Volta a Portugal 2015 - Antevisão 7ª etapa

Hoje é dia da etapa raínha da Volta a Portugal. É sempre um momento muito especial subir-se até ao ponto mais alto de Portugal continental. Este ano a subida será realizada pela Covilhã, uma vertente bem durinha.
Queremos espectáculo, venha ele.

Local de partida: Condeixa-a-Nova

Igreja Matriz de Condeixa-a-Nova
Condeixa-a-Nova pertence ao distrito de Coimbra. É um município com 10 freguesias (após a reorganização territorial passaram a ser 7).
Ao ir a Condeixa-a-Nova é ponto obrigatório visitar as ruínas de Conímbriga. Localizadas bem perto da vila, é um ponto de grande interesse turístico. Segundo uma publicação do jornal Expresso, o Museu Monográfico de Conímbriga é o segundo mais visitado do país, apenas ultrapassado pelo Museu dos Coches em Lisboa. 
Mas Condeixa-a-Nova tem muito mais para ver. A sua igreja Matriz foi erigida no século XVI e reconstruída após a invasão francesa. É a vila portuguesa com mais casas apalaçadas. Num pequeno passeio podemos encontrar o Palácio dos Costa Alemão, As ruínas da casa solarenga da Quinta de São Tomé, o Palácio dos Sotto Mayor, as actuais instalações da Câmara Municipal era o Palácio dos Figueiredos, a Pousada de Santa Cristina funciona no antigo Palácio dos Almadas que foi incendiado durante as invasões francesas. Ainda na Praça da República podemos encontrar mais uma casa senhorial.

Local de chegada: Seia (Torre)

Torre - Seia
A cidade da Seia pertence ao distrito da Guarda. É sede de município com 29 freguesias (com a reorganização territorial passaram a 21).
Seia é, juntamente com a Covilhã e com Manteigas, um dos concelhos que partilha o ponto mais elevado de Portugal Continental e o segundo mais elevado de todo o território português, apenas atrás da Montanha do Pico nos Açores.
Ao visitar a cidade, não perca os seus três museus. O Museu Natural da Electricidade, inaugurado em 2011 transporta-nos numa verdadeira viagem no tempo até 1907 e mostra-nos tudo o que foi necessário para a electricidade chegar a Seia em 1909. O Museu do Brinquedo apresenta cerca de 8000 brinquedos, não apenas de Portugal, mas de todo o mundo, desde os mais antigos até aos brinquedos do presente. Por último temos o Museu do Pão, nele fique a saber tudo sobre a arte de fazer pão. O museu possui um restaurante, um bar, uma mercearia antiga e ainda um atelier onde as criança, numa actividade muito educativa podem aprender a fazer pão.
Claro que ao visitar Seia não pode deixar de subir à Torre. Quer de Inverno, quer de Verão, a paisagem é magnífica. Se puder dê uma volta de teleférico e aprecie as vistas. 

Percurso
Perfil da etapa
É a etapa raínha da Volta a Portugal e aquela que poderá pôr um ponto final na luta pela vitória. Serão três contagens de montanha uma de 4ª, outra de 2ª e acaba no ponto mais alto de Portugal continental, contagem de categoria especial.
Este ano a subida será realizada por uma das vertentes mais complicadas, pela Covilhã. São 21,5 quilómetros de subida a uma pendente média de 6,3%. Destaque para a parte inicial, ainda na cidade da Covilhã, para a zona do Hotel, do sanatório e Penhas da Saúde.

Perfil da subida Covilhã-Torre

Características da subida:
Inclinação média 6,4%
Distância de subida - 21,5 km
Altimetria acumulada - 1368m
Altura inicial - 625m
Altura final - 1993m

Favoritos
Os favoritos serão aqueles que estão nos primeiros postos. O camisola amarela tem-se mostrado muito forte, o mesmo se aplica ao colega de equipa, Délio Fernandez. Jóni Brandão é o homem da Efapel que tem estado e maior destaque, enquanto que o colega Alejandro Marque tem estado bem mais apagado.
Rui Sousa vencedor no ano passado, terá de atacar de longe, o atraso que já tem poderá lhe dar liberdade para o fazer. Outros homens a seguir são: João Benta, Amaro Antunes, Frederico Figueiredo, Ricardo Vilela, Ricardo Mestre e Hernâni Brôco.

A nossa aposta: Jóni Brandão
Surpresa: João Benta

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário