomia, artesanato, música, exposições e muitas experiências diferentes. Este ano começa a 5 de Agosto e prolonga-se até 11 de Setembro. 
Vale a pena visitar Viseu. 

Condições atmosféricas
Temperaturas novamente elevadas, que podem ultrapassar os 30ºC. O vento soprará com rajadas de 30 Km/h a 40 Km/h, de Norte e Noroeste.


Favoritos
Etapa ideal para que uma fuga consiga vingar. A W52-FC Porto-Porto Canal deverá permitir que uma fuga com corredores muito atrasados na geral, ganhe uma vantagem considerável, de forma a chegar.

*** Bruno Silva (fuga), César Fonte (fuga), Alex Diniz (fuga) José De Segovia (fuga), Micael Isidoro (fuga), Jon Insausti (fuga), José Gonçalves
** Davide Vigano, Vicente de Mateos, Andrea Pasqualon, Francesco Gavazzi, Daniel Mestre
* Luis Mendonça, Jesus Ezquerra, Gustavo Veloso, Eduard Prades

A nossa aposta: César Fonte
Está na luta pela vitória na classificação da montanha. Amanhã terá uma oportunidade de amealhar mais pontos, por essa razão, achamos que estará na fuga do dia e tentará além de pontuar nos prémios de montanha, vencer a etapa.
Ainda para mais, depois do Daniel Silva ter estado perto de dar uma vitória de etapa ao Boavista.

Outsider: José Gonçalves
Se a chegada for ao sprint poderá estar na luta mais uma vez. É um ciclista extremamente versátil, capaz de vencer em vários terrenos, este ano ainda não venceu nenhuma etapa, poderá ser em Viseu.

Seguir em directo: #eugostodavolta, #voltaportugal, RTP1

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário