Análise da Orica-GreenEDGE 2014

Orica-GreenEDGE é uma equipa profissional de ciclismo estrada australiana. 

Logótipo da equipa Orica-GreenEDGE (na imagem)

Compete na UCI World Tour sob a gestão de Andrew Ryan e Shayne Bannan com Neil Stephens e Matt White como directores. Dezassete dos trinta ciclistas da Orica-GreenEDGE são australianos. 
O ano de 2014 trouxe várias vitórias á equipa. Com a grande aposta desta equipa em ciclistas australianos não é de surpreender que tenham arrecadado nesta temporada os dois títulos de campeão australiano, sendo Michael Hepburn campeão nacional de contrarrelógio e Simon Gerrans campeão nacional de estrada.

Mas não foi só na Austrália que a equipa triunfou a nível das competições nacionais,Daryl Impey obteve também a vitória no contrarrelógio da África do Sul sendo agora o detentor do titulo sul africano, e noutro continente, a América, triunfaram a dobrar mas pelo mesmo ciclista, sendo Svein Tuft campeão canadiano de contrarrelógio e de estrada.
O ano começa de excelente forma para a equipa, vence a classificação geral do Tour Down Under que decorre na Austrália logo no inicio da época por intermédio de Simon Gerrans, e junta a vitória na primeira etapa. 
Simon Clarke dá nova vitória na classificação geral à equipa no Herald Sun Tour, e vence também a segunda etapa.

Simon Clarke no pódio do Herald Sun Tour

No Tour of Qatar, Michael Hepburn dá nova vitória á equipa, mas desta vez só de etapa, ao vencer a terceira etapa da prova. 
Na prova Oceania Road Race Championships, Luke Durbridge vence e dá nova vitória á equipa no seu terreno, pois como o nome indica a mesma decorre na Oceania, que é um importante território para a equipa devido ao seu patrocinador.
Chega a vez de Matthews começar a vencer, ao triunfar na Vuelta a La Rioja, e de seguida vence a terceira etapa do Tour of the Basque Country.
Numa das grandes clássicas da Primavera vem um grande resultado para a equipa, novamente por Gerrans, que vence um dos cinco grandes monumentos do ciclismo, a Liège-Bastogne–Liège.


Gerrans triunfa na Liège-Bastogne-Liège


Vem então nova prova para a equipa, o Tour de Romandie, onde Michael Albasini brilha ao vencer três etapas, a primeira, a segunda e a quarta. Na Turquia, mais propriamente no Tour of Turkey, Adam Yates vence a classificação geral e a etapa número seis.
Chega a altura do primeiro GT da temporada, e a equipa entra logo a vencer na primeira etapa, um contrarrelógio por equipas. Matthews ainda dá outra vitória á equipa na etapa número seis e Pete Weening faz o tri para a equipa na prova ao vencer a etapa nove.
Entretanto no Tour of California, Esteban Chaves vence a etapa seis e inscreve desta forma o seu nome como um dos ciclistas vencedores na temporada da sua equipa. Na prova Bayern-Rundfahrt é Daryl Impey, que vence a terceira etapa mantendo a equipa na senda de vitórias.No Tour de Suisse, prova que foi ganha pelo nosso Rui, Cameron Meyer trinfou na segunda etapa e Esteban Chaves na etapa oito. Resultados insuficientes para destronar o Rui do primeiro lugar da geral e impedir que alcançasse nova vitória na geral da prova.

No Tour of Slovenia o jovem Michael Matthews continuou a demonstrar que é um grande sprinter, e venceu a primeira etapa da prova.
Em Itália, no GP Industria & Artigianato o britânico Adam Yates alcançou o triunfo na corrida. 



 Adam Yates no GP Industria & Artigianato

No final de Julho, no Giro della Toscana, Pieter Weening venceu a prova, enquanto o seu colega de equipa Adam Yates alcançou o quinto lugar.
Chega então a altura do último GT da temporada, a Vuelta, e nova vitória de Matthews, desta feita na terceira etapa da prova. Ainda nesta prova o jovem ciclista chegou a ter em sua posse a camisola vermelha símbolo de liderança na classificação geral da prova.
Já na parte final da época a equipa ainda vence a classificação geral do Tour of Alberta, por intermédio de Daryl Impey, juntando a vitória na etapa cinco. A última vitória da equipa na temporada foi obtida por Michael Albasini em solo italiano, na prova de um dia Tre Valli Varesine.


Também pode interessar:

jdragon cycling team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário