Guia Vuelta a España 2015

Classificação Geral
Fabio Aru
Segundo classificado do Giro, terá vantagem em relação aos outros candidatos, teve mais tempo para recuperar. Outra vantagem que ajudará Aru é que a equipa é a mesma que o acompanhou no Giro que esteve simplesmente demolidora. A única diferença é que Nibali também fará parte, o que fará que a liderança seja partilhada.

Chris Froome
Froome vem do Tour, a questão principal é como se irá apresentar em espanha, se recuperou bem. É que o britânico acabou o Tour a fraquejar perante Quintana.
O ciclista da Sky já foi duas vezes segundo classificado na Vuelta, a última foi no ano passado, onde apenas foi batido por um super Contador.

Nairo Quintana
Quintana acabou o Tour no topo da forma, o problema é que já foi tarde para recuperar o tempo perdido na primeira e segunda semana.
A questão que se coloca é a mesma para outros, como recuperou Quintana do Tour. O Colombiano terá um problema nesta Vuelta, o contrarrelógio individual, o que implica que terá de recuperar tempo na montanha. Outra questão será como é que a equipa vai gerir a liderança partilhada de Valverde e Quintana.

Alejandro Valverde
Valverde conseguiu um dos seus sonhos, conquistar pódio no Tour. Na Vuelta costuma apresentar-se em grande forma, este ano dividirá a liderança da equipa com Quintana. No ano passado também a dividiu, mas Quintana acabou por abandonar a prova, o que fez com que a equipa concentrasse todos os esforço em Valverde.
É um dos favoritos e tem algumas chegadas bem ao seu estilo.

Vincenzo Nibali
Depois do falhanço que foi o Tour, a Astana decidiu enviar Nibali para a Vuelta, colocando a 'artilharia' toda na Vuelta. 
Acabou o Tour em subida de forma, espera-se que tenha recuperado bem e que se apresente na Vuelta com vontade de rectificar o que se passou no Tour.
A liderança da Astana será decidida na estrada e Nibali terá primeiro de vencer essa 'batalha' interna.

Joaquim Rodriguez
Purito esteve no Tour apenas à procura de etapas e conseguiu duas. Agora na Vuelta, certamente como tem acontecido, o catalão estará a lutar pelos primeiros lugares da geral.
Terá uma equipa forte a apoiá-lo com destaque para Daniel Moreno e também conta com algumas chegadas bem ao seu gosto, os chamados 'muros', tão frequentes na Vuelta.

Outros: Domenico Pozzovivo, Mikel Landa, Jurgen Van den Broeck, Andrew Talansky, Dan Martin, Daniel Moreno, Rafal Majka, Tejay Van Garderen

Top 10 da Classificação Geral em 2014:
1 Alberto Contador Velasco (Spa) Tinkoff-Saxo 81:25:05
2 Christopher Froome (GBr) Team Sky 0:01:10
3 Alejandro Valverde Belmonte (Spa) Movistar Team 0:01:50
4 Joaquin Rodriguez Oliver (Spa) Team Katusha 0:03:25
5 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:04:48
6 Samuel Sanchez (Spa) BMC Racing Team 0:09:30
7 Daniel Martin (Irl) Garmin Sharp 0:10:38
8 Warren Barguil (Fra) Team Giant-Shimano 0:11:50
9 Damiano Caruso (Ita) Cannondale 0:12:50
10 Daniel Navarro Garcia (Spa) Cofidis, Solutions Credits 0:13:02

Classificação por pontos
John Degenkolb
Vencedor da classificação por pontos em 2014, volta a ser o principal candidato a vencer a mesma classificação na edição deste ano. 
O alemão teve um inicio de temporada muito bom, com duas vitórias em dois monumentos. No entanto no Tour a missão de fazer esquecer Kittel foi falhada, não teve argumentos para ombrear com os melhores.
Neste final de temporada o grande objectivo de Degenkolb são os campeonatos do mundo, não se sabendo o que fará na Vuelta, mas parte como um dos favoritos a vencer etapas e a camisola dos pontos. 

Nacer Bouhanni
O francês em 2014 venceu duas etapas. Foi o grande rival de Degenkolb na luta pela camisola dos pontos, até abandonar a prova.
Este ano, não tem sido fácil a vida de Bouhanni, no entanto, nos últimos tempos conseguiu algumas vitórias, demonstrando estar em boa forma.
Será um dos homens a lutar por etapas, sendo um sprinter que passa relativamente bem a média montanha.

Peter Sagan
A grande dúvida é se Peter Sagan vai preparar-se apenas para os Mundiais ou vai com intenção de ganhar etapas e a classificação dos pontos.
O mais provável é o eslovaco ir apenas rodar e ser menos um a lutar por esta classificação, mas se decidir lutar por ela, então é o mais sério candidato. Várias chegadas são ao seu estilo.

Kris Boeckmans
O belga tem realizado uma boa temporada, com várias vitórias. Tem algumas chegadas ao seu estilo, não sendo um sprinter puro, Boeckmans pode ir arrecadando muitos pontos.
Está numa segunda linha de favoritos, mas é um homem a ter especial atenção.

Simon Gerrans
Tem sido um ano muito mau para Gerrans. Várias lesões e sem qualquer vitória. Tem na Vuelta uma oportunidade para 'salvar' a temporada.
Tem várias chegadas ao seu estilo, veremos se Gerrans consegue afastar o azar e conseguir efectuar uma boa Vuelta.

Outros: Caleb Ewan, Luka Mezgec, Danny Van Poppel, Jempy Drucker, Kristian Sbaragli, Matteo Pelucchi, Maximiliano Richeze

Top 10 da Classificação por pontos em 2014:
1 John Degenkolb (Ger) Team Giant-Shimano 169 pts
2 Alejandro Valverde Belmonte (Spa) Movistar Team 146
3 Alberto Contador Velasco (Spa) Tinkoff-Saxo 145
4 Christopher Froome (GBr) Team Sky 139
5 Joaquin Rodriguez Oliver (Spa) Team Katusha 117
6 Michael Matthews (Aus) Orica Greenedge 105
7 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 103
8 Daniel Martin (Irl) Garmin Sharp 85
9 Jasper Stuyven (Bel) Trek Factory Racing 71
10 Damiano Caruso (Ita) Cannondale 61

Classificação da montanha
A classificação da montanha é uma das mais complicadas de prever. Grande maioria das vezes, é ganha não pelo melhor trepador, mas pelo ciclista que fixa como objectivo vencer esta camisola, colocando-se nas diversas fugas e arrecadando os pontos. No ano passado foi isso que aconteceu com Luis Léon Sanchez a vencer a classificação. 
Os ciclistas que lutarem pela geral também serão fortes candidatos a arrecadar esta classificação.

Aqui ficam aqueles que achamos os principais candidatos a vencer esta classificação:
Rafal Majka
Sérgio Henao
Mikel Landa
Kenny Elissonde
Fabio Duarte

Outros: Nairo Quintana, Chris Froome, Joaquim Rodriguez, Samuel Sanchez, Darwin Atapuma, Alex Cano, Pello Bilbao, Maxime Monfort, Pierre Rolland, Luis Léon Sanchez

Top 10 da Classificação da montanha em 2014:
1 Luis Leon Sanchez Gil (Spa) Caja Rural - Seguros RGA 58 pts
2 Alberto Contador Velasco (Spa) Tinkoff-Saxo 45
3 Alejandro Valverde Belmonte (Spa) Movistar Team 40
4 Przemyslaw Niemiec (Pol) Lampre-Merida 33
5 Christopher Froome (GBr) Team Sky 33
6 Luis Mas Bonet (Spa) Caja Rural - Seguros RGA 20
7 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 19
8 Joaquin Rodriguez Oliver (Spa) Team Katusha 19
9 Winner Anacona Gomez (Col) Lampre-Merida 18
10 Alessandro De Marchi (Ita) Cannondale 18

Classificação do combinado
A classificação do combinado é aquela que junta a classificação geral, mais a da montanha e a dos pontos. Esta classificação calcula-se da seguinte forma: se um ciclista vencer a geral (1 ponto), fizer segundo na montanha (2 pontos) e quinto nos pontos (5 pontos), tem no total 1+2+5=8 pontos. 
Quem obtiver menos pontos ganha.
Habitualmente os grandes candidatos a vencer esta classificação são os homens da geral, por essa razão os candidatos não diferem daqueles apresentados acima, na classificação geral.

Aqui ficam aqueles que achamos os principais candidatos a vencer esta classificação:
Alejandro Valverde
Chris Froome
Nairo Quintana
Fabio Aru
Vincenzo Nibali
Joaquim Rodriguez

Outros: Domenico Pozzovivo, Mikel Landa, Jurgen Van den Broeck, Andrew Talansky, Dan Martin, Daniel Moreno, Rafal Majka, Tejay Van Garderen

Top 10 da Classificação do combinado em 2014:
1 Alberto Contador Velasco (Spa) Tinkoff-Saxo 6 pts
2 Alejandro Valverde Belmonte (Spa) Movistar Team 8
3 Christopher Froome (GBr) Team Sky 11
4 Joaquin Rodriguez Oliver (Spa) Team Katusha 17
5 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 19
6 Ryder Hesjedal (Can) Garmin Sharp 48
7 Przemyslaw Niemiec (Pol) Lampre-Merida 49
8 Winner Anacona Gomez (Col) Lampre-Merida 62
9 Warren Barguil (Fra) Team Giant-Shimano 63
10 Samuel Sanchez (Spa) BMC Racing Team 64

Classificação por equipas
Astana
A equipa cazaque apresenta um autêntico elenco de luxo, com os dois líderes presentes, mais a nova 'estrela' basca, Mikel Landa.
O núcleo é parecido com o que esteve no Giro, onde a equipa este demolidora, apenas batida por Contador. A Astana promete estar muito forte em Espanha, veremos como será resolvida a questão da liderança. Aru está fresquinho e Nibali deve querer rectificar a desilusão que foi o Tour.

Movistar
É uma das equipas mais poderosas do mundo, provavelmente uma das melhores organizações de todos os tempos no ciclismo. Desde dos tempos da Reynolds e Banesto, foram muitas vitórias, o palmarés desta equipa é insano.
Mais uma vez a equipa apresenta-se na Vuelta com um elenco fortíssimo, baseado em dois líderes, Quintana e Valverde. Andrey Amador também estará presente, o ciclista costa-riquenho fez um grande Giro, ficando em 4º na geral, mas aqui irá ajudar os líderes na Vuelta.

Sky
A Sky apresenta uma equipa de luxo para apoiar Chris Froome. Geraint Thomas volta a ser o escudeiro principal de Froome. Mikel Nieve, Vasil Kiryienka e Sérgio Henao serão outros nomes importantes.
O principal e único objectivo da equipa é apoiar o seu líder e para isso a Sky não se poupou a esforços.  

BMC
Tejay Van Garderen apresenta-se na Vuelta depois da desilusão que foi o Tour, onde foi obrigado a abandonar.
A BMC como sempre apresenta um elenco de luxo, outra coisa não seria de esperar de uma das equipas com maior orçamento de todo o pelotão. Samuel Sanchez, Darwin Atapuma, Jempy Drucker e Alessandro De Marchi, são outros nomes que despertam a atenção.

Katusha
Rodriguez terá como principal apoio Daniel Moreno, esta dupla será aquela que a Katusha confiará para a geral e para a conquista de etapas. Com o caso de Giampaolo Caruso, Tiago Machado foi chamado para o substituir, o português tem aqui mais uma oportunidade de se mostrar numa grande volta, depois de ter estado um pouco apagado no Tour.
De resto a equipa não é tão forte quanto as outras quatro descritas acima, mas será das mais fortes das outras.

Classificação por equipas em 2014:
1 Team Katusha 244:19:36
2 Movistar Team 0:38:54
3 Tinkoff - Saxo 0:40:16
4 Cofidis, Solutions Crédits 0:52:33
5 Team SKY 1:06:31
6 Astana Pro Team 1:08:09
7 Garmin Sharp 1:17:06
8 BMC Racing Team 1:17:32
9 Belkin Pro Cycling Team 2:13:06
10 Lotto Belisol 2:54:48
11 Omega Pharma - Quick-Step 2:56:11
12 MTN - Qhubeka 2:56:27
13 Lampre - Merida 2:57:17
14 Caja Rural - Seguros RGA 3:06:42
15 Team Europcar 3:12:29
16 Team Giant - Shimano 3:56:33
17 Cannondale Pro Cycling 4:29:08
18 Orica GreenEdge 5:21:19
19 Trek Factory Racing 5:58:46
20 AG2R La Mondiale 6:15:30
21 FDJ.fr 7:02:19
22 IAM Cycling 8:51:27

Portugueses
Nélson Oliveira
Será um homem importante para ajudar o líder da equipa nesta Vuelta, que será Rúben Plaza. Mas tem demonstrado estar em boa forma, foi 12º na Clasica de San Sebastian e certamente terá alguma liberdade para tentar vitória de etapas.
O contrarrelógio também se adequa às suas características, espera-se um bom resultado nesse dia.

André Cardoso
Terá mais uma vez o papel de apoiar os líderes na montanha, o que não lhe impede de tentar fazer alguma 'gracinha' numa qualquer etapa.
Daniel Martin e Andrew Talansky podem esperar de André Cardoso o habitual, é um dos elementos da equipa mais fiável.

Sérgio Paulinho
Não esteve no Tour, mas andou pelo Giro no apoio a Contador. Desta vez terá de apoiar Majka, será um dos elementos mais experiente da equipa da Tinkoff-Saxo o que faz dele um dos homens mais importantes na equipa.
Tal como os outros, se tiver oportunidade, lá tentará uma etapa.

José Gonçalves
Depois da grande Volta a Portugal, o barcelense parte para a Vuelta com algumas expectativas. O seu papel será apoiar David Arroyo e Pello Bilbao.
Devido às suas características o seu trabalho será mais de protecção nas etapas planas ou com 'muros', do que na montanha.

Ricardo Vilela
Tal como José Gonçalves, terá de trabalhar para Arroyo e Bilbao. Mas Vilela tem outras características e deverá ser importante na montanha.
Aproveitar fugas para tentar algo numa etapa, também não é de excluir, Ricardo Vilela é um excelente corredor. A Caja Rural certamente quererá mostrar-se na prova do seu país e o previsível é todos os dias homens da Caja Rural estarem presentes nas fugas e Vilela será um homem a ter em conta.

Tiago Machado
Não era para estar presente, mas com o 'problema' de Giampaolo Caruso, Tiago Machado foi chamado para o substituir.
De Tiago Machado espera-se que apoie Joaquim Rodriguez e também que entre em alguma fuga para fazer uma gracinha numa etapa. 
Dos portugueses que estarão na Vuelta é talvez o elemento que poderá fazer uma posição melhor na geral.

Dados Gerais
22 de agosto a 13 de setembro

Etapas Edição 2015
Etapa 1-sábado 22 de agosto: Puerto Banús- Marbella (CRE)- 7,4 km (albero)
Etapa 2-domingo 23 de agosto: Alhaurín de la Torre- Mesas de Villaverde (Media montanha)-165 km
Etapa 3- 2ª feira 24 de agosto: Mijas-Málaga Plana)-164,6 km
Etapa 4- 3ª feira 25 de agosto: Estepona- Vejer de la Frontera (Media Montanha)- 203 km
Etapa 5- 4ª feira 26 de agosto: Rota-Alcalá de Guadaira (Plana)-182 km
Etapa 6- 5ª feira 27 de agosto: Córdoba- Cazorla (Media Montanha)-204 km
Etapa 7- 6ª feira 28 de agosto: Jódar- Capileira (Montanha)-188,3 km
Etapa 8- sábado 29 de agosto: La Puebla de Don Fadrique- Murcia (Media montanha)-188,6 km
Etapa 9- domingo 30 de agosto: Torrevieja Cumbres del Sol (Media montanha)- 168,3 km
Etapa 10- 2ª feira 31 de agosto:Valencia-Castellón (Media montanha)- 152 km
3ª feira 1 de setembro: Dia de descanso
Etapa 11- 4ª feira 2 de setembro: Andorra- Els Cortals d´Encamp (Montanha)-138 km
Etapa 12- 5ª feira 3 de setembro: Andorra-Lleida (Plana)- 172,5 km
Etapa 13- 6ª feira 4 de setembro: Calatayud-Tarazona (Plana)- 168 km
Etapa 14- sábado 5 de setembro: Vitoria- Fuente del Chivo (Montanha)-213 km
Etapa 15- domingo 6 de setembro: Comillas- Sortres (Montanha)-175 km
Etapa 16- 2ª feira 7 de setembro: Luarca- Ermita del Alba (Montanha)-184 km
3ª feira 8 de setembro: Dia de descanso
Etapa 17- 4ª feira 9 de setembro: CRI Burgos (Plana)-39 km
Etapa 18- 5ª feira 10 de setembro: Roa de Duero- Riaza (Media montanha)-204 km
Etapa 19- 6ª feira 11 de setembro: Medina del Campo- Ávila (Media montanha)- 185 km
Etapa 20-Sábado 12 de setembro: San Lorenzo de El Escorial- Cercedilla (Montanha)- 181 km
Etapa 21- Domingo 13 de setembro: Alcalá de Henares- Madrid (Plana)- 93,7 km

Distância total =3374,4 kms
6 etapa planas
13 etapas de média e alta montanha
1 contrarrelógio colectivo (7,4 Kms)
1 contrarrelógio individual (39 Kms)
44 subidas categorizadas (2 de categoria especial, 15 de primeira, 10 de segunda e 17 de terceira)

Um pouco de história em números:
Vitórias à geral:
1. Tony Rominger 3
1. Roberto Heras 3
1. Alberto Contador 3

Vitórias da camisola da montanha:
1. José-Luis Laguia 5
2. Jose Maria Jiménez 4
2. David Moncoutie 4

Vitórias da camisola dos pontos:
1. Sean Kelly 4
1. Laurent Jalabert 4
2. Erik Zabel 3

Mais dias de camisola amarela:
1. Alex Zulle, SUI 45 dias
2. Roberto Heras, ESP 34
3. Gustave Deloor, BEL 32
3. Delio Rodriguez, ESP 32
5. Tony Rominger, SUI 31
6. Julian Berrendero, ESP 29
6. Domingo Perurena, ESP 29
8. Alberto Contador, ESP 26
9. Manuel Costa, ESP 23
9. Abraham Olano, ESP 23

Vitórias de etapas:
1 Delio Rodriguez 39
2. Laurent Jalabert, FRA 18
2. Rik Van Looy, BEL 18
4. Sean Kelly, IRL 15
5. Mr. Kartens, NED 13
5. Freddy Maertens, BEL 13
7. Tony Rominger, SUI 12
8. Domingo Perurena, ESP 11
8. Julian Berrendero, ESP 11
8. Augustin Tamames, ESP 11


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário