Volta à Turquia (2.WT) - Antevisão


A Volta à Turquia nasceu em 1963, mas foi a partir de 2008 que a prova começou a crescer exponencialmente até chegar ao World Tour este ano.
A prova habitualmente disputava-se na primavera, com a passagem para a categoria máxima, passou para o final da temporada sendo este ano a antepenúltima competição do World Tour.
A edição de 2016 foi ganha por José Gonçalves, o único luso a conquistá-la.

História

últimos 10 vencedores
2008 David García Dapena (ESP) Karpin-Galicia
2009 Daryl Impey (RSA) Barloworld
2010 Giovanni Visconti (ITA) ISD-NERI
2011 Alexander Efimkin (RUS) Team Type 1-Sanofi Aventis
2012 Alexsandr Dyachenko (KAZ) Astana
2013 Natnael Berhane (ERI) Team Europcar
2014 Adam Yates (GBR) Orica-GreenEDGE
2015 Kristijan Durasek (Cro) Lampre-Merida 
2016 José Gonçalves (Por) Caja Rural-Seguros RGA
2017 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates

Edição 2017
1 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates 26:32:13    
2 Jesper Hansen (Den) Astana Pro Team 0:00:12    
3 Fausto Masnada (Ita) Androni - Sidermec - Bottecchia 0:00:24    
4 Daniel Felipe Martinez Poveda (Col) Wilier Triestina - Selle Italia 0:00:29    
5 Ildar Arslanov (Rus) Gazprom - Rusvelo 0:00:30    
6 Yonder Godoy (Ven) Wilier Triestina - Selle Italia         
7 Francesco Gavazzi (Ita) Androni - Sidermec - Bottecchia 0:00:38    
8 Przemyslaw Niemiec (Pol) UAE Team Emirates 0:00:47    
9 Andrey Zeits (Kaz) Astana Pro Team 0:00:50    
10 Jarlinson Pantano Gomez (Col) Trek - Segafredo 0:01:03

Percurso

9/10 Etapa 1 - Konya › Konya (149.7 Km)
 10/10 Etapa 2 - Alanya › Antalya (154.1 Km)
 11/10 Etapa 3 - Fethiye › Marmaris (137 Km)
 12/10 Etapa 4 - Marmaris › Selcuk (206.7 Km)
 13/10 Etapa 5 - Selcuk › Manisa (136.5 Km)
 14/10 Etapa 6 - Bursa › Istanbul (166 Km)
Total: 950 Km

O percurso não é duro, com quatro etapas para os velocistas e duas para puncheurs e trepadores. No entanto as etapas planas podem ter uma ratoeira, o vento, que fez estragos nas edições anteriores.
A terceira etapa não tem chegada em alto, mas é seletiva e não deve teruma chegada em pelotão conpacto. Mas a etapa rainha desta edição é a chegada a Selcuk (4ª etapa), em alto, são 5,6 Km a 7,3% de inclinação média que farão a seleção dos homens que lutarão pela geral.

Perfis
9/10 Etapa 1 - Konya › Konya (149.7 Km)


Apesar de ser uma etapa com alguma dureza, as dificuldades são longe da meta. Dia para sprint.

 10/10 Etapa 2 - Alanya › Antalya (154.1 Km)


Sprint em pelotão compacto, mas atenção ao vento.

 11/10 Etapa 3 - Fethiye › Marmaris (137 Km)


Últimos 32 Km
Dia com um final ideal para um ataque nos últimos 20 Km da etapa ou para uma fuga ter sucesso.

 12/10 Etapa 4 - Marmaris › Selcuk (206.7 Km)


subida final
Etapa rainha da prova, com bastante montanha ao longo do dia. Mas é a subida final que fará diferenças importantes. São 5,6 Km a 7,3%, os últimos 3 Km são os mais duros, sempre acima dos 8%.

 13/10 Etapa 5 - Selcuk › Manisa (136.5 Km)


Dia para sprinters.

 14/10 Etapa 6 - Bursa › Istanbul (166 Km)


Dia com constante sobe e desce, mas sem montanha particularmente dura. Apostamos num sprint em pelotão compacto em Istambul.

Startlist


Favoritos

Sprinters
⭐⭐⭐ John Degenkolb, Fernando Gaviria
⭐⭐ Jempy Drucker, Simone Consonni, Sam Bennett
⭐ Edward Theuns, Maximiliano Richeze

Geral
⭐⭐⭐⭐⭐ Diego Ulissi
⭐⭐⭐⭐ Amaro Antunes, Alexey Lutsenko
⭐⭐⭐ Nathan Haas, Sergio Pardilla, Mark Padun
⭐⭐ Jetse Bol, Kristijan Durasek, Brent Bookwalter, Fabio Felline, Patrick Bevin
⭐ Fernando Barcelo, Ricardo Vilela, Delio Fernandez, Jay McCarthy, Ruben Guerreiro


A nossa aposta: Diego Ulissi
Vencedor da edição do ano passado, volta a ser um dos favoritos este ano. O percurso não demasiado duro para ele, a subida final na 4ª etapa é relativamente curta o que o beneficia, já que o grande problema para Ulissi são as subidas mais longas.
A sua forma não tem sido brilhante, mas a concorrência na Turquia não é de primeiro plano.

Outsider: Amaro Antunes
A primeira temporada fora de Portugal foi um pouco dificil, muito por culpa das lesões. A qualidade dele é indiscutível e a chegada Selcuk é perfeita para si, com pendentes que lhe assentam bem e lhe vão fazer lembrar o Malhão. 
Acreditamos que o Algarvio possa fazer uma grande prova.

Seguir em directo: Eurosport, @tourofturkeyTUR#TUR2018



Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário