Última hora - Movistar penalizada em 1 minuto na Volta à Catalunha

Movistar durante o CRE da Volta à Catalunha 2017 (Foto: Bettini Photo)
Ontem, algum tempo após o final da etapa, saiu a notícia que José Joaquín Rojas tinha sido penalizado em 3 minutos por ter empurrado um colega de equipa, tal como Amador e Nelson Oliveira, também eles sofreram uma penalização pelo mesmo motivo. Sendo assim Valverde assumia a liderança da classificação geral.
Mas a polémica não ficou por aqui, alguns ciclistas da BMC insurgiram-se no Twitter contra esta decisão, pois com estes "empurrões" a Movistar conseguiu manter o seu grupo compacto e assim obter um melhor rendimento.




O director desportivo da BMC afirmou que se sentiam injustiçados pela decisão, visto que a regra da UCI é clara e por ser um contra-relógio colectivo, a penalização deve ser aplicada a toda a equipa.
"Quando vimos que Rojas empurrou os seus colegas de equipa em várias ocasiões, o que é uma violação das regras da UCI, apresentamos uma queixa com a Trek-Segafredo. O resultado é decepcionante, já que sentimos que éramos os mais fortes do dia e corremos conforme as regras da UCI".

Em 2010, no Tour do Qatar, aconteceu algo semelhante e nessa altura, a penalização foi aplicada a todos os ciclistas da equipa, sem excepções.

Mas hoje de manha e após algumas reuniões e debates a decisão foi outra. A UCI decidiu seguir as normas que a própria criou, na qual diz: "quando um ciclista empurra outro durante um CRE, toda a equipa será penalizada com 60 segundos e o protagonista com 200 segundos".

Assim toda a equipa da Movistar foi penalizada em 1 minuto. Valverde deixa de ser o líder da classificação geral, passando essa posição para Ben Hermans e a BMC é a vencedora do contra-relógio colectivo. 

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário