Tour of Oman (2.HC) - Antevisão


O Tour de Oman nasceu em 2010 através da ASO e é a terceira prova por etapas neste período do ano que se realiza na península arábica. Depois do Dubai Tour e do Tour of Qatar, onde os sprinters foram reis e senhores, chega a prova no Oman, onde os trepadores têm oportunidade de brilhar.
A prova já tem entre os vencedores, nomes como Fabian Cancellara e Chris Froome e este ano, a organização decidiu endurecer ainda mais a corrida, apenas duas etapas são adequadas a sprinters. A já clássica subida ao Green Moutain, marcará a corrida e decidirá o vencedor da mesma.
A prova realiza-se ao mesmo tempo que a Volta ao Algarve, a Vuelta a Andalucia e o Tour de Haut-Var-matin, sendo que o Oman todos os anos tem tido uma lista de participantes de luxo, este ano, a lista é de grande qualidade novamente.

História
2010 Fabian Cancellara (SUI) Team Saxo Bank
2011 Robert Gesink (NED) Rabobank
2012 Peter Velits (SVK) Omega Pharma–Quick-Step
2013 Chris Froome (GBR) Team Sky
2014 Chris Froome (GBR) Team Sky
2015 Rafael Valls (ESP) Lampre–Merida

Percurso
 1ª etapa - Oman Exhibition Center › Al Bustan (145.5 Km)
 2ª etapa - Omantel Head Office › Quriyat (162 Km)
 3ª etapa - Al Sawadi Beach › Naseem Park (176.5 Km)
 4ª etapa - Knowledge Oasis Muscat › Jabal Al Akhdhar (Green Mountain) (177 Km)
 5ª etapa - Yiti (Al Sifah) › Ministry of Tourism (119.5 Km)
 6ª etapa - The Wave Muscat › Matrah Corniche (130.5 Km)

A organização este ano decidiu apostar num percurso muito diversificado, com etapas, para sprinters, para puncheurs e a clássica etapa da Green Mountain, para trepadores.
Uma prova muito atractiva que promete muito espectáculo, com etapas para todos os gostos e feitios.

Mapa do percurso da prova
Perfis

perfil da 1ª etapa
A primeira etapa, é tranquila, até aos últimos 20 quilómetros, onde duas subidas categorizadas farão a diferença e onde ciclistas que finalizam bem, mas que também aguentam subidas curtas mas com alguma dificuldade sairão beneficiados.
Favoritos: 
*** Greg Van Avermaet
** Edvald Boasson Hagen
* Alexander Kristoff

Perfil da 2ª etapa
Últimos 5 Kms da 2ª etapa
Uma etapa com sobe e desce constante e com um final que coincide com uma subida, curta, não muito complicada, mas que mais uma vez favorece homens, com Van Avermaet e Boasson Hagen, bons finalizadores mas que também passam bem este tipo de subida.
Favoritos: 
*** Edvald Boasson Hagen
** Greg Van Avermaet
* Gianluca Brambilla

Perfil da 3ª etapa
Etapa tranquila, a 1ª metade será em subida, mas nada de complicado, a 2ª parte é em descida até à meta. Dia para os sprinters puros se mostrarem.
Favoritos: 
*** Alexander Kristoff
** Sam Bennett
* Andrea Guardini

Perfil da 4ª etapa
Últimos 10 Kms da 4ª etapa
Etapa raínha da prova, ideal para os melhores trepadores. Homens como Richie Porte (deu espectáculo no Down Under), Nibali, Dan Martin (venceu uma etapa na Valenciana), Pozzovivo, Rui Costa e Romain Bardet, são os mais favoritos, mas não esquecer Tom Dumoulin ou mesmo Eduardo Sepulveda e Jakob Fuglsang.
Será a etapa que decidirá o vencedor da prova.
Favoritos: 
*** Richie Porte
** Vincenzo Nibali
* Daniel Martin

Perfil da 5ª etapa
Mais uma etapa ideal para homens como Van Avermaet e Boasson Hagen, com um circuito final complicado, já que contempla a subida de Bousher, que será ultrapassada por três vezes, a última das quais a 13 quilómetros da meta. 
Favoritos: 
*** Greg Van Avermaet
** Edvald Boasson Hagen
* Gianluca Brambilla

Perfil da 6ª etapa
Etapa final de consagração do vencedor, que se tudo correr com normalidade acabará ao sprint.
Favoritos: 
*** Alexander Kristoff
** Sam Bennett
* Gianni Meersman

Startlist

Favoritos
***** Richie Porte
**** Vincenzo Nibali, Daniel Martin
*** Domenico Pozzovivo, Romain Bardet, Rui Costa
** Jakob Fuglsang, Gianluca Brambilla, Tom Dumoulin
* Eduardo Sepulveda, Bob Jungels, Jurgen van den Broeck

A nossa aposta: Richie Porte
A surpresa: Gianluca Brambilla

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário