10 jovens promessas para acompanhar em 2015

A temporada está prestes a começar, e é o momento ideal de olharmos para alguns dos jovens que poderão brilhar em 2015.

10. Magnus Cort-Nielsen (Dinamarca, 21 anos) - Orica GreenEdge
O jovem Dinamarquês brilhou em 2014 na equipa Cult Energy. Foram 11 vitórias na temporada transacta, acabando a temporada no quarto lugar da UCI Europe Tour.
É um corredor muito rápido em chegadas onde há uma selecção ao longo da etapa. Consegue passar a média montanha com alguma facilidade, é um dos jovens a seguir em 2015.

9. Campbell Flakemore (Austrália, 22 anos) - BMC
É campeão mundial de contra-relógio sub-23. É mais um produto da escola Australiana, que nos tem dado excelentes ciclistas.
Flakemore irá correr numa equipa cheia de extraordinários ciclistas, onde poderá aprender muito com eles. O Australiano é sobretudo um especialista no contra-relógio e é aí que deverá começar a brilhar.

8. Miguel Ángel López (Colômbia, 20 anos) - Astana
O jovem Colombiano foi o grande vencedor do último Tour de L'Avenir. É só mais um Colombiano que chega à Europa com grandes expectativas e justificadas, face ao que fez em 2014 na América do Sul e sobretudo o que mostrou no barómetro que é o Tour de L'Avenir.
Como bom Colombiano, a grande virtude de López é quando a estrada começa a empinar, será aí que ele pode brilhar.

7. Tom Van Asbroeck (Bélgica, 24 anos) - LottoNL-Jumbo
Tom Van Asbroeck, já não é uma grande surpresa, a temporada de 2014 correu de feição ao Belga, que obteve excelentes resultados, os mais marcantes foram a vitória de etapa na Valónia e a conquista da camisola de montanha na Andaluzia.
Apesar disso, 2015 poderá ser o ano em que o Belga irá explodir definitivamente.

6. Dylan Teuns (Bélgica, 22 anos) - BMC
Teuns é um dos meninos bonitos do ciclismo Belga, uma das grandes esperanças para o futuro e os resultados alcançados até agora nas categorias mais jovens, animam. Agora Teuns terá de confirmar o que a Bélgica espera dele.
É um ciclista incrivelmente completo, forte nas clássicas como Liége ou Lombardia, mas também nas de pavé. Também é forte em provas por etapas de 1 a 2 semanas, sendo bom na média montanha.
Tem tudo para marcar a próxima década no ciclismo Belga e mundial.

5. Caleb Ewan (Austrália, 20 anos) - Orica GreenEdge
Caleb Ewan é uma estrela na Austrália, com apenas 20 anos. É um sprinter puro, mas que passa bem a média montanha, ao bom estilo de Sagan ou Degenkolb.
Em 2014 estreou-se com a Orica no World Tour, em Beijing. É um dos ciclistas nesta lista com maior pressão mediática, a expectativa em cima dele é gigantesca.

4. Tiesj Benoot (Bélgica, 20 anos) - Lotto-Soudal
Benoot tem apenas 20 anos e um potencial tremendo. Entre ele e Teuns, provavelmente teremos aqui um dos duelos da próxima década e a Bélgica terá neles e em Wellens (já é uma certeza) os seus grandes ciclistas.
Benoot correu como estagiário na segunda parte da época pela Lotto-Belisol e demonstrou que já está à altura do World Tour, brilhou na Volta à Dinamarca, Binche-Chimay-Binche e no Paris-Tours. 

3. Julian Alaphilippe (França, 22 anos) - Ettix-Quick Step
O Francês em 2014, já deu sinais do potencial que a Ettix-Quick Step tem nas suas mãos. Boas aparições na Catalunha, Ride London Classic, Tour de l’AinGP Plouay.
Alaphilippe é um ciclista bastante similar a Kwiatkowski, excelente em clássicas difíceis e com um futuro brilhante pela frente.

2. Simon Yates (Grã-Bretanha, 22 anos) - Orica GreenEdge
O que dizer de Simon Yates? Ele e o seu irmão Adam, são as grandes promessas do ciclismo Britânico. Simon sempre foi visto como o melhor e mais talentoso ciclista dos dois.
Simon em 2014, mostrou algum do seu talento, venceu uma etapa na Eslovénia e a classificação da montanha em Alberta. Participou pela primeira vez no Tour, onde abandonou na 16ª etapa da prova.
Apesar de ser a grande esperança Britânica, curiosamente, não está na estrutura da Sky, mas sim na Australiana Orica, que no futuro poderá ter aqui um ciclista capaz de estar entre os primeiros nas grandes voltas.

1. Davide Formolo (Itália, 22 anos) - Cannondale-Garmin

Davide Formolo
Sem grande surpresa, Davide Formolo é o número 1 desta lista. O jovem Italiano é o próximo grande ciclista Transalpino. Se no ano passado a Itália apresentou Fabio Aru, este ano é a vez de Davide Formolo.
O jovem Italiano no ano passado já deu mostras do seu enorme talento, por exemplo, nos campeonatos Italianos, onde Vincenzo Nibali apenas o conseguiu bater nos últimos metros. Na Turquia foi quarto e na Suiça acabou num impressionante sétimo posto.
O seu novo director desportivo, Johnathan Vaughters, nestes últimos dias, afirmou que Formolo está destinado a vencer o Giro um dia.
Formolo é sobretudo um trepador, não será muito arriscado dizer que o Italiano estará na luta das grandes voltas no futuro.

Menções honrosas: 
Stefan Küng (Suiça, 21 anos) - BMC
Adam Yates (Grã-Bretanha, 22 anos) - Orica GreenEdge
Emanuel Buchmann (Alemanha, 22 anos) - Team Bora-Argon18
Edoardo Zardini (Itália, 25 anos) - Bardiani-CSF
Sondre Holst Enger (Noruega, 21 anos) - IAM
Louis Vervaeke (Bélgica, 21 anos) - Lotto-Soudal


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário