Entrevista a Nuno Bico

Nuno Bico, campeão nacional sub-23 (na imagem)
Antes de mais, queremos dar-te os parabéns pela vitória no Campeonato Nacional de fundo na categoria de sub-23.

- Qual foi a sensação de te sagrares campeão nacional?
É uma corrida que qualquer ciclista gostaria imenso de vencer, pelo facto de ter direito de andar um ano com a bandeira ao peito, e eu não sou excepção. Foi uma explosão de felicidade.

- Vamos recuar um pouco no tempo. Como é que te iniciaste no ciclismo? E com que idade?
Tinha 14 anos, comecei a dar uns passeios aos domingos de manhã com o meu pai e o grupo dele.

- Quando te iniciaste no ciclismo imaginavas tornares-te profissional e com apenas 19 anos participares na maior prova do ciclismo português, a Volta a Portugal?
Não imaginava chegar tão cedo a isto tudo. Sonhava com tal e trabalhei imenso. Felizmente correu tudo bem!

- Para se chegar a ciclista profissional é necessário muita dedicação. Quantas horas costumas treinar por semana?
A média semanal de horas de treino ronda as 21/22h. Mas não é só nos treinos que temos que fazer sacrifícios. Esta modalidade não é para todos!

- E em relação à alimentação. Como é a alimentação de um ciclista profissional?
Tento levar esse ponto muito a sério. Somos o que comemos, e num desporto em que tantas vezes vamos ao limite, as pequenas coisas contam imenso. Tenho especial atenção por comer o mais saudável possível, saladas, fruta, carnes brancas... embora tal como todas as pessoas tenho os meus ataques de gula, e aí não dispenso um geladinho! Hmmm...

- Quais os teus planos planos para o futuro? Imaginas-te a “voar” para o ciclismo internacional?
É o meu sonho... mas entre a imaginação e a realidade, ainda é um grande salto.

- Como vês o ciclismo em Portugal neste momento?
Não são tempos nada fáceis. Atravessamos uma profunda crise e ao ser um desporto que vive de patrocinadores isso sente-se muito.

- Apesar da tua curta carreira, qual foi, até hoje, o momento que mais te marcou pela positiva? E pela negativa?
Pela positiva, sem dúvida a vitória colectiva na Route du Sud. Para 'uma cambada' de miúdos, vencer no meio de tantas estrelas foi uma conquista.
Não me recordo de nada negativo que me tenha marcado...

- Qual é a tua prova de ciclismo favorita?
A Volta a França, sem dúvida.

- Quais são os obectivos para a Volta a Portugal deste ano?
Não tenho quaisquer objectivos pessoais. Os interesses da equipa passam pela conquista da camisola amarela com o Rui e quero estar presente para ajudar em tudo o que for preciso.

- Sabemos que ainda és novo e esperamos que andes pelo ciclismo durante muitos anos e sempre ao melhor nível. Mas, o que pensas fazer quando terminares a tua carreira como ciclista?
Gosto de viver um dia de cada vez... Neste momento sou ciclista e pretendo desempenhar o meu papel da melhor maneira possível.

Muito obrigado Nuno pela disponibilidade. Desejamos-te a maior das sortes, quer para a Volta a Portugal, quer para a tua carreira. 

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário