Iljo Keisse (Deceuninck-QuickStep) expulso da Vuelta a San Juan

Comunicado da organização da Vuelta a San Juan

Os organizadores da Vuelta a San Juan, El Pedal Club Olimpia, decidiram expulsar Iljo Keisse (Deceuninck-QuickStep) da prova por "comportamento que prejudicou a reputação e a honra da Vuelta a San Juan, da UCI e do ciclismo em geral".

Ontem falamos do sucedido (podem ler a notícia completa AQUI) mas, muito resumidamente,Iljo Keisse foi acusado de assédio sexual depois de uma mulher ter pedido para tirar uma foto com ele e alguns colegas de equipa. Nessa foto, Keisse aparece a simular o acto sexual por trás da mulher.
O ciclista apresentou um pedido de desculpas que se pode ler nos seus perfis nas redes sociais (ver imagem abaixo).


Keisse ainda alinhou na 3ª etapa da prova, um contra-relógio individual que foi ganho pelo seu colega de equipa, Julian Alaphilippe, tendo completado o mesmo na 29ª posição. Depois de regressado ao hotel, a organização da prova divulgou um comunicado onde davam a conhecer a sua expulsão.

Iljo Keisse foi também presente a um juíz, após a ofendida ter apresentado queixa na polícia. O ciclista foi multado em 3000 pesos (cerca de 70€).

Unknown

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário