Volta à Suíça (2.WT) - Antevisão


A Volta à Suíça  foi criada em 1933 sendo uma das provas de etapas mais emblemáticas e importantes depois das grandes volta.
Juntamente com o Dauphiné, é a principal prova de preparação para a maior prova de ciclismo do mundo, a Volta à França.
O italiano Pasquale Fornara ostenta o recorde de triunfos na prova, com quatro, seguido dos suíços Hugo Koblet e Ferdi Kubler. O nosso Rui Costa detém três vitórias, obtidas consecutivamente, entre 2012 e 2014.

História
últimos 10 vencedores
2007 Vladimir Karpets (RUS) Caisse d'Epargne
2008 Roman Kreuziger (CZE) Liquigas
2009 Fabian Cancellara (SUI) Team Saxo Bank
2010 Fränk Schleck (LUX) Team Saxo Bank
2011 Levi Leipheimer (USA) Team RadioShack
2012 Rui Costa (POR) Movistar Team
2013 Rui Costa (POR) Movistar Team
2014 Rui Costa (POR) Lampre–Merida
2015 Simon Špilak (SLO) Team Katusha
2016 Miguel Angel Lopez (COL) Astana Pro Team

Edição 2016 (Top-10)
1 Miguel Angel Lopez (Col) Astana Pro Team 30:55:58   
2 Jon Izaguirre (Spa) Movistar Team 0:00:12   
3 Warren Barguil (Fra) Team Giant-Alpecin 0:00:18   
4 Jarlinson Pantano (Col) IAM Cycling 0:00:42   
5 Andrew Talansky (USA) Cannondale Pro Cycling 0:01:04   
6 Tejay Van Garderen (USA) BMC Racing Team 0:01:26   
7 Rui Costa (Por) Lampre - Merida 0:02:09   
8 Wilco Kelderman (Ned) Team LottoNl-Jumbo 0:02:38   
9 Simon Spilak (Slo) Team Katusha 0:02:48   
10 Sergei Chernetski (Rus) Team Katusha 0:05:08

Percurso
10 Junho: Prólogo - Cham › Cham (6 Kms)
11 Junho: Etapa 2 - Cham › Cham (172,7 Kms)
12 Junho: Etapa 3 - MenziKmsen › Bern (159,3 Kms)
13 Junho: Etapa 4 - Bern › Villars-sur-Ollon (143,2 Kms)
14 Junho: Etapa 5 - Bex › Cevio (222 Kms)
15 Junho: Etapa 6 - Locarno › La Punt (166,7 Kms)
16 Junho: Etapa 7 - Zernez › Sölden (166,3 Kms)
17 Junho: Etapa 8 - Schaffhausen › Schaffhausen (100 Kms)
18 Junho: Etapa 9 (CRI) - Schaffhausen › Schaffhausen (28,6 Kms)
Total: 1164,8 Kms 

Percurso muito duro, como é habitual. Os printers terão as suas oportunidades nas 1ª, e 7ª etapas. As oportunidades para os puncheurs serão  bastantes, os trepadores terão muita montanha para se 'entreterem' e os contrarrelogistas terão o prólogo e a última etapa para mostrarem as credenciais.

Perfis
10 Junho: Prólogo - Cham › Cham (6 Kms)

** Fabio Felline, Rohan Dennis
* Tom Dumoulin, Jonathan Castroviejo, Matthias Brandle, Michael Matthews

Já é uma tradição, o percurso é curto, rápido e praticamente plano. Os especialistas em contrarrelógio e o ciclistas capazes potentes, por exemplo, os sprinters, deverão lutar entre pela vitória.

11 Junho: Etapa 2 - Cham › Cham (172,7 Kms)

A 1ª etapa parte de Cham e passa pelos cantões de Argóvia e Lucerna, num circuito com a principal dificuldade a ser a subida para Horben. Serão quatro voltas.

** Michael Matthews, Peter Sagan
* Greg Van Avermaet, Magnus Cort Nielsen, Michael Albasini

12 Junho: Etapa 3 - MenziKmsen › Bern (159,3 Kms)

Etapa com constante sobe e desce, ideal para a formação de uma fuga vencedora. No entanto a chegada a Berna, não é tão fácil quanto parece e caso a fuga seja anulada, os últimos metros são em subida, o que pode limitar alguns dos sprinters.

** FUGA, Greg Van Avermaet, Peter Sagan
* Michael Matthews, Philippe Gilbert, Fabio Felline, Michael Abasini

13 Junho: Etapa 4 - Bern › Villars-sur-Ollon (143,2 Kms)

Os primeiros 100 quilómetros serão completamente planos, como inicio na Münsterplatz em Berna e vai em direção a Oeste.
Os últimos 40 quilómetros serão duros, com o Col des Mosses (13.8 Km a 3.9%) e para finalizar, a subida a Villars sur Ollon (10 Km a 7,8%).

** Carlos Betancur, Jarlinson Pantano
* Rui Costa, Domenico Pozzovivo, Tom Dumoulin, Miguel Angel Lopez, Simon Spilak

14 Junho: Etapa 5 - Bex › Cevio (222 Kms)

É a etapa mais longa da prova, com os seus 222 quilómetros. É também uma etapa, que na nossa opinião, está mal desenhada, com a grande dificuldade do dia, subida a Simplonstrasse (20.5 Km a 6.4%), uma das mais complicadas da prova, a situar-se a 100 quilómetros da meta.
Apostamos na formação de uma fuga no Simplonstrasse, que terá sucesso.

** FUGA, Michael Matthews, Peter Sagan
* Greg Van Avermaet, Michael Albasini, Fabio Felline

15 Junho: Etapa 6 - Locarno › La Punt (166,7 Kms)

No menu da 6ª etapa estão duas subidas, muito duras, a primeira começa perto dos 40 quilómetros de prova, San Bernardino (29.8 Km a 5.2%).
A última subida está perto da meta, é o Albulapass (17 Km a 6.8%), depois até à chegada, há uma descida vertiginosa até La Punt.

** Carlos Betancur, Domenico Pozzovivo
* Rui Costa, Jarlinson Pantano, Tom Dumoulin, Miguel Angel Lopez, Simon Spilak, Ion Izagirre

16 Junho: Etapa 7 - Zernez › Sölden (166,3 Kms)

Etapa completamente plana até à subida final, o temível Tiefenbachferner (14,2 Km a 9,4%), a ascensão mais dura de toda a prova. Esperam-se diferenças importantes entre os favoritos.

** Tom Dumoulin, Domenico Pozzovivo
* Carlos Betancur, Jarlinson Pantano, Ion Izagirre, Simon Spilak, Miguel Angel Lopez

17 Junho: Etapa 8 - Schaffhausen › Schaffhausen (100 Kms)

Etapa muito curta, são apenas 100 quilómetros, num circuito de 12,5 quilómetros em Schaffhausen. Serão 8 voltas, a subida de Herblingen é a única dificuldade do dia, no entanto não deve fazer muita mossa no pelotão.

** Michael Matthews, Peter Sagan
* Greg Van Avermaet, Magnus Cort Nielsen, Michael Albasini

18 Junho: Etapa 9 (CRI) - Schaffhausen › Schaffhausen (28,6 Kms)

Tornou-se habitual que a prova termine com um contrarrelógio e este ano não é diferente. Serão perto de 30 quilómetros, num percurso que não é plano, com uma pequena ascensão perto da meta, são cerca de 2,8 quilómetros a 5,6%. 

** Tom Dumoulin, Ion Izagirre, Rohan Dennis
* Jonathan Castroviejo, Matthias Brandle, Fabio Felline

Startlist
Aqui


Favoritos

Na nossa opinião, Ion Izagirre tem uma grande oportunidade de vencer uma prova importante. Alguns dos principais adversários estão desgastados do Giro e com quase 30 quilómetros no final, o basco é um dos principais favoritos.

O vencedor do Giro, Tom Dumoulin,em condições normais seria considerado o grande favorito, mas o desgaste enorme do Giro, deverá afetar o desempenho. Apesar disso, é um dos fortes candidatos.

Rohan Dennis, chegava ao Giro com grandes ambições, mas cedo teve de abandonar. Chega à Suiça como um dos favoritos, apesar da dureza da prova, o contrarrelógio final pode fazer a diferença a seu favor, já que é um dos melhores na especialidade.

O 'nosso' Rui Costa, vencedor por três ocasiões da prova, tem de estar nos favoritos. Sabe como vencer a Volta à Suiça e se o fizer, iguala o record de vitórias. O seu desempenho no Giro não foi brilhante, mas também não foi nada mau, teve perto de ganhar uma etapa. 

Outro que chega à Suiça muito desgastado do Giro, é Domenico Pozzovivo. No entanto, aquilo que fez no Giro indica que está na sua melhor forma de sempre e não é nada improvável que na Suiça tenha uma boa prestação.

A Trek-Segafredo apresenta-se com uma boa equipa. O líder será Jarlinson Pantano, com Fabio Felline a ter algumas etapas para brilhar. O colombiano será o braço direito de Alberto Contador no Tour e na Suiça já deverá mostrar alguma coisa.

O vencedor de 2015, Simon Spilak, é outro dos nomes a ter em conta. Apesar de andar muito 'escondido', o ciclista da Katusha é sempre um ciclista forte nas provas por etapas de 1 semana.

A grande dúvida é o estado físico do vencedor da edição do ano passado, Miguel Angel Lopez. O colombiano vem de uma lesão grave e não compete há muito tempo.

A grande 'surpresa' poderá ser Carlos Betancur. O talentoso colombiano nos últimos anos, teve diversos problemas, apresentando-se em péssimas condições físicas, nomeadamente demasiado pesado para o que se exigia. No entanto, no fim de semana passado, nas Hammer Series, teve um desempenho brilhante, o que pode significar que o 'velho' Betancur pode estar de volta, numa altura que o seu contrato está a terminar. O contrarrelógio final não o beneficia, porém aquilo que mostrou nas Hammer Series, deixou toda a gente com água na boca. Continua a ser uma incógnita.


***** Ion Izagirre
**** Tom Dumoulin, Rohan Dennis
*** Rui Costa, Jarlinson Pantano, Domenico Pozzovivo, Simon Spilak
** Miguel Angel Lopez, Marc Soler, Steven Kruijswijk, Carlos Betancur
* Tejay Van Garderen, Jan Hirt, Sebastian Reichenback

A nossa aposta: Ion Izagirre
Outsider: Rui Costa

Seguir em directo: @tds, #tourdesuisse

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário