Sluitingsprijs Putte-Kapellen (1.1) - Antevisão


É a última prova belga da temporada. A Sluitingsprijs tem uma longa história, são já 88 anos, com 83 edições realizadas e onde os belgas dominam a lista de vencedores com 63 vitórias, seguido dos holandeses com 16.
A prova fecha mais uma temporada longa, no país que é por excelência, o do ciclismo.

História

últimos 10 vencedores
2007 Floris Goesinnen (NED) Skil–Shimano
2008 Hans Dekkers (NED) Mitsubishi-Jartazi
2009 Denis Flahaut (FRA) Landbouwkrediet–Colnago
2010 Adam Blythe (GBR) Omega Pharma–Lotto
2011 Yauheni Hutarovich (BLR) FDJ
2012 Wim Stroetinga (NED) Koga Cycling Team
2013 Jens Debusschere (BEL) Lotto–Belisol
2014 Jens Debusschere (BEL) Lotto–Belisol
2015 Nacer Bouhanni (FRA) Cofidis
2016 Roy Jans (BEL) Wanty–Groupe Gobert

Edição 2016 (Top-10)
1 Roy JANS Wanty-Groupe Gobert 03:54:01
2 Timothy DUPONT Verandas Willems s.t.
3 Moreno HOFLAND LottoNL-Jumbo s.t.
4 Arvid DE KLEIJN Jo Piels s.t.
5 Timothy STEVENS Crelan-Vastgoedservice s.t.
6 Amaury CAPIOT Topsport Vlaanderen s.t.
7 Baptiste PLANCKAERT Wallonie Bruxelles s.t.
8 Jasper DE BUYST Lotto-Soudal s.t.
9 Michael GOOLAERTS Lotto-Soudal s.t.
10 Tosh VAN DER SANDE Lotto-Soudal s.t.

Percurso

Putte - Putte, 183,6 Km

Inicio: 12:00  
Final: ~ 16:00

Percurso idêntico ao das últimas edições. São 16,7 quilómetros de um circuito que será percorrido por 11 ocasiões, perfazendo 183,6 quilómetros.
O percurso situa-se no oeste da cidade de Putte, num perfil praticamente plano e pouco técnico, ideal para os homens rápidos presentes em prova. Os últimos metros são em ligeira subida, nada que possa fazer diferença na decisão do vencedor.

Mapa e Perfil do circuito

Startlist

Aqui

Condições meteorológicas


Condições ideais para pedalar, sem chuva, com a temperatura a rondar os 20ºC e apenas uma leve brisa de sul.

Favoritos

***** Kenny Dehaes, Jens Debusschere
**** Roy Jans, Coen Vermeltfoort, Timothy Dupont
*** Bert Van Lerberghe, Timo Roosen
** Yuri Stallaert, Andre Looij, Arvid De Kleijn
* Edward Planckaert, Taco van der Horn, Maarten Wynants, Sean De Bie, Dries Van Gestel, Twan Castelijns, Jesper Asselman, Tom Devriendt, Amund Grøndahl Jansen, Fabio Jacobsen

A nossa aposta: Jens Debusschere
O belga está a ter uma temporada muito fraca, longe do fulgor dos anos anteriores. No entanto, sabe como vencer esta prova, já que a conquistou em 2013 e 2014.
A concorrência também não é a mais forte e conta com a melhor equipa no papel.

Outsider: Roy Jans
Vencedor da edição do ano passado, tem de ser mencionado. Curiosamente ainda não tem contrato para 2018, um tanto ou quanto estranho, já que Roy Jans é um ciclista de grande qualidade.
Capaz de vencer numa chegada num grupo compacto ou num ataque a poucos quil´metros da meta, faz dele um ciclista muito versátil, ideal para as clássicas belgas.


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário