Análise da Trek Factory Racing 2014

A Trek Factory Racing é uma equipa que integra os quadros da World Tour, com sede nos Estados Unidos.



Foi mais um ano que passou e com isso mais um ano em que a equipa não obteve os melhores resultados, pois quem tem matéria como a Trek dispõe deve fazer melhor do que fizeram neste ano de 2014.
Ainda assim a equipa obteve 19 vitórias ao longo do ano, mas é notório a ausência de "grandes" vitórias.
As vitórias tiveram inicio logo no primeiro mês do ano, através de Roulston, que venceu o campeonato nacional do seu país, no caso a Nova Zelândia. Nesse mesmo mês a equipa ainda obtém mais três vitórias, duas por Arredondo, ele que provavelmente foi o melhor corredor da equipa na temporada.  Venceu duas etapas no Tour de San Luís, a outra vitória foi obra do Sprinter  italiano, Giacomo Nizzolo.
Fevereiro foi um mês que "passou ao lado" da equipa norte americana. Nem uma vitória alcançaram nesse mês. Em Março venceram por uma vez, e foi responsabilidade de Van Poppel, que venceu a primeira etapa do Driedaagse van West-Vlaanderen. Esta foi também a única vitória da equipa num intervalo temporal de dois meses, pois só venceram novamente a 6 de Abril por intermédio de Cancellara que venceu um dos 5 monumentos, a Ronde van Vlaanderen. O Spartacus continua assim a mostrar que é um dos melhores do pelotão a andar no paralelo. 


Cancellara ao ataque na Ronde van Vlaanderen


Após isso, a equipa foi obtendo vitórias dos seus ciclistas nos respetivos campeonatos nacionais, sendo que teve inicio com o belga Vandewalle que venceu o campeonato nacional do seu país no primeiro dia de Maio. Posteriormente Cancellara, Didier e Beppu, sagraram-se também campeões nacionais dos seus países. Suiça, Luxemburgo, Japão na modalidade de contra-relógio respetivamente e obtendo ainda o primeiro lugar do pódio no Luxemburgo e na Áustria na prova de estrada por intermédio de Schleck e Zoidl. 
Antes dos títulos nacionais a equipa venceu uma etapa de um grande Tour, a única que obteve na temporada numa prova de três semanas por Arredondo na décima oitava etapa do Giro. E obtiveram também uma vitória no Tour de Luxembourg por Van Poppel.


Arredondo a triunfar no Giro 

Já em Julho, Sergeant venceu uma etapa no Tour of Austria e Vandewalle venceu o contra-relógio da mesma prova.
Nizzolo obtém a sua segunda vitória da temporada no Tour de Wallonie ao ser o mais rápido  do pelotão no sprint final, impondo-se a Meersman da Omega e a Dillier da BMC.
Vandewalle venceu uma etapa do Tour de Pologne no trajecto Cracóvia - Cracóvia em formato contra-relógio. A última vitória da equipa na temporada foi obtida por Laurent Didier no USA Pro Challenge ao quinto dia de competição. 


Laurent Didier no USA Pro Challenge

Foi um ano bastante fraco para a equipa Americana, que se traduz no número de vitórias e nos últimos meses de competição, onde as vitórias foram coisa que não existiram.

Também pode interessar:

jdragon cycling team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário