Volta a Portugal em bicicleta regressa ao Nordeste Transmontano

A Volta a Portugal (na imagem)

O percurso da 77ª edição só será conhecido na apresentação oficial, reservada para maio ou junho, sendo certo, segundo o diretor, o local de partida, que é Viseu, e de chegada, Lisboa, com Bragança no itinerário na primeira semana e a possibilidade de os ciclistas poderem passar por outros concelhos da região e "de forma quase inédita fazer com que 30 por cento das etapas da volta" se concentrem no Nordeste Transmontano.

A perspetiva foi deixada numa conferência de imprensa, em Bragança, que foi o primeiro evento público de divulgação da Volta, que contou com a presença de Joaquim Gomes, do presidente da Associação de Ciclismo de Bragança, e representante da federação portuguesa da modalidade, Nuno Santos, e do presidente da Câmara, Hernâni Dias.
O município vai investir 50 mil euros neste regresso da prova, como adiantou o autarca, para quem este evento "é algo que marcará positivamente a cidade e a região".
"Será um bom contributo para a promoção do nosso território e desenvolvimento económico e turístico, se pensarmos na logística ligada a este evento", defendeu.
Nuno Santos não tem dúvidas de que esta presença da maior prova do ciclismo nacional "tem implicações na captação de novos valores" e realçou que esta região "tem das melhores condições para a prática da modalidade".
O acordo celebrado entre a autarquia local e a organização garantirá a passagem da prova por Bragança nos próximos anos.
O diretor da Volta lembrou que, por imposição internacional, o formato inicial da prova foi alterado, com uma redução para quase metade da duração, onze dias, o que obrigou a que "regiões tenham ficado irremediavelmente prejudicadas" nos últimos anos.
A organização garante que tem feito um esforço para incluir, ainda que alternadamente, outros municípios no itinerário, que tem já pontos "âncora" e locais com peso desportivos obrigatórios como a Senhora da Graça ou a Serra da Estrela.
Joaquim Gomes destacou ainda a visibilidade que o evento dá às regiões por onde passa "com mais de dois milhões de pessoas" a acompanharem os ciclistas ao longo da estrada durante os onze dias de prova.

Também pode interessar:

jdragon cycling team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário