Associação de ciclista (CPA) também está contra as reformas da UCI


A Associação de ciclistas profissionais (CPA) anunciou que não está de acordo com a reforma da modalidade proposta pela União Ciclista Internacional (UCI).

Aqui fica o comunicado da CPA:
"A CPA considera indispensável que a UCI tenha em conta as propostas das diferentes partes e, sobretudo, que respeite a história deste desporto (...), e questiona o silêncio da UCI, especialmente em relação aos ciclistas. A associação pede expressamente à UCI para iniciar o diálogo com todas as partes que têm um desejo sincero de participar construtivamente na reforma do ciclismo, para dar ao nosso desporto o respeito que merece"

Esta posição surge no seguimento da tomada de posição da ASO, que anunciou que iria retirar as suas provas, incluindo o Tour e a Vuelta, do calendário do WorldTour, a partir de 2017.

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário