Paris-Gien-Bourges (1.1) - Antevisão


O Paris-Bourges apesar de ser uma corrida centenária, é utilizada sobretudo de preparação para o Paris-Tours que se realiza durante o fim de semana.
A primeira edição disputou-se no longínquo ano de 1913 e em 2016 decorrerá a 66ª edição. A prova tem sido dominada pelos homens da casa, que triunfaram por 39 vezes.
Apenas dois corredores conseguiram repetir o triunfo, Marcel Dussault em 1948 e 1949 e John Degenkolb em 2013 e 2014.

História
últimos 10 vencedores
2006 Thomas Voeckler (FRA) Bouygues Télécom
2007 Romain Feillu (FRA) Agritubel
2008 Bernhard Eisel (AUT) Team Columbia
2009 André Greipel (GER) Team Columbia-HTC
2010 Anthony Ravard (FRA) Ag2r-La Mondiale
2011 Mathew Hayman (AUS) Team Sky
2012 Florian Vachon (FRA) Bretagne-Schuller
2013 John Degenkolb (GER) Argos-Shimano
2014 John Degenkolb (GER) Giant-Shimano
2015 Sam Bennett (IRL) Bora-Argon18

Edição 2015 (Top-10)
1 Sam Bennett (Irl) Bora-Argon 18 4:20:57
2 Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis, Solutions Crédits
3 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek Factory Racing
4 Arnaud Démare (Fra) FDJ
5 Romain Feillu (Fra) Bretagne-Séché Environnement
6 Gediminas Bagdonas (Ltu) AG2R La Mondiale
7 Daniel McLay (GBr) Bretagne-Séché Environnement
8 Roy Jans (Bel) Wanty – Groupe Gobert
9 Samuel Dumoulin (Fra) AG2R La Mondiale
10 Bert Van Lerberghe (Bel) Topsport Vlaanderen - Baloise

Percurso
Gien  -  Bourges, 190.3 Km

Apesar da prova se chamar Paris-Bourges, ele não sai da cidade luz, mas sim de Gien, que é uma localidade situada nos subúrbios da capital francesa. Aliás, o nome oficial da prova já inclui a cidade de Gien, Paris-Gien-Bourges.
De Gien, os corredores vão em direcção a sul, para Bourges. Grande parte do percurso é plano, apenas a meio do trajecto é que há algumas dificuldades, a Cote de Jars, Graveron e a Cote de la Chapelotte,  aos 101,8, 127,5 e 153,2 Kms respectivamente. Estas pequenas subidas não deverão retirar os sprinters da luta pela vitória. A chegada em Bourges é plana e ideal para um final em pelotão compacto.

Perfil da prova

Startlist
Aqui

Condições atmosféricas

As temperaturas no norte de França já começam a ser baixas, durante a prova irão variar entre os 10 e 15ºC. Não se espera chuva e o vento soprará de Este-Nordeste com rajadas de 22 Km/h.


Favoritos

***** Nacer Bouhanni
**** Alexander Porsev, Bryan Coquard
***  Sam Bennett, Dan McLay, Roy Jans
** Romain Feillu, Baptiste Planckaert, Rudy Barbier, Kristian Sbaragl
* Marc Sarreau, Lorrenzo Manzin, Samuel Dumoulini, Armindo Fonseca

A nossa aposta: Nacer Bouhanni
Bouhanni já demonstrou ser mais que um mero sprinter. Em 2012 e 2015 foi 2º classificado nesta clássica, o que demonstra que esta prova é à sua medida, falta apenas o lugar mais alto do pódio. Está em boa forma, acabou de vencer o Tour de Vendée.
De todos os sprinters presentes, é aquele que tem um palmarés mais vasto e devido aos antecedentes nesta clássica e ao que tem mostrado recentemente, é o maior favorito.

Outsider: Dan McLay
Este tem sido o ano que o britânico se revelou ao mundo, com aquele sprinter fantástico no GP Denain e também com boas indicações no maior palco de todos, o Tour.
Se estiver num dia bom, pode dar luta a qualquer sprinter presente nesta clássica.

Seguir em directo: @PGienBourges, #ParisBourges

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário