Vuelta 2015 - Antevisão 14ª etapa

Este sabádo voltamos às etapas com chegada em alto. Será uma etapa enorme, com uma extensão que ultrapassa os 200 quilómetros, com contagens de montanha pelo meio e uma delas coincide com a meta. Vai ser um dia duro para o pelotão.

Local de partida: Vitoria

Vitoria

A localidade de Vitória é a capital da gastronomia em 2014, foi a Capital Verde da Europa em 2012, e tem várias as razões para ser visitada:
Os seus monumentos, os seus museus, a sua beleza e modernidade,  a sua natureza, as suas festas e tradições e oferece ainda uma variada possibilidade de escolha para alojamentos....

Local de chegada: Alto Campoo. Fuente del Chivo

Alto Campo

Situado entre montanhas com mais de 2.000 metros, situam-se 24 aldeias da Irmandade de Campoo de Suso. 
Grande parte dos seus 222 km2 estão declarados como sendo Parque Natural. Existe uma abundância de espécies como o corvo, veados, lobos, muitas aves de rapina e até da presença permanente do urso pardo. 
Não podemos deixar também de referir a riqueza arqueológica da zona.

Percurso
Vitoria - Alto Campoo/Fuente del Chivo, 215 Km
Perfil da etapa
Depois de dos dias mais 'calmos' para os homens da geral, hoje é dia deles voltarem à carga. Serão três contagens de montanha, uma de terceira, uma de primeira (Puerto del Escudo, 7.1km a 8.6%) e a subida final a coincidir com o final, é de categoria especial (Alto Campoo, 18 Km a 5,5%). A subida final é como se apresenta de seguida:

Perfil da subida final

É uma subida muito longa, os primeiros quilómetros até não são muito inclinados, mas depois de 200 quilómetros de etapa e duas semanas de prova, as pernas dos ciclistas já acusam o cansaço e as diferenças podem ser enormes no final da jornada. 

Favoritos
É um dia que os principais favoritos são os homens da geral. Aru, Rodriguez e Majka surgem como favoritos à partida, mas existem outros excelentes trepadores no pelotão. 
Aru já demonstrou estar num grande momento e Rodriguez vê escassear as hipóteses de vir um dia a ganhar uma prova de três semanas daí o dia de hoje ser importante para ele. Majka tem nesta Vuelta a oportunidade de conseguir o primeiro pódio da carreira numa grande volta.
Tom Dumoulin, depois da boa actuação na Andorra, terá de voltar a defender-se e tentar não perder muito tempo.
Com o abandono de Froome a Sky deverá apostar em Mikel Nieve e a Movistar tem um tónico para os seus dois lideres Valverde e Quintana. O colombiano tem estado adoentado, o que o poderá condicionar, as dificuldades são visíveis na etapa de ontem chegou a ficar para trás.

A nossa aposta: Joaquim Rodriguez
Surpresa: Mikel Nieve

 

Também pode interessar:

jdragon cycling team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário