Clássica Milão-Torino (1.HC) - Antevisão



Amanhã dia 1 de Outubro, corre-se a prova Italiana mais antiga, a Milão-Torino.




Foi em 1876, que um estudante de engenharia de seu nome Paolo Magretti e mais 7 colegas pelas 4 da manhã partiam de Milão em direcção a Torino, chegariam ao final da tarde desse dia, com o aspirante a engenheiro, Magretti a vencer a prova. Foram percorridos cerca de 150 Kms em 11 horas e 15 minutos, o que dá uma média de 13,3 Km/h. Apenas metade dos concorrentes terminaram a prova.

Em 2014 vai-se disputar a 95ª edição desta prova, que hoje em dia é mais vista como uma preparação para o último monumento da temporada, o Giro da Lombardia. No entanto, a 'mítica' história desta clássica não pode ser apagada, e muitos dos melhores corredores do pelotão internacional comparecem, sendo que a prova beneficia de um percurso interessante para 'trepadores', basta lembrar que tem acabado na Basilica de Superga:
Distância: 4,9Kms
% média: 9,2%

Em 2012 a prova regressou ao calendário, já que a mesma não se disputava desde 2007, e foi o Espanhol, Alberto Contador a vencê-la, a sua primeira e única vitória como profissional numa clássica.

O perfil deste ano é idêntico ao do ano passado.

Alberto Contador, Purito Rodriguez, Fabio Aru, Pozzovivo, Kreuziger e Moreno são algumas das figuras que estarão presentes amanhã na prova. Como sempre no Milão-Torino, espera-se muito espectáculo.

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário