Chris Froome acusa positivo num controlo anti-doping

Foto: Getty Images Sport
A UCI revelou que um controlo anti-doping de Chris Froome, realizado a 7 de Setembro, durante a Vuelta, acusou positivo para a substância Salbutamol. Froome e a equipa foram notificados a 20 de Setembro.

Tanto a amostra 'A' como a 'B' revelaram o dobro da dose permitida de Salbutamol (um medicamento para a asma). O limite para Salbutamol é de 1000ng/ml, mas a amostra de Froome continha 2000ng/ml.

No comunicado, a UCI afirmou que "a presença de uma substância especifica como Salbutamol numa amostra não resulta na imposição da suspensão provisória obrigatória do ciclista".

Chris Froome já reagiu à notícia e lembra que é do conhecimento publico que sofre de asma desde criança. O ciclista explica que durante a prova piorou e que procurou conselhos com o médico da equipa.
"A minha asma ficou pior durante a Vuelta, então segui o conselho do médico da equipa para aumentar minha dose de Salbutamol. Como sempre, tive o maior cuidado para garantir que não usei mais do que a dose permitida".

David Brailsford, director da equipa, explicou que cooperará com a UCI para estabelecer a causa do positivo de Froome.
"Existem questões médicas e fisiológicas complexas que afetam o metabolismo e a excreção de Salbutamol. Estamos empenhados em estabelecer os fatos e entender exatamente o que aconteceu nesta ocasião".

Fonte: http://www.cyclingnews.com/

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário